Arquivos

Eventos e LugaresNão categorizado

Quem venceu a San Diego Comic Con 2017, no cinema, Marvel ou DC?

Sim, é um texto pra alimentar tretas e ver sangue. MENTIRA, não é não.

Apesar dos marvetes e dcnautas mais entusiastas (leia-se fanboys), estarem se estranhando nos comentários de alguns portais, não houve competição e por um motivo simples: Momentos diferentes.

Sim, cada uma está em uma fase distinta em seu universo, uma construindo e outra concluindo, seria injusto quaisquer tipo de comparação.

A DC veio a San Diego sem muitas novidades palpáveis e focou mais projetos. O filme do Lanterna Verde (Green Lantern Corps) foi confirmado. O da Batgirl, com direção de Joss Whedon e participação do Robin(???), também. As Sereias de Gotham, com a direção de David Ayer, parece estar (in)certo de sair. Liga da Justiça Sombria parece estar bem encaminhada e em breve talvez saia algum anúncio mais concreto.Só maravilhas, não é mesmo? O problema é que não há programação para início das produções, são projetos que vão sair algum dia.

Vale ainda mencionar o problemático filme do Flash que já teve 3 diretores e 2 roteiros, e nenhum permaneceu. Sim, entendo e concordo que um filme (do porte do velocista escarlate) precisa ser bem planejado, mas parece justamente o contrário. O bom que foi anunciado, e comemorado, que o filme se baseará na HQ Flashpoint (2011), um neoclássico da editora, que deu origem ao Reboot dos NOVOS 52. Vamos aguardar a confirmação do diretor e a data de início da produção, afinal, ainda está no papel.

Mas nem tudo são promessas. O filme do Shazam começa a sua produção em 2018, com previsão de lançamento no início de 2019. O diretor já foi escolhido, David F. Sandberg, que dirigiu Anabelle 2 e um especialista em filmes de terror de baixo orçamento. A produção será a cargo da subsidiária New Line, famoso estúdio de Senhor dos Anéis.

O filme que sai na sequência e deve entrar em produção no segundo semestre de 2018 é Esquadrão Suicida 2, filme que teve fraca recepção da crítica, mas foi muito bem comercialmente. O filme ainda não tem diretor confirmado e deve chegar às telonas no segundo semestre de 2019. Por falar em sequências confirmadas, Mulher-Maravilha 2 foi oficialmente confirmada (eu já sábia!). Infelizmente não houve nenhuma informação, nem ao menos a confirmação de Patty Jenkins com diretora, apesar de ser certo como 2+2 são 4. Enfim, esperava mais festa da Warner em resposta ao sucesso do longa.

Outra notícia boa é a confirmação (e precisava?) de Ben Affleck como o Batman. O ator confirmou seu papel e ainda salientou que o filme do morcego está em pré produção, já o novo diretor Matt Reeves, resolveu começar o projeto do zero. Acredita-se que o filme deve chegar aos cinemas no verão de 2020.

De concreto (e bota concreto nisso) tivemos cenas (muito elogiadas) de Aquaman. Aliás, Jason Momoa foi incrível no painel da DC. Que cara carismático. Abraçou o papel, brincou e se divertiu. O longa do herói dos mares é o único da DC programado para 2018 e toda dedicação pra finalizar e entregar um grandioso filme foi recompensada com entusiasmados aplausos, dos que viram o trailer.

Pra finalizar (que final), a DC mostrou o trailer do seu carro Chefe, a sua meninas dos olhos. O majestoso trailer de LIGA DA JUSTIÇA! Sim, você vai me dizer: “Mas Samborinha, não é novidade, ano passado foi, este ano não.” e sim, eu concordo, não é propriamente uma novidade. Os mais apaixonados pela Liga, como eu, estão acompanhando cada notícia, cada vídeo ou foto sobre este longa.

Mas venhamos e convenhamos: QUE TRAILER LINDO. A sensação de sonho realizado, de ver seus heróis de infância reunidos na sua frente é indescritível. Foi o grande momento do painel, sem dúvidas. O público (presente e meros mortais do resto do mundo) foi a loucura. Vale ressaltar a montagem grandiosa, o destaque pra Mulher-Maravilha (ainda colhendo frutos do seu filme) e a fotografia, que parece ter tomado um banho de cor e luz, fugindo do tom acinzentado, mostrado até agora no material promocional. Podia falar horas sobre o vídeo, mas acho melhor deixar pra outro texto (kkkk).

Não adianta olhar para os dois painéis da mesma forma. A DC investiu, de forma correta, todas as fichas na sua galinha dos Ovos de Ouro. Mostrou a que veio e agradou. Não foi um painel derrubador de forninhos como o do ano passado, porém, pra mim, me agradou muito mais que o do ano anterior. A Liga nasceu, Aquaman está “nos finalmentes”e muitas sementes foram plantadas. Foi um painel lindo e seria difícil pra Marvel superar, seria…


Depois das trevas, vamos ao painel colorido. Pois é, será que a DC paga mais barato pelo aluguel do Hall H? A quantidade de luz que eles economizam deve ser absurda. Nada mais justo, não é mesmo? Bem, chega de falar groselha. Vamos falar do venced… digo… do Painel da Marvel. E que painel meus amigos. A DC jogou o nível lá em cima, deu aquela sarrada no ar com o Jason Momoa e Cia, mas a Marvel veio com a faca nos dentes.

