Arquivos

Animes e MangasCultura Oriental

Ano Hana | Netflix

Nessa semana o anime Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai, mais conhecido como Ano Hana, entrou no nosso querido catálogo da Netflix. É um anime extremamente querido pelos fãs do gênero, e mesmo após oito anos de sua exibição, ainda marca presença em qualquer indicação do estilo. E venho por meio deste post pedir encarecidamente que dê uma chance a essa obra!

Esse post nada mais é que uma breve introdução e incentivo para que você assista! Qualquer detalhe além poderia estragar a sua experiência.

Somos apresentados a seis amigos: Jinta, Meiko, Naruko, Atsumu, Tetsudou e Chiriko, que quando ainda crianças, eram melhores amigos inseparáveis. Passavam e viviam grandes aventuras juntos e até mesmo se apelidavam como “Super Protetores da Paz”. Depois de um triste acidente, onde Meiko (Menma) acaba morrendo, o grupo se distancia. Após dez anos, muitas coisas mudaram. Jinta, antes o líder do grupo com sua qualidade de ser super extrovertido, já não era do mesmo jeito. Ele se tornou uma pessoa quieta e se isolava cada vez mais da sociedade. Já não ia mais para a escola e não tinha perspectivas de futuro.

Em um dia de verão, Menma aparece para ele com uma aparência mais velha, pedindo ao velho amigo que realize seu desejo. Jinta pensa até mesmo que é uma alucinação pelo trauma da perda da amiga, mas após Menma afirmar que é um fantasma e que só conseguiria ir após o seu desejo realizado, ele se sente na obrigação de conceder a amiga o pedido. O problema maior é que ela não se lembra qual é o desejo. Apenas sabe que todos devem estar reunidos para que isso aconteça. Jinta então decide reunir a velha equipe de “Super Protetores da Paz”.

Mas é claro que o reencontro de todos não seria nada fácil. A reunião traz a tona sentimentos que eles guardavam há anos, principalmente o maior de todos que é o de culpa. Com o passar dos episódios percebemos o quanto de mágoa guardavam, e como tudo isso influenciou na personalidade atual de cada um deles. Carregavam conflitos internos bem fortes e muitas lembranças que preferiam esquecer. E sabemos o quanto isso é comum e triste para qualquer tipo de perda.

Todos os episódios são bastantes emotivos e envolventes. O jeito que o enredo foi desenvolvido faz com que o telespectador sinta na pele as emoções que aquele grupo de amigos sentia, onde muitos não conseguiram deixar o passado para trás e prefeririam esconder esses sentimentos ao invés de enfrentá-los. A história é totalmente emocionante e sensível para todos aqueles que acompanham. Sem contar na qualidade absurda da trilha sonora que marcou bastante!

Eu assisti Ano Hana lá nos meados de 2012, onde a dona Ynha era uma mulher diferente, principalmente nessa questão de perda e amadurecimento (não sei se mudei muito… haha). Fiz questão de reassistir para aproveitar essa qualidade Netflix maravilhosa, e posso garantir que a conclusão que tive desse tipo de história foi totalmente diferente daquela época. Me apeguei mais aos personagens, consegui entender muitos sentimentos passados e a linda mensagem que o anime traz. Em outras palavras, Ano Hana se encaixa direitinho naquelas histórias que devem ser assistidas em certos momentos da nossa vida. Me marcou extremamente lá em 2012 e posso garantir que ficou bem mais fixado em 2019. Tudo isso se deve a trama que além de ser bem comovente, foi guiada de uma forma leve e sem exagerar no drama. Você nem percebe o tempo passar de tão gostoso que ficou a obra completa.

Dê uma chance ao anime, e assista de coração aberto! Não espere simplesmente que ele te dê uma lição de vida, mas deixe-se envolver e se emocione à vontade.

Avaliação

Animação9
Enredo10
Trilha Sonora10
Dublagem10
9.8

Resumo

Um grupo de seis amigos de infância se separam após um deles, Meiko "Menma" Honma, morrer em um acidente. Dez anos seguintes desta tragédia, o líder do grupo, Jinta Yadomi, isola-se da sociedade e vive recluso. Em um dia de verão, porém, Menma aparece para Jinta, com uma aparência mais velha, pedindo-lhe ajuda para realizar seu desejo. Ela acredita que precisa realizá-lo para cumprir seu destino.

1 Comentário

  1. Excelente review desse que é um dos meus animes favoritos! Me marcou demais em 2012 e estou aguardando uma ocasião especial para assistir novamente na Netflix. Espero ter a mesma percepção que você teve e conseguir absorver ainda mais da obra.

Deixe uma Resposta

Ynhaam Mazloum
Fisioterapeuta dermatofuncional. Atende por Ynha e é uma otaku fedida nas horas vagas. Tenho. mania. de. pontuação. E, de, vírgula, também! Apaixonada pela cultura asiática, música ao vivo e uma boa batatinha.