Arquivos

Animes e MangasCultura Oriental

Hentai x Ecchi | Animes para Adultos (+18)

Se tem um (dois, na verdade – Relembre aqui e aqui) texto que faz sucesso no site é a nossa lista de animes adultos!

Desta vez, além de fazer uma lista com mais animes, eu resolvi trazer algumas curiosidades sobre temas polêmicos do universo oriental, os animes eróticos, as diferenças entre Ecchi e Hentai, e alguns estilos de arte diferentes.

Um pouco de história

O erotismo existe na humanidade desde que a arte foi criada e desenvolvida. No Japão não poderia ser diferente, os mangás Hentai tem como inspiração artes eróticas do período Edo, que começou em 1603! Com o passar dos anos essa arte era passada em folhetos e cartões para auxiliar os homens carentes, e até foram criadas cartilhas eróticas para ensinar sexo para jovens casais.

No decorrer dos anos, uma cultura moralista passou a tomar conta do Japão, e com isso surgiram algumas proibições, como mostrar pelos (???) e genitálias masculinas. Os artistas então passaram a desenhar mulheres transando com polvos e monstros com tentáculos, como uma forma de manter a arte ativa, mas se adequando às novas imposições.

Nos anos 80, os Dōjinshis eram fortes no país, e eram uma espécie de Fanzine Oriental, e com eles surgiu a popularização dos Mangás Hentai, no formato tradicional que conhecemos até hoje. Além dos mangás, os Erogues, que são jogos eletrônicos eróticos também foram criados nesse período, onde curiosamente foram popularizados pela Nintendo.

Hentai x Ecchi

Agora que você sabe onde tudo começou, vamos pro que interessa! O que é Hentai? Ecchi? Eroge? É tudo pornografia?

A palavra Hentai tem um significado diferente pra nós ocidentais, do que ela realmente significa no Japão. Lá, a palavra é utilizada para denominar um ato sexual extremo. Talvez a tradução literal mais próxima é o o que os americanos denominam de Hardcore. Já no ocidente, Hentai são mangás e animes eróticos e pornográficos em geral.

Hentais são mangás e animes eróticos que mostram sexo explícito, e claramente são para maiores de 18 anos.

Já os Ecchi, são geralmente mais voltados pro erotismo, e geralmente não tem cenas explicitas, apenas insinuações e nudez parcial. Os Ecchi são motivo de debate de tempos em tempos, porquê criou-se uma cultura de ter momentos Ecchi em animes tradicionais, em momentos que o pessoal chama de “Fan Service”. Algumas obras estão sendo extremamente criticadas, por serem de gêneros adolescentes como Shounen, e as vezes pesarem a mão demais no Ecchi e em momentos eróticos demais. (Alô, Nanatsu no Taizai!) Claro, existem obras que são feitas com foco no Ecchi, e geralmente são romances mais picantes, inclusive alguns com foco LGBTQ como Yuri e Yaoi.

Além de mangás e animes, muito conteúdo erótico e pornográfico é consumido por outro meio muito popular no Japão, os Eroge. Eroge são jogos eletrônicos de computador que geralmente são do estilo bishōjo, que são simuladores de encontros e relacionanentos, baseados nos mais diversos temas como vida escolar, trabalho em escritório e mais uma infinidade de temas.

Gêneros de Hentai

Quer aumentar seu conhecimento na área mas tem medo de assistir umas coisas esquisitas pro seu gosto? Vou deixar uma lista com os gêneros de Hentai pra você não cair em surpresas como eu caí durante a pesquisa desse conteúdo.

  • Bara – Hentais com foco em homossexualismo, mais especificamente amor entre homens.
  • Futanari – Geralmente envolve mulheres que adquirem um órgão sexual masculino de alguma maneira.
  • Toddlercon – Sexo com crianças de 0 à 6 anos. (Eu disse que tem bizarrices!)
  • Lolicon – Sexo com meninas com aparência infantil, geralmente até 14 anos. Vem da expressão “Complexo de Lolita.” (Esse subgênero é motivo de debates intensos no Japão, devido ao incentivo à sexualização infantil).
  • Shotacon – Sexo com meninos com aparência infantil, geralmente até 14 anos. (Este também).
  • Kemono – Kemono é uma expressão utilizada para animais humanóides. No hentai é compatível com o Furry ocidental.
  • Guro – Gore, grotesco, bizarro.
  • Netorare (NTR) – História com o propósito de deixar um sentimento ruim, como a perda de alguém.
  • Yuri – Yuri são relacionamentos entre mulheres, o termo não é utilizado somente para hentais, como também para romances tradicionais.
  • Yaoi – Relacionamentos entre homens, também não é utilizado só em hentais e serve para romances tradicionais.
  • Harém – Outro termo que não serve só pra hentais, e é utilizado quando um homem ou uma mulher é cercado por diversas pessoas do sexo oposto.

Indicações

Se além disso tudo que eu contei, você ainda quiser ir mais fundo na sua pesquisa e quiser ver mais materiais Hentai e Ecchi, eu vou deixar uma listinha de 3 indicações baseado no site My Anime List, que funciona para os animes como o IMDB funciona para filmes.

Ecchi

No Game no Life – A série segue Sora e sua irmã mais nova Shiro, dois hikikomori que compõem a identidade de Kuuhaku, um grupo invicto de jogadores. Um dia, eles são desafiados pelo deus dos jogos numa partida de xadrez e são vitoriosos. Como resultado, o deus convoca-os para Disboard, uma realidade alternativa que gira em torno de jogos.

Kill la Kill – história é sobre Ryuko Matoi, uma estudante que quer vingar a morte de seu pai, e vai em busca do assassino que a coloca em conflito violento com Satsuki Kiryuin, a presidente do conselho estudantil da Academia Honnouji, e o império da moda de sua mãe.

High School of the Dead – A história segue um grupo de estudantes e uma médica escolar, lutando para sobreviver diante de uma epidemia mundial, que transformou as pessoas em zumbis.

Hentai

Bible Black – Em uma escola qualquer, os professores e uma clube estão praticando uma religião obscura. Dedicando seus corpos para a perversidade, eles conjuram feitiços obscuros e controlam a luxúria dos corpos dos estudantes. Em todos os lugares, os estudantes estão em perversão, até em público.

Mankitsu Happening – Adaptação do Eroge com o mesmo nome, feita pelo estúdio Collaboration Works, é um hentai leve, onde o personagem principal começa a trabalhar em um Café e acaba acontecendo vários ocorridos inesperados com várias garotas.

Eroge! H Mo Game Mo Kaihatsu Zanmai – Flower (Uma empresa de jogos) está à beira da falência, se seu próximo projeto não for um sucesso, será fechada. Para isso a Presidente da empresa contratou um novo empregado, chamado Mochizuki Tomoya, um viciado em eroge que já jogou vários eroges, inclusive os da Flower. Seu papel na empresa será de checar como está indo o trabalho das outras e o que precisa mudar. Todas as garotas, mesmo não estando contentes com isso, aceitaram, já que queriam que o próximo projeto fosse um sucesso. Para isso irão usar Tomoya-kun para progredirem em seus trabalhos, seja com informações ou seja com seus próprios corpos.

Então é isso, Dinastia! Espero que tenham sanado suas dúvidas e curiosidades, e se ficou alguma coisa pra trás, comenta pra podermos abordar num próximo texto. Jaa ne!

2 Comentários

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Campeão dos 100M rasos em séries da Netflix. Fã de quadrinhos, principalmente do Superman. Carioca, curte uma cerveja gelada no fim de semana, enquanto prepara seu plano de dominação mundial.