Arquivos

Séries e TV

Gossip Girl é coisa de mulherzinha?

Como uma mulher que gosta de games, Gossip Girl não tem só um seriado pra mim! Eu cresci numa casa rodeada por primos homens, o que me fez ter maior contato com o universo masculino do que a maioria das garotas que conheço, sempre corri de filmes muito água com açúcar, animes como Sailor Moon (que até hoje eu não vi, rs) e me interessei mais por guerras, mortes, sangue, essas coisas “masculinas”, até que um belo dia, eu resolvi não ignorar a sugestão do Netflix para ver Gossip Girl e fui assistir sem muitas expectativas.

A série ganhou meu coração! Eu assistia todos os dias e o mais incrível é que mesmo com romances, dramas adolescentes, figurino high fashion de causar inveja, eu não achei a série melosa, ou cansativa, obviamente não tinha guerra, os tiros eram extremamente menos frequentes e o sangue também, o que me fez perceber que enredos diferentes podiam ser muito legais também!

O seriado todo é sobre os problemas e escândalos de um grupo de adolescentes muito ricos de Manhattan, que são publicados na internet por uma blogueira anônima e parece fútil mesmo, afinal, qual tipo de problemas esses caras podem ter? Até parece que eu vou me identificar com algo nessa realidade totalmente contrária a minha. E eu me enganei. A série trata de problemas como homossexualidade, uso e dependência de drogas, distúrbios alimentares, abuso sexual (de uma forma mais leve), bullying, pais ausentes, depressão, amizades tóxicas, e outros que são temas tão difíceis de serem tratados no dia-a-dia principalmente com o público alvo da série que são os adolescentes.

É verdade também que todas as pessoas que eu conheço que já assistiram ou são fãs da série são mulheres, mas eu me pergunto se os homens não assistem por terem o mesmo preconceito que eu tive ou se tentam e não gostam mesmo, e não, não é a série mais feminina que eu já assisti, então, meninas e meninos, dar uma chance para Gossip Girl pode ser uma boa, vão por mim! (Se não gostarem eu pago uma coxinha. Brincadeira.)

Por hoje é só pessoal.

Vocês sabem que me adoram,
XOXO

Deixe uma Resposta

Nathalia Miranda
Leonina, aspirante à desenhista, que ama Just Dance, League of Legends, Overwatch e outros games. Apaixonada por felinos. Ama ler e escrever histórias de fantasia. Co-fundadora de um rpg de Harry Potter (Hogwarts Attalea) que existe há 4 anos. Muito Sonserina sim, mas com aquela boa dose de Corvinal. E o mais importante de tudo, uma fada.