Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Westworld S03E06 – Decoerência | Review

Antepenúltimo episódio da temporada, Decoerência ficou marcado para alguns como o melhor da temporada. Tivemos William, Maeve e Charlotte, mas nada de Dolores e Caleb.

O grande destaque do episódio se dá pelo tratamento que William foi imposto. Eu tinha minhas dúvidas se veria mais cenas com nosso destemido Homem de Preto, que agora vive de branco numa clínica psiquiátrica, e de fato tivemos! Há uma grande dúvida ainda sobre o tratamento que William está sofrendo, revivendo memórias e questionando sua jornada até ali.

Em minha opinião, veremos mais destaque sobre esses experimentos e tratamento no próximo episódio, aonde conheceremos mais de Caleb que supostamente passou por isso num passado não tão distante. Fato é que o tratamento funciona como um purgatório, aonde por meio de óculos VR somos colocados a prova de nosso passado, revivendo um evento traumático, como no caso de William a sua infância perturbada.

As passagens de William são difíceis de entender, porque seguimos tendo grandes dúvidas do personagem. Sabemos que ele foi no passado conselheiro da Delos, participou da criação do parque como um antagonista de Ford, mas hoje não sabemos o que de fato é real, se ele é um anfitrião ou se é humano, e o que tem acontecido no mundo real ou apenas em sua mente fragilizada pelo assassinato da filha.

A parte mais incrível do episódio acontece durante um dos devaneios de William, que adentra uma sala que faz parte de seu tratamento e lá se depara com Delos e diversas outras versões suas. Jovem, o adulto no início do Westworld, o homem de preto, o William executivo fora de Westworld e agora o William insano são colocados em uma roda, aonde a discussão cruza passado, presente e futuro de William, com todos os seus momentos de vida questionando até que ponto foram relevantes ou falharam em determinada ação.

Você é prisioneiro de seus próprios pecados.

A sequência de William termina com ele assassinando a sangue frio cada uma de suas versões, e dizendo que agora tem ciência de uma nova motivação em sua vida. O que será que veremos do William na vida real a partir disso? Ao final da libertação mensal, William é resgatado por Bernard já na clínica psiquiátrica. Quais serão as pretensões de Bernard tendo William contra o plano de Dolores.

O episódio também teve parte muito relevante para Maeve. A arma de Serac contra Dolores exige que o líder da Incite a forneça mais recursos para a batalha que está por vir, afinal no duelo contra Musashi ela já teve ideia das forças que Dolores está trazendo para conquistar seu objetivo. Parte do exército começa a ser formado com Hector e Lee, fieis seguidores de Maeve em todas as etapas de sua revolução.

Para que o levante de Maeve dê certo, Serac intensifica as ações de tomada da Delos, dando andamento a reunião de investidores que resultaria na sua vitória de todas as posses da Delos. Enquanto a ação burocrática era supostamente resolvida (sendo que já estava toda encaminhada por baixo dos panos), Serac exige que todos os funcionários da Delos sejam investigados em busca de um anfitrião, que estaria ali como bode expiatório de Dolores para manutenção das atividades da corporação.

Como sabemos, essa pessoa é Charlotte e fica a cargo dela de fazer backup de todos os projetos da Delos para um novo começo, seguindo os planos propostos por Dolores. Além de efetuar o backup dos dados, Charlotte interrompe parte do plano de Maeve ao destruir a “bolinha da alma” de Hector, sendo o possível adeus de Rodrigo Santoro da série.

A sequência final do episódio é digna dos melhores filmes sci-fi que já vimos. Charlotte se vê encurralada pelos capangas de Serac, e aciona um robô gigantesco de defesa para apoiar em sua fuga, indo para casa ao encontro de seu marido e filho. Totalmente ferida e desesperada para proteger sua família, sai com o carro em disparada, mas não contava com uma bomba implantada nele, que leva ao assassinato de toda família.

Charlotte segue viva e com o corpo totalmente carbonizado, chora ao ver sua família destruída. É curioso quando pensamos em alguns episódios atrás quando a mesma Charlotte estava com dificuldade de adaptações a família, afinal Dolores que está em posse do corpo. Esse fato só mostra ainda mais que conforme o tempo passa e uma mente vive em outro corpo, as capacidades emocionais são facilmente transmitidas e adaptáveis, sendo a representação que o espírito familiar e materno fica acima de qualquer revolução.

O próximo episódio promete preparar terreno para o tão esperado confronto Dolores vs Maeve. E aí, quais são suas expectativas? Até o próximo episódio!

Show CommentsClose Comments

Leave a comment