Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O Sangue de Zeus (Netflix) | Crítica

Depois do avassalador sucesso de Castlevania, a Netflix tem cada vez mais investido em animações do gênero, e acerta muito no meu modo de ver. O Sangue de Zeus chega para aproximar as animações não só dos fãs de games, mas dessa vez, aos fãs de mitologia grega!

Em O Sangue de Zeus somos apresentados a Heron, filho bastardo de Zeus e que tem de lidar com essa proximidade ao Olimpo conforme tem conhecimento de suas origens. A Grécia Antiga vive um momento turbulento, já que é constantemente atacada por demônios, e em paralelo a isso, a ira de Hera pela traição de Zeus só faz rachar ainda mais os deuses.

Heron e sua mãe vivem uma vida simples e longe de todos os luxos dos deuses, mas a situação que Zeus colocou esta família faz com que Seraphim passe a perseguir Heron e sua mãe, trazendo tempos de trevas a Grécia, tudo sob o mando de Hera, que movida pelo ódio só quer o fim de toda linhagem bastarda.

A animação tem 10 episódios ao todo, com 25 a 35 minutos, mantendo uma linha narrativa bem agitada e repleta de plot twists, fazendo a história ir para um caminho que eu jamais imaginei quando comecei a assistir. Cheia de elementos de guerra, criaturas mitológicas e lendas que já estamos acostumados, O Sangue de Zeus traz uma história original porém muito bem intrínseca ao universo mitológico.

A grande parte dos deuses que conhecemos aparecem, tais como Hermes, Ares, Poseidon e afins. O protagonismo de fato é dividido entre Heron e o vilão Seraphim, mas a presença coadjuvante dos deuses do Olimpo é fundamental para um bom desenvolvimento da série, mantendo firme seus aspectos históricos.

Falar muito sobre a história iria entregar grandes surpresas que tive. O que posso dizer é que animação além de muito bem feita, tem excelente trilha sonora e aspectos visuais que encantam os olhos como todas obras bem feitas que são inspiradas nesse suntuoso período histórico.

Uma segunda temporada seria muito interessante e elevaria o patamar já atingido pela animação em seus primeiros episódios, mas só espero que a qualidade se mantenha e a história tão bem construída não se perca.

Pontos Positivos
Traz mais uma adaptação ambientada na Grécia Antiga, momento histórico tão forte
Nível de animação semelhante a Castlevania, sucesso do streaming
Trilha sonora incrível e imersiva na trama
Plot twists muito bem construídos e bem apresentados
Pontos Negativos
Sem considerações (cadê a segunda temporada?)
10
Show CommentsClose Comments

Leave a comment