Arquivos

Livros

Uma Mulher Na Escuridão | Resenha

Pensem em um livro para se ler em um dia chuvoso, debaixo do cobertor e tomando um cappuccino, agora adicionem um assassinato a ser desvendado e reviravoltas surpreendentes. É meus caros, o novo livro de Charlie Donlea, Uma Mulher na Escuridão, lançado pela Faro Editorial esse ano, é totalmente ideal para esse momento, e muito outros também, porque a partir do instante em que você começa a ler fica muito difícil parar.

A história se passa em dois tempos, 1979 e 2019, na cidade de Chicago. O texto começa nos apresentando Angela Mitchell (1979), uma dona de casa que tem dificuldade de interação social e que está extremamente obcecada pelos desaparecimentos de mulheres que vem acontecendo na cidade. Ela começa a fazer sua própria investigação sobre o assassino, apelidado pela mídia de Ladrão, as escondidas do seu marido Thomaz Mitchell, pois ela acha que o mesmo poderá interna-la caso perceba que está com essa obsessão.

Paralelo a esse tempo conhecemos Rory Moore (2019), uma advogada que não exerce sua profissão diretamente, mas usa suas habilidades para investigar assassinatos que estão sem solução. O seu mais recente caso é o de Camille Byrd, uma jovem que foi encontrada sem vida em parque local e até então não foi localizado o assassino.

Ninguém é capaz de fazer o que Rory faz no campo da investigação forense. Seu dom é mais que uma simples habilidade, é uma herança genética.

Enquanto Rory investiga esse crime, seu pai Frank Moore acaba falecendo e ela se vê responsável em resolver os negócios do pai, que possui um escritório de advocacia. Mas um dos casos do pai acaba tomando seu tempo totalmente, pois o cliente é uma pessoa que está prestes a ter sua liberdade decretada, o acusado foi responsável pela morte da esposa e suspeito de matar milhares de mulheres, conhecido como Ladrão. E é nesse ponto que a história de Rory e Angela se cruzam, Rory começa sua própria investigação sobre os casos do Ladrão para descobrir o porquê o seu pai estava cuidando desse caso a anos.

Após muitas revelações Rory começa juntar as peças do quebra cabeça para descobrir qual o envolvimento real de seu pai com o Ladrão e qual seria o verdadeiro crime desse suspeito acusado de tantos crimes sem corpos. Muitas descobertas importantes e reveladoras de Angela, em 1979 que a colocaram ela em perigo, ajudaram Rory a encaixar essas peças no futuro para tentar entender e trazer o verdadeiro culpado a tona.

Esse livro possui muitas reviravoltas que mexem com nossos instintos de percepção, quando você acha que vai acontecer uma coisa acontece outra, e isso é o interessante, pois faz com que o enredo seja atraente te convidando a nunca mais parar de ler esse livro. Charlie Donlea, mais uma vez, conseguiu prender totalmente minha atenção com esse livro, a história é cheia de mistérios, dúvidas, revelações. O que mais eu achei interessante e que ele conseguiu trabalhar muito bem foi que ele soltou informações importantes e cruciais no meio do livro dando mais suspense a história e deixando-a desenrolar de maneira natural, ao invés de ter as revelações todas no final como se fosse um ultimo capitulo de novela.

Então, meus queridos, leiam mais esse livro sensacional de Charlie, que vocês não vão se arrepender. A Faro nos traz mais uma bela história em uma edição feita com muito capricho e qualidade. Leiam também as outras obrar do autor como: A garota do Lago e Deixada para Trás. Comprem suas cópias, com desconto, neste link.

Avaliação

Enredo9
Personagens10
Diagramação10
Acabamento10
9.8

Resumo

Ao limpar o escritório de seu pai, falecido há uma semana, a investigadora forense Rory encontra pistas e documentos ocultados da justiça que a fazem mergulhar num caso semsolução ocorrido 40 anos atrás. No verão de 1979, cinco mulheres de Chicago desapareceram. O predador, apelidado de Ladrão, não deixou nenhum corpo ou pista — até que a polícia recebeu um pacote enviado por uma mulher misteriosa chamada Angela Mitchell, cujas habilidades não-ortodoxas de investigação levaram à sua identidade. Mas antes que a polícia pudesse interrogá-la, Angela desapareceu. Agora, Rory descobre que o Ladrão está prestes ser posto em liberdade condicional pelo assassinato de Angela: o único crime pelo qual foi possível prendê-lo. Sendo um ex-cliente de seu pai, Rory reluta em representar o assassino, que continua afirmando não ser o assassino de Angela. Agora o acusado deseja que Rory faça o que seu pai prometeu: provar que Angela ainda está viva. Enquanto Rory começa a reconstruir os últimos dias de Angela, outro assassino emerge das sombras, replicando o mesmo modus operandi daqueles assassinatos. A cada descoberta, Rory se enreda mais no enigma de Angela Mitchell, e na mente atormentada do Ladrão.Traçar conexões entre passado e presente é a única maneira de colocar um ponto final naquele pesadelo, mas até Rory pode não estar preparada para a verdade...

Deixe uma Resposta

Giovanna Ferigato
Olá galerinha, eu sou a Giovanna, sou de Bauru, a cidade do sanduba, sou formada em turismo, sou uma escravinha hoteleira, e além de tudo isso sou integrante do Dinastia!