Arquivos

Séries e TV

Review | Outlander S03E05 e S3E06

Enfim, o que todos nós, fãs de Outlander, esperávamos aconteceu: Jamie e Claire se reencontraram! Depois de quatro episódios preparatórios, onde foi contada a trajetória dos amantes enquanto estavam separados, Claire finalmente voltou para o passado.

No quinto episódio, conhecemos melhor Brianna. Vemos como ela volta à América e aprende a lidar com tudo que soube sobre si mesmo. Sobre Claire, percebemos que ela está tentando seguir a vida, após acreditar que havia perdido Jamie de vez. Parece amargurada e decidida a não viver mais com os fantasmas do passado. Por isso, quando Roger aparece de surpresa, com provas de que Jamie provavelmente está vivo, usando o nome de Alexander Malcolm, um impressor, morando em Edimburgo, em 1765, Claire tenta ignorar as informações, dizendo que nunca pediu ao historiador que continuasse investigando. Não queria mais sentir esperança e Brianna precisava dela.

No entanto, quando Brianna sabe que Roger achou Jamie, convence a mãe a voltar ao passado para reencontrá-lo. Diz que vai ser difícil ficar sem Claire, mas que está bem e que a mãe precisa voltar também para contar a Jamie sobre ela. Preciso falar de como Claire é boa costureira, meus amigos! Ela confecciona sozinha um vestido perfeito para voltar ao século XVIII (Quero a Claire como minha Cosmaker na próxima CCXP)!

E o episódio termina de maneira muito semelhante ao livro. Claire volta no tempo novamente através das rochas, chega à loja onde Jamie trabalhava e o chama. Ele se vira e… Desmaia! Depois disso, duas semanas de suspense nos esperava, pois não haveria episódio de Outlander na semana seguinte. Então, deixo meu agradecimento aos redatores da série por não ter terminado com um Cliffhanger ridículo e ter permitido vermos o reencontro ainda nesse episódio.

E lá vem o maravilhoso sexto episódio com 1 hora e 18 minutos de duração! “A. Malcolm” entregou tudo o que eu queria como leitora, entusiasta da série, e, por que não, shipper. Os roteiristas fizeram um trabalho primoroso neste episódio, ainda mais do que já estavam fazendo no decorrer dos últimos. Posso dizer, com certeza, que é um dos meus preferidos de todas as séries que assisto, pela delicadeza com que ele foi feito.

Jamie obviamente acorda e mal pode acreditar que Claire é real, lembrando de todas as vezes que sonhou com ela, mas não podia tocá-la. É impressionante como a aproximação de ambos é gradual, crescente. Os dois com medo do que o tempo separados e as mudanças que ele acarretou provocaram, mas desde o primeiro olhar já percebemos que o amor ainda estava ali.

Sim, meus amigos, aquelas cenas de sexo quentes entre Jamie e Claire aconteceram. E foram divinas! Mas antes disso houve uma nova construção da relação. Não eram duas pessoas perfeitas ali, mas dois seres humanos tentando se encaixar, se reencontrar novamente. Essa evolução foi maravilhosa de se ver! Jamie se complicando e batendo na cabeça da Claire o tornou gente como a gente…

Outro ponto interessante do episódio foi a questão de onde Jamie estava se metendo. Sim, ele sempre foi um rebelde, então, sabemos que ele estava fazendo algo contra os ingleses, na clandestinidade. Contudo, ele não quis expor esses segredos para Claire e também nos deixou curiosos. O que será que a dona do bordel onde Jamie estava morando sabe e onde ela se encaixa nessa história? Posso dizer que não fui muito com a cara dela…

Falando em bordel, a cena das prostitutas dando conselhos a Claire para evitar filhos foi sensacional! Também gostei muito do novo personagem “Willoughby” e do reencontro de Claire com um Fergus já adulto.

O ponto alto deste episódio com certeza foi a interpretação de Catriona Balfe e Sam Heughan. Tudo na medida certa! Atuações emocionantes a cada momento. O momento em que Claire entrega as fotos de Brianna para Jaime e ele fica fazendo perguntas, querendo saber tudo sobre ela, é de levar qualquer um às lágrimas. Eles estão incríveis nessa temporada e ainda nem chegamos na metade dela. Que continue assim!

Deixe uma Resposta

Marcelle Suazquita
Dcnauta que adora a Marvel. Aluna imaginária da Corvinal que sonha em ser uma Elfa e casar com Clark Kent. Responsável - e irresponsável - por dar pitacos em séries, filmes e literatura. Bernard Cornwell é meu lorde e senhor.