Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

A Caminho da Lua (Netflix) | Crítica

Nesta sexta-feira a Netflix lançou sua nova animação, A Caminho da Lua. Dirigido por Glen Keane, lenda viva da Disney, já que trabalhou em vários clássicos (como A Pequena Sereia, A Bela e a Fera, Aladdin e Tarzan) a animação traz uma delicada mensagem de como lidar com o luto e as mudanças que a vida apresenta, principalmente na vida das crianças.

Fei Fei é uma garotinha chinesa muito criativa e inteligente que sofre uma grande perda na infância (nos primeiros 7 minutos de filme já estava chorando descontroladamente). A garotinha acredita piamente numa lenda que conta a história de uma Deusa (Chang’ e) que vive na lua com um coelho de jade esperando a oportunidade de se reunir com seu grande amor.

Quando alguns aspectos da sua vida começam a sair do controle, Fei Fei decide que irá a Lua encontrar com Chang’ e com a intenção de provar que a história é real. A garotinha cria sua própria nave espacial, e acompanhada de sua coelha, Pulinho e um “peso extra” (seu meio-irmão Chin) partem para o espaço.

Talvez os pontos fracos deste filme sejam o excesso de canções, que não são ruins, mas acabam um pouco cansativas e os personagens extras que talvez sejam ligeiramente soltos, mas ainda assim fofinhos. Esses pontos talvez enfraquecem um pouco do roteiro de Audrey Wells (que infelizmente faleceu de um câncer em 2018), mas novamente, isso não torna a história menos cativante.

Por outro lado, a animação acerta em cheio na abordagem do tema central, atrelado com mensagens de esperança e amor enquanto respeita e mantém algumas tradições da cultura chinesa (que se mantém até mesmo na escolha do elenco, já que 90% dos atores são asiáticos). Outro destaque fica ao uso de cores vivas e artes extremamente detalhadas, como acontece nos looks de Chang’ e.

A Caminho da Lua é uma animação belíssima, cheia de cores e detalhes, com um roteiro bem escrito, emocionante (chorei muito mesmo) e com uma mensagem de amor que conquistará crianças (principalmente) e adultos.

A Caminho da Lua (Netflix) | Crítica
Pontos Positivos
Cores e detalhes
Respeito a Cultura Chinesa
Elenco majoritariamente asiático
Pontos Negativos
Excesso de canções
Excesso de personagens extras
8.5
Show CommentsClose Comments

Leave a comment