Arquivos

GamesNão categorizado

Review | Hands Of Gods – Smite Tatics(Beta Fechado)

Se eu precisar definir Hands of Gods de maneira curta e rápida, será: Hearthstone + RPG Tático + Deuses e criaturas de Smite! Hands of Gods veio junto com essa maré de card games eletrônicos, que ganhou uma força nos últimos 2 anos com o crescimento de Hearthstone, a criação do Gwent como um Standalone de The Witcher 3, e até as tentativas frustadas de Magic em todos esses anos no meio dos videogames.

 

Fugindo das comparações, Hands of Gods trás um toque de frescor a esse estilo de jogo que não é nada recente (Yu-gi-Oh e Pokémon TGC que o digam), mas anda bem popular. Indo direto ao ponto, além de ser um jogo de cartas, Hands of Gods é um jogo de batalhas táticas entre as criaturas que você coloca em campo.

Nós temos um deus de cada lado, cada um protegendo o seu cristal base chamado de core. Você pode invocar guerreiros e criaturas de acordo com o seu baralho e posiciona-los no campo de batalha ao seu gosto. Sua movimentação e ataque dependerão das estatísticas da sua carta, e suas habilidades especiais. Cada um vem com uma quantidade de ataque e vida pré determinados, exatamente como no Hearthstone, e necessitam de uma quantidade de energia para serem sumonados para o campo de batalha. O seu objetivo é destruir o Monolito de Conjuração do adversário antes que ele destrua o seu.

No panteão dos deuses, temos Zeus, Odin, Rá, Ah Puch, Ganesha, Belona e Nu Wa. Existem cartas neutras que servem em qualquer deck, e cartas de categorias específicas para cada divindade. Até o momento do Beta Fechado as cartas são bem variadas e as possibilidades de batalha são grandes. Você não fica preso somente as suas cartas para vencer a batalha, suas habilidades táticas influenciam diretamente em como o duelo progride e os jogadores mais inteligentes e experientes tendem a vencer, mesmo os com cartas mais fortes.

Senti falta de músicas empolgantes durante a batalha. Por ser um jogo de táticas, a Hi-Rez preferiu manter uma música bem baixa e quase silenciosa. Não é uma escolha ruim, mas pessoalmente prefiro uma música de batalha pra deixar as coisas ainda mais tensas. Os gráficos são simples, acredito que esse jogo possa rodar em um Smartphone ou Tablet sem grandes problemas, mas também não são ruins ao ponto de estragar a sua experiência com o jogo.

Se eu precisar definir Hands of Gods de maneira curta e rápida, será: Hearthstone + RPG Tático + Deuses e criaturas de Smite! Hands of Gods veio junto com essa maré de card games eletrônicos, que ganhou uma força nos últimos 2 anos com o crescimento de Hearthstone, a criação do Gwent como um Standalone de The Witcher 3, e até as tentativas frustadas de Magic em todos esses anos no meio dos videogames.   Fugindo das comparações, Hands of Gods trás um toque de frescor a esse estilo de jogo que não é nada recente (Yu-gi-Oh e Pokémon TGC…

Hands of Gods - Smite Tatics (Beta)

Gráficos
Trilha Sonora
Jogabilidade
Desempenho

ESPADAS

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Campeão dos 100M rasos em séries da Netflix. Fã de quadrinhos, principalmente do Superman. Carioca, curte uma cerveja gelada no fim de semana, enquanto prepara seu plano de dominação mundial.