Arquivos

Livros

A Sereia | Resenha

A Sereia

Existem por aí várias lendas, histórias e relatos sobre as sereias, todos envolvendo muitos mistérios e encantos. Em A Sereia de Kiera Cass essas criaturas tem uma história um pouquinho diferente… 

A Água é uma entidade viva que pensa, sente e como todo ser vivo, precisa se alimentar. Você deve estar se perguntando: Mas o que a Água come? Bem, ela come seres humanos afogados. Para conseguir seu alimento, a Água conta com a ajuda de seres encantados, as sereias. 

– Do que a Água se alimenta?
Marilyn lançou um olhar na direção do navio que naufragava. Quase todas as vozes já tinham se calado agora.

Durante um naufrágio a Água procura entre as almas em desespero alguma que valha a pena ser salva, sempre uma jovem de bom coração, solteira e sem filhos. Quando a Água encontra uma dessas almas, Ela lhes oferece o seguinte acordo: Cem anos de servidão como sereia e então sua vida de volta. Durante o tempo como sereia a jovem não ficará doente, não sentira fome, frio, sede ou sono e não envelhecerá. A sereia poderá viver entre os humanos, mas sua voz jamais poderá ser ouvida e sempre que a Água chamar, a sereia deve se apresentar prontamente e cantas para afogar as embarcações. Após os 100 anos de servidão, a moça terá sua memória apagada e poderá viver o resto de sua vida como uma humana comum. 

A Água sempre tem três ou quatro sereias ao seu serviço, e no começo dos anos 30 ela recruta Kahlen para sua equipe. 

A história da um salto de 80 anos e então as sereias que estão a serviço são apresentadas mais detalhadamente. Kahlen é a dedicada, obediente e responsável; Miaka é a artista fofa; Elizabeth é a baladeira irresponsável; e Aisling, que se mantem afastada e está em seus últimos meses de serviço como sereia. 

É terminantemente proibido se apaixonar quando se é uma sereia, mas Kahlen acaba conhecendo o garoto mais encantador do século e fica muito difícil cumprir as regras quando a conexão entre eles se torna tão forte. 

Akinli está cursando a universidade, mas ainda não tem certeza no que quer se especializar. Ele encontra Kahlen pela primeira vez na biblioteca do campus, ela pesquisando receitas de bolos e ele trabalhando, guardando livros de volta em seus lugares nas prateleiras. Mesmo sem poder falar o casal dá um jeito de se comunicar e a conexão entre ambos é instantânea.  

Passamos a maior parte da quinta sem nos falar, o que não me incomodou. Eu repetia a mim mesma que estava exagerando na empolgação. O mais provável era que esse encontro seria o único, porque a nossa comunicação ia ser tão difícil que Akinli não ia querer me ver de novo. E seria o melhor. Afinal, que futuro poderíamos ter?

A história viaja por várias cidades e estados dos EUA, já que as sereias estão sempre se mudando para manter o disfarce, mas o foco principal sempre é o oceano. 

A narrativa tem toda uma camada que aborda questões sobre relacionamentos abusivos, nesse caso retratado pela possessividade da Água com as sereias, em especial com a personagem principal. 

– Não aguentaria matar você. Acabei de explicar o quanto é preciosa para mim. Seria tão ruim assim passarmos mais tempos juntas?
– Por favor, não! Não me faça viver mais setenta anos sem ele!

O livro conta uma história fofa sobre um romance impossível entre dois jovens de épocas e realidades diferentes. É uma ficção cheia de magia, encantos e um pouquinho de clichê das histórias young adult.

Eu li a edição publicada em 2016 pela editora Seguinte, nessa edição o livro contém 323 páginas e tem uma cartinha super especial da Kiera Cass para os fãs brasileiros. Além disso a contra capa do livro tem um marca páginas personalizado que pode ser destacado – muito amor envolvido. 

Avaliação

Enredo7
Personagens7
Diagramação10
Acabamento10
8.5

Resumo

Anos atras, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua divida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisará usar sua voz para atrair pessoas até o mar e afoga-los. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil,, o garoto é tudo com o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar - pois a voz da sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, a sereia será obrigada a abandona-lo para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, Kahlen está determinada a seguir seu coração.

Deixe uma Resposta

Andressa Popim
Oii, meu nome é Andressa Popim, Minha principal diversão é ler, ver filmes e series ♡