Arquivos

Dinastia Entrevista

Dinastia Entrevista | Bruna Sousa

Olá Dinastia!
No post de hoje vamos, continuar trazendo, para nossos seguidores, uma conversa com ilustradores e quadrinistas que dão vida a personagens e histórias sensacionais.

Hoje vamos conhecer mais sobre o trabalho, muito fofo e delicado, da Bruna Sousa, ilustradora de Taubaté, São Paulo.

Antes de mais nada, por favor, conte um pouco sobre você, de onde veio, quando se descobriu ou decidiu que seria ilustradora? Como foi?

Eu me chamo Bruna Sousa, nasci e morei por muitos anos na região ABC Paulista, em São Paulo, e hoje estou morando em Taubaté, no interior. Na infância eu já dizia que um dia seria desenhista. Nunca me imaginei fazendo outra coisa. Acho que passar a maior parte do meu tempo assistindo desenho animado e desenhando, me influenciou muito. Até hoje eu me divirto desenhando e pintando com lápis de cor e outros materiais, porque foi fazendo isso que descobri minha paixão pela arte. Na adolescência, com o apoio dos meus pais, eu comecei a estudar desenho numa escola de artes. E foi nessa época que eu descobri que queria fazer ilustração infantil. Atualmente eu trabalho com ilustração para livro didático infantil, além de produzir arte autoral, fanarts e commissions.

Você fez algum curso/faculdade para se tornar ilustradora?

Eu fiz faculdade de Produção Multimídia com ênfase em Design de Mídia Digital, mas não foi essa formação que me tornou uma ilustradora. Como acontece com a maioria dos ilustradores, eu comecei na área de design, até um dia ter um portfólio de ilustração e conseguir oportunidade na área. Apesar de ainda ser designer, meu objetivo é focar em ilustração, então, estou sempre buscando fazer cursos na área para aprimorar meu trabalho, como o curso de ilustração digital e editorial infantil, que eu fiz pouco tempo antes de iniciar a minha jornada como ilustradora. Gosto muito de estudar e explorar coisas novas. Acho divertido e bastante enriquecedor.

Quando e como você encontrou o seu estilo como artista?

Acho que aconteceu com o passar do tempo enquanto eu praticava e fazia experimentos baseados em referências, que tinham as características do que eu buscava. O estilo acaba sendo uma mistura de tudo o que nos influencia, principalmente o trabalho de artistas que seguimos e admiramos. E eu acredito que é um processo infinito, mesmo você tendo um estilo já definido, isso pode mudar, porque há a possibilidade de explorar coisas novas e fazer um trabalho cada vez melhor.

E como é o processo criativo?

Sketchbook, mood board e música, são as 3 coisas que não podem faltar nesse processo. Costumo iniciar fazendo alguns esboços para ir desenrolando a ideia. Faço uma pesquisa e monto um mood board com as referências que vão me ajudar no desenvolvimento, principalmente quando é um tema mais específico. E durante todo o processo ouvir música me ajuda na concentração e no foco, além de ser muito inspirador.

Algum profissional – ilustrador(a), artista plástico, desenhista, designer, enfim… – serviu ou serve como inspiração?

Há muitos artistas que me inspiram (a lista é grande), mas vou citar alguns deles: Hiro Kawahara, Lu Cafaggi, Isadora Zeferino, Loish, Elioli, Beatrice Blue e Lorena Alvarez.

Você tem um trabalho favorito? Se sim, qual é ele?

Essa pergunta é difícil, mas acho que é a fanart da Kiki, que eu fiz recentemente. É uma personagem do Studio Ghibli (sou muito fã!).

Na sua opinião, qual a maior dificuldade para quem trabalha com ilustração no Brasil?

Por não ser uma profissão regularizada, temos problemas como a falta de reconhecimento e valorização.

Já tem algum projeto encaminhado para 2019? Pode falar sobre ele?

Sim, eu tenho um projeto autoral em desenvolvimento, que seria o primeiro. Não posso falar agora, mas em breve eu vou começar a apresentar alguma prévia nas redes sociais.

Qual a visão de futuro para o seu trabalho?

Eu quero muito ilustrar livros de literatura infantil, e dedicar mais tempo a projetos autorais. Além disso, eu espero conseguir oportunidades no mercado internacional.

Este espaço é seu, fale o que estiver no seu coração.

Eu quero agradecer por me convidarem para essa entrevista, isso me deixou muito feliz! 🙂

O Dinastia agradece imensamente a participação da Bruna no nosso projeto. Você pode acompanhar seus trabalhos em sua conta no InstagramFacebook, e Twitter.


Gostou do projeto e quer participar? Basta preencher nosso formulário: www.dinastiageek.com.br/ilustradores.

Deixe uma Resposta

Bia Lourenço
Bia Lourenço, paulistana, formada em Design Digital e Pós-Graduada em Eventos. Apaixonada por Harry Potter, Mulher-Maravilha, Batman, Sakura Cardcaptors, Turma da Mônica e Star Wars. Autora no blog www.biialou.com