Arquivos

FilmesGames

Pokémon: Detetive Pikachu | Crítica

Esse meu jeito de viver ninguém nunca foi igual.
A minha vida é fazer o bem vencer o mal.

E finalmente chegou o dia mais esperado do ano… O dia da estreia do melhor filme da década!

Com vocês, meus queridos treinadores, Detetive Pikachu!

Após vinte anos do primeiro filme sobre Pokémon lançado nas salas de cinema (quem não sofreu com o Ash virando pedra, não teve infância!) fomos presenteados com o filme mais fofo e querido do estilo, e que até então, permanece com a melhor nota de filme sobre jogo.

Mas o filme é somente sobre criaturas fofas?

Apesar de acreditar que somente a existência de Pokémon fofos fosse o necessário para fazer com que o filme seja auto suficiente, entendo que não poderia deixar de lado o meu (pouco) senso crítico. Mesmo sendo uma fã girl sobre o assunto, admito que o enredo é cheio de furos, com alguns tensos e outros que só pessoas bem críticas (chatas) podem notar. A questão maior é do filme ser muito previsível em vários pontos.

Acompanhamos Tim, juntamente com Pikachu, a decifrarem o mistério que envolve o desaparecimento de seu pai. Ver o TANTO de Pokémon, com grande destaque para esse “tanto”, pois podemos perceber que teve em média umas trinta e cinco espécies. Parece pouca coisa, mas é mais do que esperávamos para o filme. Representaram todas as regiões e pelo menos até a sexta geração, foi maravilhoso ver nossos queridos em 3D!

E gente, que qualidade incrível dos efeitos especiais e animação 3D. Os detalhes nas expressões, a qualidade de textura e pelos (sim, podíamos perceber a diferença só no olhar) e como, apesar de todos esses efeitos, eu senti algo bem “próximo da realidade”. Se realmente existissem Pokémon, seriam daquele jeito, bem fiel ao desenho!

[ON] E isso só me deixa mais aliviada pelo fato dos produtores de Sonic terem ouvido os fãs e darem um passo atrás, se não, com certeza passariam vergonha. [OFF]

Para mim, esse filme irá atingir três tipos de público: crianças, pelo óbvio, e que serão acompanhadas pelo seus pais que independente de entenderem ou não sobre Pokémon irão se divertir, pois já entendem que alguns filme infantis (se não a maioria) não tem um roteiro 100% e por consequência existem falhas. E o terceiro público, e claro, o mais importante; são os fãs do jogo, anime, filmes, enfim, os amantes e treinadores de Pokémon!

Desculpe, esses não estão lá com o objetivo de aprender uma lição de vida ou querer um enredo maravilhoso, estamos lá simplesmente para contar todos os Pokémons na tela e se divertir, e MUITO!

E tudo bem, apesar de citar acima que o filme não trás uma lição de vida, ele passa uma mensagem muito bonita envolvendo a importância do amor da família. Uma parte legal da história, é que teve várias citações reais e referências sobre origens de alguns Pokémons.

E inacreditavelmente, para mim, valeu muito a pena. Eu estava indo no hype e atingiu bem minhas expectativas! Me diverti a cada momento, principalmente por muitas piadas em momentos certos e não somente infantis. Ah, lembrando que, se possível, assistam legendado!

A dublagem ficou maravilhosa, e o Pikachu com a voz do Ryan Reynolds foi a cereja do bolo! Quem foi o gênio que teve essa ideia? Sei que aqui no Brasil, há predominância na versão dublada, e também porque Avengers está ocupando quase 90% das salas de cinemas. Gostaria inclusive de assistir dublado, e avaliar se a qualidade se manteve.

Detetive Pikachu nos aprofundou em um mar de nostalgia, resultando em um filme ótimo e muito leve para assistir com qualquer faixa etária. Está com aquela rotina bem agitada? Talvez esse filme seja a calmaria que você precise para se distrair, lembrar de coisas boas da infância, querer apertar todos os Pokémons FOFINHOS e ficar com a vontade de PEGAR TODOS!

Vou te arrebentar de tanto te apertar seu FOFO!!!!

Ynhaam

Avaliação

Roteiro 7
Direção7
Atuação7
Fotografia8.5
Trilha Sonora8
Efeitos Especiais9
EXCESSO DE FOFURA MAIS DE 8K10
8.1

Resumo

Um jovem une forças com o detetive Pikachu para desvendar o mistério por trás do desaparecimento de seu pai. Perseguindo pistas pelas ruas de Ryme City, a dupla dinâmica logo descobre uma trama desonesta que representa uma ameaça ao universo Pokémon.

Deixe uma Resposta

Ynhaam Mazloum
Fisioterapeuta dermatofuncional. Atende por Ynha e é uma otaku fedida nas horas vagas. Tenho. mania. de. pontuação. E, de, vírgula, também! Apaixonada pela cultura asiática, música ao vivo e uma boa batatinha.