Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Morte Lenta | Resenha

O livro Morte Lenta foi escrito por Matthew Fitzsimmons, e publicado pela Faro Editorial no ano de 2017. Uma história que envolve dúvidas, seqüestros e questões mal resolvidas. Essa obra nos leva a duvidar de finais felizes e nos coloca diante da incerteza de se é possível ou não localizar o culpado. 

A história se passa em torno de um especialista em tecnologia, chamado Gibson Vaughn, que passou momentos difíceis na vida, e ainda passa, após sua melhor amiga – e filha do vice-presidente, o Sr. Benjamin Lombard- simplesmente desaparecer do mapa sem deixar pistas. Gibson se tornou um hacker e criou uma inimizade com Benjamin após revelar coisa a seu respeito, tornando assim sua vida muito difícil, pois o vice-presidente era uma pessoa muito rancorosa e não mais esqueceu esse episódio. 

O livro é narrado em terceira pessoa nos dando panorama geral da situação, e flutuando entre o presente e as memórias de Gibson com Suzanne Lombard. O livro também é dividido em três partes, que são três momentos de acontecimentos e descobertas através de cidades que vão passando.

Após completar dez anos do desaparecimento de Suzanne, Gibson se encontra em uma situação difícil, onde não consegue arranjar emprego e tem que sustentar sua filha e ex-mulher, que ainda precisam de sua ajuda. Sempre preso as suas escolhas do passado, Gibson é refém de sua rotina entre almoçar em um Diner e procurar emprego pelo computador do local. Eis que um dia uma pessoa improvável vai ao seu encontro, George Abe ex chefe de segurança de Lombard, e lhe oferece um emprego. Ele recebeu novas pistas sobre o desaparecimento de Suzanne e quer a ajuda de Gibson para investigar, pois sabe que ele é profissional quando se trata de computadores. Gibson aceita a proposta pela sua amiga, pois ele, mas do que ninguém quer encontrá-la e entender o que aconteceu todos esses anos.  

Quando começa o trabalho sua mente é forrada das memórias do passado, tanto envolvendo sua amiga, como envolvendo seu pai, que foi a ligação entre eles, pois Duke Vaughn era segurança e melhor amigo de Benjamin antes dela desaparecer e de Duke cometer suicídio por ser acusado de traição. Mas Gibson se força a ir em frente para descobrir a verdade. Seu trabalho árduo rende resultado e também novas pistas fazendo com que eles se aproximem da verdade e descubra um novo suspeito, Billy Casper, um adolescente e também hacker, que tinha muita coisa para revelar. Fazendo a chama da esperança acender no coração de Gibson.

“Ele vestia uma camiseta preta do Slipknot – uma banda de heavy metal que Gibson ouvia
muito na corporação de fuzileiros. Os óculos escuros estilosos não podiam disfarçar os olhos
grandes e amigáveis.
Os olhos que também fitaram Gibson diretamente, sem desviar.
GVaughn: WR8TH?”

Com um final avassalador o autor consegue surpreender com os acontecimentos e com as revelações dadas no livro. Mexendo com nossos sentimentos durante a leitura ele consegue finalizar muito bem a obra, fechando todos os arcos e as pontas soltas colocadas durante os acontecimentos. Sendo rodeado de suspense e ação ele trabalha muito bem o desenrolar da história fazendo com que busquemos sempre mais informações até a última página do livro. Para os amantes de mistério e histórias envolventes, recomendo que mergulhe nessa investigação junto com Gibson e sua equipe e descubra você mesmo o que aconteceu com Suzanne dez anos atrás.

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário