Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Três Irmãs – As mulheres que definiram a China moderna | Resenha

O livro Três Irmãs foi lançado pela editora Companhia das Letras no ano de 2020. Escrito por Jung Chang, mesma autora do best-seller Cisnes Selvagens, ele relata a história das irmãs Soong, que foram (cada uma com o seu papel diferente) importantes para a criação da China como conhecemos hoje. De grande poder e influência, as três fizeram suas estratégias para conquistar o que queriam.

Uma amava dinheiro, uma amava o poder e uma amava a China.

Os Soong’s eram uma família rica que vivia em Shanghai, que foi onde nasceram às irmãs Ei-ling, Ching-ling e May-ling.  Cada uma teve um papel fundamental para a história. Seu pai, por ter condições, enviou as três para estudar nos Estados Unidos, o que rendeu a elas um conhecimento enorme pela língua inglesa e também contatos para futuros trâmites. Em seu regresso, cada irmã se casou com uma peça chave na revolução que tirou a dinastia Manchu do poder, deixando de lado o sistema monárquico da China.

Ei-ling, a irmã mais velha, casou-se com H. H. Kung, que através da genialidade de sua esposa se tornou o primeiro ministro de finanças por muito tempo, após a queda dos Manchus, o que fez dela uma das mulheres mais ricas da China. Ei-ling também foi fundamental para a ascensão de Chiang Kai-shek, tornando seu braço direito nas tomadas de decisões.

O plano de Chiang era tirar o poder dos comunistas conquistado por Sun Yat-sen, considerado o “Pai da China”. Mas havia uma situação um pouco embaraçosa nessa questão. Ching-ling, a irmã do meio (e futuramente conhecida como a Irmã-Vermelha), era casada com Sun, pois acreditava fielmente nos planos de seu marido para transformar a China, e por consequência acabou brigando com a irmã mais velha por ajudar o rival a derrubar o governo de seu marido Sun. Não facilitando a confusão entre as irmãs e os cunhados, Ei-ling deu sua ultima cartada, apresentando May-ling, a irmã mais nova, para Chiang Kai-shek que por fim acabaram se casando.

Após muitas guerras e decisões certas e erradas, todas elas ligando as três irmãs, a China se tornou o que era no século XX. As influencias e situações que as três passaram, determinou o rumo da história tomada pelos antigos governantes da China. A vaidade, a avareza e a crença pelo poder levaram as irmãs para caminhos diferentes, mas todas com um único objetivo, proteger aquilo que acreditavam.

Ao começar a ler o livro fiquei pensando que seria um livro monótono sobre História, mas ao me aprofundar na leitura, simplesmente achei incrível a narração de Jung Chang ao narrar a história desses conquistadores e das irmãs Soong. Com uma escrita impecável e uma facilidade de passar todas as informações necessárias sem nos deixar confusos, eu tiro o meu chapéu para esse livro que me enriqueceu muito a respeito da China e como ela se tornou o que conhecemos hoje. Recomendo a leitura a todos que gostam de uma boa história e uma bela narrativa.

Essa publicação faz parte do nosso desafio literário.

Composição
10
Enredo
10
Personagens
10
Voto do Leitor(a)0 Votes
0
10
Show CommentsClose Comments

Leave a comment