Arquivos

Não categorizadoSéries e TV

Review | The Walking Dead – Mid Season Finale – S08E08 – “How It’s Gotta Be”

Sim, eu sei, nos últimos 2 episódios de The Walking Dead não rolou textinho no site. Pois é, não queria falar deles, não queria porque aconteceu tanta encheção de linguiça, tanta enrolação e mais do mesmo que não valeria a pena escrever, e vocês perderiam o tempinho precioso com uma leitura vazia. Não tinha o que falar, mas hoje, meus amigos, temos muito o que falar, afinal, tivemos um episódio que pode ser um divisor de águas na série.

Nesta mid season finale tivemos mais uma reviravolta na trama e muitas surpresas (boas ou não!?) e há muito tempo não assistimos um episódio tão bom (talvez desde o S07E01), com ação, desenvolvimento e todas as tramas realmente importante.

O Salvadores voltaram, não sei como ao certo, mas foi por causa do Eugene e com certeza estão motivados a deixar as coisas mais difíceis para os aliados de Rick.

No núcleo do Reino, finalmente Ezequiel acordou do seu coma mental. Ao ver Gavin invadir seus domínios e ameaçar seus súditos não lhe restou outra atitude senão liberta-los e “se render”. Interessante ver como o povo do reino é fiel ao seu rei. Em momento algum fraquejaram, eles amam o rei que retribuiu esse amor com um ato de coragem. Fica ali um gancho pro resto da temporada, já que vemos Morgan no lado de fora dos muros e provavelmente Carol voltará pra libertá-lo.

E Hilltop, meus amigos? Será que os salvadores subestimaram os agricultores da colônia? Provavelmente sim, afinal o que trabalhadores liderados por uma mulher grávida fariam contra as forças armadas de Negan? Provavelmente Maggie será extremamente importante na segunda metade da temporada. Seu olhar ameaçador em frente aos salvadores presos, contrastava com sua agonia quando estava sozinha, e Jesus parecia incrédulo ao observa-la e mais ainda ao perceber que os 38 que sobraram (e ele inocentemente levou até a colônia) seriam usados como barganha.


E o Eugene, hein? Será que essa noite irá conseguir dormir? Em meio a suas atitudes pra tentar sobreviver, ele tem um ato misericordioso e ajuda Padre Gabriel e Dr.Carlson 2.0 a fugir. Será que isso não pode ter uma consequência pra ele quando Negan descobrir?

Como Rick que estava atrasado, depois do plano absurdamente ridículo de recrutar os covardes do Lixão, Alexandria parecia estar sem um líder, mas só parecia porque nosso pequeno Carl tomou conta da situação e enquanto os moradores da comunidade partiram em retirada, ele ganhava tempo em um diálogo brilhante com Negan. A edição do episódio deu dicas o tempo todo de como seria seu final, que apesar de surpreender pela forma, foi previsível, devido ao foco que dado ao filho primogênito de Rick.

O líder dos salvadores foi um show a parte, irônico e sarcástico, ele soltou um daqueles discursos que paramos pra ouvir e nos deliciamos com cada palavra. Em outros momentos da série ele já soou chato e repetitivo, parecia que ele só estava na série pra soltar frases de efeito, porém desta vez o discurso de Negan foi muito bem explorado e o esperado confronto entre ele e Rick foi espetacular, principalmente quando me coloquei no lugar  do sheriff ao ele dizer “ você nunca para de falar?”, respondido por um sarcástico “não”.

O embate entre os dois foi psicológico e físico ao mesmo tempo, e quando Grimes acerta o rosto do seu oponente me senti  torcendo por um lutador de MMA em uma luta do canal combate. Espero ver mais embates deste tipo na próxima metade.

Em meio a isso tivemos Dwight que finalmente assume um lado, Michonne sai do modo “dona de casa” e vira o capeta com sua katana e a pseudo culpa de Tara e Daryl por seu plano desastroso no Santuário. Ahh, já ia me esquecendo de Aaron e Enedi, que podem causar problemas depois da tentativa de recrutar OceanSide. Outro gancho que será interessante de acompanhar no futuro.

E nosso final, hein? Sem sombra de dúvida a decisão mais arriscada da série. A possível e praticamente certa morte de Carl foi o ápice do nosso episódio (provavelmente da temporada) e mostrou como a série deve seguir decisões totalmente diferente das HQs.

Os zumbis, já esquecidos em meio a tantas tramas, voltaram a ter relevância. Uma mordida causará a morte de um dos principais personagens do show, em uma morte mais digna do que ser assassinado por Lucille. Ele é um Mártir, mesmo mordido, lutou até o fim para salvar seu povo. Era hora do seu show. Deixará saudades? Lógico que sim, mas acredito que a decisão de se libertar das amarras impostas pelas HQs dará um respiro a trama da série televisiva. Teremos problemas com o arco do sussurradores? Sim, mas agora nada é previsível, a reação de Rick e de Negan a este fato pode conduzir a guerra. Meu coração apertou e não podemos negar que foi devastador perder nosso menino.

A temporada que começou bem e foi mediana em seu desenvolvimento nos entregou um excelente episódio e mostrou, que quando querem, os produtores podem tomar decisões difíceis, mas que conduzam o show a possibilidades interessantes. Fiquei realmente feliz ( e triste) com esse final. Foi difícil de digerir, demorei 2 dias pra escrever este texto, mas nada que uma segunda metade empolgante não cure. Que venha logo fevereiro walkers!

Deixe uma Resposta

Neto Sambora
Nerd e Publicitário da cidade do sanduíche. Amo chocolate, hambúrguer, Coca-Cola zero (sim, sou estranho!) e tudo que o Mark Millar escrever. Não me julguem, mas conheci Star Wars com o Ameaça Fantasma e sou fã do Nicholas Cage!