Review | The Flash S04E09 e S04E10

0
85
views

The Flash retorna aos holofotes após o Crossover Crise na Terra X, que você pode ler a crítica do meu amigo Roberto Nascimento aqui. Primeiro com um episódio natalino, e de Mid Season, e agora com um episódio pra começar 2018 a todo vapor.

Don’t Run

Catlyn Snow é raptada por Amunet, e precisa realizar uma cirurgia de emergência para salvar um meta humano telepata, chamado Dominic. Nesse meio tempo, Barry vai até a casa de Devoe, e é aprisionado pelo Thinker, e o grupo precisa escolher quem deve ser procurado primeiro pelo satélite de localização de Meta Humanos.

A primeira coisa a se destacar no episódio é que a Iris realmente se tornou lider do Team Flash. Fico me perguntando que horas ela trabalha no jornal, porquê só a vejo no Star Labs ou em casa (HAHAHA). Essa liderança entra em choque quando ela precisa escolher entre buscar o amor da sua vida, ou buscar a Catlyn. Felizmente ela toma a decisão correta de buscar a Catlyn e consegue resgatar a sua amiga antes que o pior aconteça.

No outro núcleo temos Barry, preso no laboratório do Thinker, em um tipo de jaula de velocidade, onde não consegue atravessar vibrando ou correndo rápido. Imagina você ser o homem mais rápido vivo e não conseguir acelerar as coisas? Pois é, me sinto assim todos os dias quando quero correr com os textos do site, mas só tenho 2 mãos. Barry então pensou em uma estratégia mais simples. Não correr, não forçar a barreira, não tentar usar sua velocidade diretamente contra Devoe. Já que estava lidando contra um vilão super inteligente, Barry resolveu usar a inteligencia, vibrou suas moléculas tão rápido, que ficou invisível a olho nu. Fazendo com que Devoe e sua esposa abrissem a barreira preocupados, dando espaço para Barry poder enfrentar Devoe e voltar a salvo para casa.

No fim do episódio, vemos uma reunião natalina na casa do Joe, onde Barry recebe uma notificação do seu apartamento que chegou alguma encomenda. Chegando lá, ele encontra o corpo de Devoe morto no chão, com todas as suas digitais, o incriminando como assassino. Ele é o Flash, poderia ter fugido do local, mas ele escolheu não correr, mais uma vez ele entendeu que a velocidade não é a chave para derrotar o pensador. Barry Allen é preso por suspeita de assassinato.

The Trial of The Flash

Um meta humano com poderes radioativos está fazendo os cidadãos de Central City passarem mal subitamente, Cisco e Harry investigam o caso enquanto ocorre o julgamento de Barry.

Com um advogado linha dura, a esposa de Devoe usa todas as provas e sua inteligência emocional para conseguir incriminar Barry pelo assassinato do marido. Barry decide que irá manter a linha de não fugir, e com a ajuda de Cecil tenta provar sua inocência usando todo o seu longo trabalho como Forense a favor de Central City. Parece páreo duro né?! Mas Barry resolveu não contar sobre dia identidade secreta, e com todas as provas implantadas, foi condenado pelo assassinato de Clifford Devoe.

O episódio foi bem focado no julgamento, e tem algumas inspirações no arco “O Julgamento de Barry Allen”, onde o Flash é julgado por assassinar o vilão professor Zoom. Esse arco foi o último antes da sua morte na crise das infinitas terras. Uma outra surpresa foi Barry desenvolver o poder de acelerar outra pessoa junto contigo, mantendo o ambiente ao redor desacelerado. Em um momento do episódio Íris decide contar a todo mundo que Barry é o Flash, mas com seus poderes ele consegue envolve-la nesse momento de aceleração e convence-la que é mais seguro para todos manter sua identidade em segredo. Vemos também uma cena que mostra a evolução do Ralph, mostrando que os fins não justificam os meios, e que ele aprendeu na pele da pior maneira. Estou gostando de como ele mesmo não tendo muito tempo de tela, é extremamente bem aproveitado pela série.

Enquanto o julgamento acontecia, Barry recebeu um pedido de ajuda e precisa sair do tribunal para salvar a cidade, derrotando o meta humano radioativo. A fazer isso, além por o juri contra si, passou por poucas e boas devido a radiação. Graças a esse feito, Flash foi nomeado herói da cidade, e receberia uma placa de honra pelo feito. Infelizmente a nomeação acontece durante o fim do julgamento, e vemos a divisão da opinião pública por Barry Allen e Flash, um nomeado a herói da cidade, e outro sendo condenado a prisão perpétua por assassinato.

Esses 2 episódios trouxeram uma tensão para a trama, mas sem todo aquele drama da terceira temporada. Quais serão os próximos passos curiosos que veremos a série tomar? Como o homem mais rápido vivo irá provar sua inocência? Estou ansioso!

Parece que a série já havia nos mostrado isso…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here