Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Bad Boys para Sempre | Crítica

Bad Boys! Bad Boys! Whatcha gonna do? whatcha gonna do when they come for you?

17 anos após o Bud Cop de maior sucesso dos anos 2000, Will Smith e Martin Lawrence estão de volta aos cinemas como a dupla Mike e Marcus, os Bad Boys. Dessa vez não temos Michael Bay na direção, e em seu lugar estão o duo Adil e Bilall, fazendo seu primeiro trabalho em um blockbuster hollywoodiano.

O longa se passa alguns anos depois do segundo filme, Marcus agora já é vovô, e Mike segue sua vida de solteirão charmoso vivendo em Miami. As coisas mudam quando um problema do passado aparece e coloca a vida de Mike em perigo, junto de todos que o rodeiam.

A grande adição para a dinâmica da dupla é a equipe AMMO, uma nova divisão de táticas especiais composta por uma equipe diversificada, Kelly (Vanessa Hudgens), uma especialista em combate e armas, Dorn (Alexander Ludwig), o grandão da equipe, mas que prefere ficar atrás dos computadores, Raf (Charles Melton), o esquentadinho, e Rita (Paolla Nuñes), a chefe da equipe, e ex namorada de Mike.

A dupla de diretores faz um trabalho competente ao tentar emular o trabalho de Bay no longa anterior naparte estética, e traz ainda algumas cenas plásticas interessantes em alguns momentos da ação, com câmeras lentas, e closes fechados em ângulos que não vemos comumente no cinema de ação. Esses momentos são bonitos, mas as vezes parecem meio desconexos do resto da cena, como em uma cena extremamente lenta de um coquetel molotov acertando um veículo. É bonito, mas não acrescenta em nada na experiência do espectador, parecendo mais uma maneira de mostrar trabalho.

O roteiro é simples, mas funciona muito bem, principalmente por vermos algumas camadas de drama que não eram bem trabalhadas nos filmes anteriores. Smith e Lawrence podem não estar na sua melhor forma física, mas o tempo de comédia da dupla está melhor do que nunca. Eu chorei de rir várias vezes durante a sessão, ao ponto de doer a barriga de tanto gargalhar.

O núcleo do AMMO é bem incluído na trama, e a dinâmica entre eles funciona bem, apesar da personagem da Vanessa Hudgens ter 4 falas durante o filme inteiro, o que me incomodou um pouco. Foi legal ver o retorno de atores do filme anterior, e ver como seus personagens evoluíram de um longa para o outro.

A trilha segue misturando Hip Hop e músicas latinas, e combinam com o clima pra cima de Miami. Nos momentos de ação e drama, temos algumas faixas de trilha originais, que funcionam bem, principalmente durante o ápice do terceiro ato.

Bad Boys para Sempre é um filme divertido, cheio de ação e reviravoltas, e que cumpre o seu papel de entretenimento explosivo. Se você gosta do gênero policial, e quer um filme divertido para assistir com os amigos, com certeza essa é a melhor opção em cartaz no momento.

Roteiro
8
Fotografia
8
Edição
7
Trilha Sonora
9
Direção
8
Direção de Arte
8
Efeitos Especiais
7.5
Voto do Leitor(a)1 Vote
10
8
Show CommentsClose Comments

Leave a comment