Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

4 motivos para assistir The Mandalorian

A Disney Plus finalmente está entre nós, e com ela uma das melhores produções do universo Star Wars dos últimos tempos. The Mandalorian chegou de fininho em novembro de 2019 junto com o lançamento do serviço de streaming da Disney nos EUA e desde o primeiro episódio tem nos encantado.

A saga do Mandaloriano e do bebê Yoda já chegou a sua segunda temporada este ano, mas por quais motivos vale a pena dar uma chance a essa série? Vem comigo e entenda porque Star Wars achou o seu caminho depois de alguns deslizes nos últimos anos.

A essência de Star Wars está aqui

O primeiro ponto importante de dizer é que Mandalorian funciona muito melhor para os fãs de Star Wars, principalmente aqueles que adoram a saga clássica. Isso que digo não anula a possibilidade da série trazer um novo público para conhecer todo o universo, mas a experiência é muito mais especial para quem já está imerso naquilo.

Digo isso principalmente pelo fato do que tanto amamos de Star Wars estar presente em todos episódios de Mandalorian. Episódios de 30 a 50 minutos, aonde o clima aventuresco é muito presente, mesclado com toques de humor e ação a todo momento. A cada episódio nos perguntamos: qual vai ser a aventura que Mando vai se meter hoje?

Uma nova história a cada episódio, explorando uma região que já conhecemos de algum outro momento em Star Wars, com uma criatura que também já vimos antes ou já ouvimos falar, isso é Mandalorian. Tudo isso tendo como pano de fundo a grande jornada de Mando para proteger o Baby Yoda, aquele que foi apelidado dessa forma, mas que é o grande mistério da série por ser da raça da criatura mais experiente e forte de todo universo Star Wars.

Objetividade é a marca de Mandalorian

Se tem algo que já estamos cansados de ver em grandes sagas adaptadas para a TV, como Marvel, DC e afins é a quantidade de episódios exacerbada e o tempo de episódio em que nada, absolutamente nada agrega para o decorrer da trama. Em Mandalorian, felizmente isso não existe.

Com a estrutura perfeita de 10 episódios por temporada e sem medo de entregar episódios mais curtos de 30 minutos ou alguns mais longos de 45/50 minutos, a série não perde o nível do início ao fim do episódio. Se não está tendo ação, tem um momento engraçado envolvendo o Mandaloriano ou uma trapalhada do Baby Yoda. Se não tiver nada disso, os produtores colocam uma baita referência do universo Star Wars para encantar os fãs. E tudo se encaixa numa sinergia impecável, fazendo com que fiquemos sentados a TV encantados, esperando pela próxima sexta-feira.

Ver o caminho que Mandalorian está tomando já no decorrer da sua segunda temporada, dá mais esperança em ver que grandes histórias podem ser muito bem adaptadas com a medida certa de emoção, referência e com uma estrutura que agrada gregos e troianos. O gostinho de quero mais é um grande acerto da produção da série.

O visual de Star Wars com uma trilha empolgante

Se tem uma coisa que Star Wars nunca erra é no momento de apresentar a beleza de seu universo. Até a adaptação mais porcaria (sim, tem dessas), nunca vimos algo que seja visualmente feio quando falamos da história criada por George Lucas. Em Mandalorian isso não é diferente, e tudo é tão lindo como os filmes ou as animações que já assistimos.

Toda essa beleza somada a uma trilha que empolga em todo episódio, momento de ação ou créditos finais do episódio. A música tema de Ludwig Göransson é daquelas que pode ficar em looping infinito que não vamos nos sentir mal ou incomodados. Quando terminar de assistir um episódio, recomendo não pular os créditos finais, já que junto da música tema, os créditos são compostos por boa parte das artes que deram origem as cenas que vimos naquele episódio. Brilhante!

Baby Yoda

Historicamente Star Wars sempre tem alguns mascotes que são adotados pelo público. Desde os dróides C3PO e R2D2 até os wookies e o carismático Chewbacca, o nível fofura era cumprido com êxito, porém chegou um serzinho verde para colocar todas essas raças no chinelo.

Apelidado de Baby Yoda por ser da mesma raça do maior Jedi que a galáxia já conheceu, a criaturinha é o grande atrativo da série, seja pelos momentos de humor que proporciona por conta das explorações e das enrascadas que coloca o Mandaloriano, até todo o mistério que cerca sua origem e seu destino, afinal toda a história de Mandalorian é cercada pela missão de Mando em eliminar o Yodinha. Bom, se você viu o mínimo sobre a série, já sabe que essa missão é alterada no meio do caminho, não é mesmo?

The Mandalorian é uma série exclusiva do Disney Plus, e está com sua segunda temporada em andamento, com novos episódios toda sexta-feira.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment