Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Nosso Último Verão (Netflix) | Crítica

Ah, o fim da escola… Aquela época de formatura… Adeus terceirão! Aquele momento de muitas decisões e responsabilidades, onde tudo depende de você e ao mesmo tempo não. Quem já passou por essa época sabe bem as dificuldades e as dúvidas. Quem ainda não passou, se prepare! E não deseje que chegue tão rápido, viu?

Nosso Último Verão (Last Summer) é um filme original do nosso querido serviço de streaming, Netflix, que ultimamente está lançando muitos filmes focados para o público adolescente. E em seu elenco, podemos encontrar atores muito bem renomados e queridos como KJ Apa (Riverdale), Maia Mitchell (The Fosters) e Tyler Possey (Teen Wolf).

Nosso Último Verão

Nele conhecemos a história de adolescentes que acabaram de se formar, e a dúvida e angústia que estão passando para seguir seus sonhos e entrar na faculdade desejada. Bom, uma história nada inovadora, temos vários filmes com esse mesmo rumo. Será que é só mais um dos clichês?

Infelizmente, a resposta é sim! Apesar do elenco ser bom e o estilo da história permitir que seja bem desenvolvido, ambos foram muito mal explorados. O roteiro e direção se mostraram muito fracos, com erros de timing; tanto em questão de trocas de cenas adequadas quanto passar a noção de tempo e dias.

A proposta do filme é bem simples: jovens recém formados do ensino médio curtem suas últimas férias de verão. Nesse mês, veem a necessidade de decidir o que irão fazer daqui pra frente. Além do trabalho de verão (costume estadunidense), devem se preocupar com que carreira seguir e em qual faculdade. Nada emocionante, curioso ou inovador. Só o mesmo do estilo, o de sempre. Com aquelas dúvidas da puberdade, mentiras, traição, amor e festas. Mas além disso, tudo foi mostrado de uma forma bem superficial.

Nosso Último Verão

A mensagem passada pelo filme também é um dos clichês que uma história desse tipo passaria, como não aceitar as decisões dos pais para seu futuro, ter certeza do que quer e se envolver em um relacionamento.

Talvez o que tenha dificultado seja a quantidade de histórias paralelas, com tramas que poderiam ser bem desenvolvidas, mas de novo, com um roteiro raso não foi possível. Afinal, por que não conseguiram aproveitar toda a produção e trazer mensagens boas para o público que realmente está passando por todo esse processo?

Para quem busca um filme descompromissado, com certeza Nosso Último Verão é a pegada ideal. Sabe aquele filme que assistimos por não encontrarmos nada mais atraente no catálogo? Pois é. Acho que ele serve de agrado para os fãs do elenco, mas mesmo eles, podem se decepcionar com a proposta.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário