Arquivos

DinastiaGoTSéries e TV

Game of Thrones | 5 Easter Eggs do 3º episódio sobre a jornada Arya Stark

Arya Rainha, pro resto nadinha.

Arya Stark é uma das personagens que mais cresceram em toda a trama de Game of Thrones. Seu desenvolvimento começou na primeira temporada, com apoio de seu Pai, Ned Stark, e seu irmão bastardo, Jon Snow. Mas o contato com Syrio Forel, seu professor de esgrima e a posterior morte de seu pai, degolado a mando do Rey Jofrey, que foram os marcos de maior mudança na personagem.

Deste ponto em diante, tivemos sua jornada com Gendry e Hot Pie, seja no caminho para o norte, na prisão, onde conheceu Tywin Lannister e Jaqen H’ghar, ou junto da Irmandade sem Bandeiras. Neste ponto foi onde ela conheceu Melisandre. Depois de uma passagem com o Cão de Caça e seu treinamento em Bravos ela saiu procurando vingança, morte a morte, até ao seu ápice: matar o Rei da Noite. Já conferiu nosso review do terceiro episódio? Clica aqui!

Apesar de muitas pessoas questionarem a escolha de Arya pra eliminar o líder dos White Walkers, a decisão de que ela seria a assassina já tinha sido tomada há muito tempo e muitas dicas foram espalhadas durante sua trajetória na série. Resolvi juntar 5 Easter Eggs e referências que mostram o seu crescimento e o porquê de sua escolha não ser aleatória.

1 – Primeira lição, ela também não sabia de nada.

No segundo episódio da primeira temporada Jon Snow dá a primeira lição a futura assassina. Use o lado pontiagudo. Engraçado quando a aluna vira a mestre e instrui sua irmã, Sansa, como usar o vidro de Dragão. Essa menina cresceu!

2 – Not Today, Syrio Forel

Se tem algo que Arya Stark tem melhor é sua obstinação pra aprender. Uma lição aprendida nunca é esquecida. Ao ficar presa com Cão de Caça, em uma sala de Winterfell, ela encontra Melisandre, que menciona uma frase de seu mestre de esgrima, durante a primeira temporada. Ali fica clara a sua missão.

3 – Olhos Castanhos. Olhos verdes. Olhos Azuis.

Por falar em Melisandre, o reencontro das duas foi previsto no sexto episódio da terceira temporada. A sacerdotisa profetizou: “Você fechará muitos olhos. Olhos marrons, olhos verdes, olhos azuis”. Walder Frey e seus olhos castanhos, Petyr Baelish, o Mindinho de olhos verdes, ja foram e só faltava alguém de olhos azuis. O Rei da Noite. Acho que mulher vermelha teria os números da Mega da Virada, hein?!

4 – A Adaga da Discórdia

Adaga que quase causou a morte de Bran na Primeira temporada e foi entregue pelo Mindinho ao próprio Corvo de 3 olhos, teve passagens importantes em Game of Thrones. Dita como arma que começou a Guerra dos Cinco Exércitos e citada em manuscritos das Cidadela, a adaga foi entregue a Arya, na sétima temporada no mesmo lugar onde a menina a usou pra matar o Rei da noite. Coincidência? Acho que não.

5 – O treino leva a perfeição

O movimento de mão que Arya fez durante a derradeira facada do último episódio já havia sido treinada durante seu embate com Sor Brienne, no início da sétima temporada. Mas como diria Galvão Bueno, treino é treino e jogo é jogo. Acho que funcionou.

Ainda tivemos o fato do Sor Beric Dondarion ter finalmente descoberto o propósito do Deus da Luz o manter vivo durante todos estes anos, Proteger a saída de Arya, mas não me parece ligado diretamente ao destino dela e sim dele. E aí encontraram mais alguma referência? Vocês acham que nossa rainha terá ainda mais importância no que resta da guerra? Conta pra gente nos comentários.

Deixe uma Resposta

Neto Sambora
Nerd e Publicitário da cidade do sanduíche. Amo chocolate, hambúrguer, Coca-Cola zero (sim, sou estranho!) e tudo que o Mark Millar escrever. Não me julguem, mas conheci Star Wars com o Ameaça Fantasma e sou fã do Nicholas Cage!