Arquivos

Séries e TV

Simpsons 30 Anos | A prosperidade da geração S

Como manter uma série no auge por 30 temporadas e manter uma renovação constante, com temas atuais e trazendo cada vez mais público para frente da telinha?

Trintona, a série de Matt Groening conseguiu algo que todos queremos: a eterna juventude. Sempre na vanguarda, “Os Simpsons” se tornaram uma força cultural onipresente e um fenômeno que, zombando basicamente de qualquer coisa através de seu humor espirituoso e irreverente, é uma das franquias de entretenimento mais disruptivas e inovadoras da história.

Com mais de 640 episódios no ar e 32 prêmios Emmy® em sua galeria, “Os Simpsons” tornou-se a série de televisão de horário nobre mais antiga nos Estados Unidos. Os membros da família – Homer , Marge , Bart , Lisa e Maggie – tornaram-se verdadeiros ícones de várias gerações desde então. Mas, qual o segredo para tudo isso se manter em alta?

Com a 30ª temporada no ar desde o dia 30 de maio, o FOX Channel resolveu comemorar o marco com uma pesquisa inédita sobre as particularidades de seu público cativo. Conduzido pela pela agência norte-americana Nimbly na Argentina, no Brasil e no México, o estudo qualitativo reuniu entrevistas em outubro de 2018 com homens e mulheres de 18 a 50 anos, revelando a existência de uma “geração” integrada aos Baby Boomers, X, Y e Z: a geração “S”.

Esqueça tudo o que você sabe sobre geração. Para entender a Geração “S”, devemos pensar mais sobre formas de comportamento do que períodos de tempo. Seus membros podem ter 18 ou 50 anos e ainda assim se identificarem. Eles têm bom senso de humor, cheio de referências, códigos e piadas internas.

Esta geração é capaz de criar e detectar um humor sem sentido e geralmente usa todo o repertório de referências da série para reconhecer e interagir com o mundo. Assim, o simples ato de ouvir alguém repetir uma frase do Homer torna-se uma desculpa para iniciar uma conversa. Mas é muito mais do que isso: imitar e conhecer os personagens de “Os Simpsons” tem a ver com laços mais estreitos, quebrar o gelo e se sentir parte de um grupo no qual a passagem do tempo e da idade não importa.

Para descomplicar o entendimento sobre essa geração, os estudos trouxeram 10 pontos em comum que todos os pesquisados apresentaram, independente de seu gênero ou idade:

1.       É melhor perder o amigo do que perder a piada: eles cresceram olhando para o primeiro desenho animado adulto da história e isso os ajudou a desenvolver uma visão bastante sarcástica do mundo. Essa necessidade de rir de tudo pode chocar ou cruzar as fronteiras do politicamente correto, mas é algo que eles amam.

2.       Os reis do Meme: Eles são “memethinkers” e usam esse formato para rir de tudo e colocar sua originalidade em prática. Eles podem ser realmente rápidos quando se trata de construir novas piadas e “memorizar” questões de política, economia, cultura, religião, futebol ou qualquer outra coisa.

3.       A vingança dos nerds: Eles foram considerados nerds, mas hoje são vistos como pessoas interessantes e até legais. Eles são extremamente curiosos e usam as mais recentes tecnologias para consumir todos os tipos de informação. Eles são ótimos leitores e usam todo o seu repertório cultural para interpretar o mundo e encontrar a piada mais apropriada para cada situação.

4.       Rindo de tudo, inclusive de si mesmo: sua visão do mundo pode ser dura e até mesmo ofensiva, mas para os membros da Geração “S”, rir de tudo é a única saída diante da tragédia de estar vivo. Enquanto eles fazem piadas com os outros, eles também riem de si mesmos, expondo suas próprias fraquezas.

5.       Sempre em primeiro plano: eles não são caçadores de tendência, mas a curiosidade faz deles os primeiros a adotarem novidades. Assim como “Os Simpsons”, eles podem prever o futuro porque sabem e apreciam hoje o que a maioria das pessoas só descobrirá amanhã.

6.       Todos nós temos problemas: O fato de rir de tudo não significa que eles sejam cínicos. Eles se sentem socialmente pressionados e estão cheios de dúvidas e contas a pagar. Enquanto eles passam a vida fazendo piadas, eles trabalham duro, acumulam desafios, sonhos e objetivos. Quanto mais velhos eles ficam, mais eles se parecem com a Marge, mas quando eles não conseguem encontrar uma solução racional para seus problemas, eles também podem ativar seu Bart interior e incendiar o mundo.

Simpsons 30 anos!

7.       Palhaços com sentimentos, como Krusty: embora façam o melhor para rir de tudo e enfrentar problemas de bom humor, ficam deprimidos de vez em quando. O fato de serem inteligentes e bem informados também faz com que se preocupem com os problemas do mundo. E como são parte do sistema, eles têm seus desafios e frustrações. Mas esse lado frágil e mal-humorado é reservado apenas para os amigos mais próximos. No mundo exterior, o show deve continuar.

8.       Amor e ódio familiar: eles conhecem as limitações de seu grupo familiar e entendem que, na maior parte do tempo, tudo funciona mal lá. Mas eles também amam sua família e valorizam suas tradições mais extravagantes. É assim que eles amam estar com suas pessoas e eles sabem que, se tudo der errado, eles têm um porto seguro para onde voltar.

Simpsons 30 anos!

9.       Amizade, antes de qualquer coisa: Todos nós sabemos que o mundo precisa de mais empatia e a boa notícia é que podemos esperar isso da Geração “S”. Apesar de sua natureza introspectiva, eles são inclusivos, abertos à diversidade, livres de preconceitos e com capacidade de se ajudarem mutuamente. E o senso de humor é a arma que eles usam para atrair novos amigos e formar conexões reais ou virtuais.

10.   Apenas fique na sua: esqueça grandes eventos ou mega produções, eles precisam de muito menos para se divertir: uma poltrona aconchegante, roupas confortáveis, uma bebida relaxante e um novo episódio de “Os Simpsons”. A forma como eles consomem a série traduz um estilo de vida baseado no desejo de conforto, familiaridade e fuga da realidade, tudo ao estilo Homer.

A conclusão de tudo isso afinal, leva a crer que a geração é baseada na combinação perfeita entre referências apropriadas com um toque de humor necessário para causar reação no público alvo, podendo conquistar o mundo. Simpsons entendeu essa fórmula, e além da fama de prever acontecimentos históricos, é capaz de a cada novo episódio adaptar situações atuais para o dia a dia de Springfield, dando a certeza que podem ocupar a TV por mais 30 anos tranquilamente.

Deixe uma Resposta

Raphael Riveiro
Idealizador do Dinastia Geek, fanático por séries e games, engatinhando no mundo das HQs. Harry Potter, o universo Tolkien, Liga da Justiça e Tim Burton são o melhor do maravilhoso universo nerd/geek!