O painel, apesar de enorme, começou bem pequeno com o filme do Homem-Formiga e Vespa (CARLOS ALBERTO DE NÓBREGA CURTIU). Foi tiro, porrada e bomba com o anúncio de Michelle Pfeiffer como Janet, a Vespa original e Laurence Fishburne, como Golias Negro (CARAÍ). Além dos anúncios, foram mostrados o cartaz, artes conceituais e uma cena de perseguição eletrizante onde a Van de apoio de Scott Lang diminui e aumenta (whaaat??) e vai de encontro ao Golias. O uniforme da Vespa está espetacular.

Na sequência Kevin Feige anuncio que o Filme da Capitã Marvel se passará nos anos 90, antes do Homem de Ferro 1 na cronologia Marvel. Os vilões serão os Scrulls, que nas HQs são metamorfos e inimigos mortais dos Krees. Muitas pessoas pensavam que os direitos estavam ligados a Fox, muito pela participação dos mesmo nas histórias do Quarteto Fantástico. Também foram liberadas as artes conceituais do filme, mostrando um pouco do uniforme de Carol Danvers, com seu clássico lenço amarrado na cintura.

Talvez (digo talvez, porque o puro creme da pamonha tá no final do texto), o ponto alto do painel tenha sido a exibição das imagens de Pantera Negra. O painel ficou alucinado, os fãs ficaram em pé e aplaudiram exaustivamente. O que foi mostrado do filme agradou demais pela clima, ação e a coreografia dos movimentos. O diretor Ryan Coogler, mostrou-se um grande geek e conhecedor de quadrinhos. Wakanda impressiona pela imponência com uma tecnologia anos luz do resto do mundo. Todos os atores parecem ter se encaixado em seus papéis e o cartaz está maravilhoso. Aliás, os cartazes no geral foram um show a parte, com cores vibrantes.

Por falar em cores vibrantes, veio o segundo tiro da noite: Thor – Ragnarok. Todo o clima Kirbyano foi colocado em cenários, figurinos e maquiagens. Uma fotografia diferente, a lá Star Wars, um roteiro distinto, caricato e difícil até de explicar. O sucatão de Sakaar ficou cybepunk, anos 80. Thor poderia trombar com um replicante facilmente (Será que George Lucas não é produtor do filme?). A expressão dos atores, está pesada. A mão do Diretor fez uma diferença enorme. Achava que Taika Waititi era diretor de estúdio, mas por incrível que pareça ele é muito autoral, tem um estilo livre. Os diálogos, segundo o diretor, foram 80% improvisados. Ele dava uma linha de texto e o pessoal trabalhava em cima.

Mark Rufallo é um puta ator, Chris tem um tempo pra comédia incrível mas a rainha da porra toda foi a Hella. M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. Deusa da Morte, né morês? Cada cena com ela é marcante. Os planos abertos de Taika, principalmente na cena das Valquírias, eram como pinturas. Cate Branchett é alma (e talvez a jóia da alma) do filme. A cena de Loki e Thor ,com as bazucas, fazem referência a MIB. Enfim… Talvez não seja um filme que fará frente a Liga na questão de grandiosidade e importância, mas vai ser um filme tão bonito quanto. Realmente, agora empolgou.

O que empolgou também foi quando no fechamento da noite passaram o trailer de Vingadores – Guerra Infinita. O mesmo trailer que passaram na D23, uma semana antes. Com a plateia boquiaberta, sem reação a não ser aplaudir o painel se encerrou como um tiro de bazuca. Guardiões, Vingadores, Capitão Barbudo, Homem-Aranha, Dr. Estranho… Todos se reunindo. A conclusão de quase 10 anos de história convergindo em um final apoteótico.

A Marvel, inteligentemente, não liberou o trailer. Não faria sentido apagar o Marketing do lançamento de Thor. Além do que, esse segredo mexe com quem não foi, desperta a curiosidade e quando vazou, e eles sabiam que vazaria, ninguém mais se lembrava dos trailers do dia anterior. Na internet só se falava disso. O Trailer da Liga teve suas horas de fama, o de Thor nem isso.

Se isso quer dizer “Marvel Wins”? Não posso afirmar, já que como disse, são expectativas diferentes. Mas o clichê está vivo: “quem ganha somos nós”. Ganhamos trailers, cartazes, expectativas, teorias e muito, mas muito orgulho de ser Nerd. Que venham os filmes e que consigamos viver os 2 universos e degustar o que cada um tem de melhor.

Deixe uma Resposta

Neto Sambora
Nerd e Publicitário da cidade do sanduíche. Amo chocolate, hambúrguer, Coca-Cola zero (sim, sou estranho!) e tudo que o Mark Millar escrever. Não me julguem, mas conheci Star Wars com o Ameaça Fantasma e sou fã do Nicholas Cage!