Por que assistir a trágica história de Fargo?

1
3727
views

“Esta é uma história real, os acontecimentos retratados aconteceram em () em (). A pedido dos sobreviventes, os nomes foram alterados. Em respeito aos mortos, todo o resto foi relatado exatamente como ocorreu”

Com este parágrafo, começa todo episódio de Fargo, série da FX, produzida pelos irmãos Cohen, que agora está no catálogo da Netflix.

Agora, o que esta série tem de diferente das demais? Vale a pena inserir na lista infinita de séries para maratonar? Calma… tenho bons motivos para justificar porque passei Fargo na frente de muitas outras séries da minha lista. Aí vão alguns deles:

1 – Elenco de primeiro escalão
Cada temporada uma trama, com um elenco totalmente diferente da anterior. No selecionado das estrelas, só para citar algumas temos Martin Freeman (Sherlock, O Hobbit), Kirsten Dunst (Homem-Aranha), Patrick Wilson (Invocação do Mal), Ewan McGregor (Star Wars), Bob Odenkirk (Breaking Bad), David Thewlis (Harry Potter), e por aí vai…

 

2 – O gênero da série
Como categorizar Fargo? É uma pergunta que me faço a todo fim de episódio. Majoritariamente classificada como drama, tem fortes elementos de comédia, ação, romance e suspense. Como toda série genial, apresenta uma mistura perfeita que atrai o espectador para a sequência da trama.

3 – A regularidade
Fargo tem até então, 3 temporadas transmitidas e finalizadas. É uma incógnita o seu destino, mas há de se reconhecer a belíssima produção da FX. Do episódio 1 ao 10 de cada temporada, dosa de forma perfeita o suspense da trama, não tendo grandes desvios de nota dos episódios (sempre variam entre 9 e 10), resumindo perfeita para maratonar no Netflix.

4 – A problemática da temporada
Pode parecer um fator negativo, mas toda temporada de Fargo tem a mesma essência:

  • Um drama familiar, que resulta num assassinato inesperado;
  • Uma cidade pequena, com uma delegacia policial despreparada e apenas um policial perspicaz;
  • Um assassino perfeito, que tem a mente mais genial dentre todos personagens;
  • Neve, muita neve.

4 fatores simples que conseguem ser reinventados durante 3 anos da série, em 3 épocas diferentes, com 3 elencos diferentes. Ah, o melhor de tudo é que não perde a qualidade.

5 – Baseado em fatos reais?
A jogada dos irmãos Coen com a apresentação do episódio “Esta é uma história real”, já é algo que desperta a atenção de qualquer espectador, que passa a ver trama com outros olhos com o decorrer dos episódios.

A genialidade está na forma que isso é abordado na série… a impressão que temos em determinado ponto, é que realmente estamos assistindo a uma história contada por alguém, que passou os anos sendo recontada e chegou até nós fragmentada, algo como um telefone sem fio. Elemento este, comprovado com a aparição de um disco voador (???), durante a segunda temporada, trama esta, que se passa no ano de 1979.

6 – Correlação entre as temporadas
Já disse aqui que as temporadas tem histórias e elencos diferentes, porém elementos muito semelhantes. O toque de mestre de Fargo está na sutilidade com que as temporadas se relacionam, desde a geografia da cidade de Fargo, até a árvore genealógica dos membros presentes na trama.
Aos desatentos, nem se nota que a 1ª temporada tem referências na 2ª, assim como na 3ª. Palmas para os Coen!

7 – Trilha sonora
Dentre meus próximos posts, vocês vão perceber que sou fanático por trilhas sonoras. E puxa, Fargo tem uma das mais belas trilhas da TV. Encanta ouvir o tema a cada início de episódio, transparecendo na música, todo o drama contido na série.

 

 

8 – Os bons nem sempre vencem
Não vá assistir Fargo achando ser mais uma história comum. Prepare-se para ser surpreendido! Na minha opinião, é este elemento que faz histórias boas se tornarem histórias geniais. Não é uma história clichê, não espere o fim dramático do vilão aprisionado por anos após ser capturado pelo crime perfeito, e a polícia heroica com o apoio do galã da série.

Fargo não tem galã, não tem herói. É uma história trágica.

9 – O tesouro escondido
Você pode ter ouvido falar de Game of Thrones e Breaking Bad, mas sabia que Fargo está pau a pau com estes gigantes em termo de ranking das melhores séries da história?
Hoje, tem nota 9,0/10 no IMDB, ficando 0,4 atrás das gigantes citadas, já no Rotten Tomatoes, supera em 0,1 GoT e BB, ficando com incríveis 96%

Fargo terminou sua terceira temporada agora em junho/2017, e o fã que aqui vos fala, torce para que tenhamos uma nova temporada em breve. Resta a confirmação por parte da FX, o que nos resta agora é aproveitar que todos os episódios estão presentes na Netflix.

Até a próxima dica de série ;D

"Esta é uma história real, os acontecimentos retratados aconteceram em () em (). A pedido dos sobreviventes, os nomes foram alterados. Em respeito aos mortos, todo o resto foi relatado exatamente como ocorreu" Com este parágrafo, começa todo episódio de Fargo, série da FX, produzida pelos irmãos Cohen, que agora está no catálogo da Netflix. Agora, o que esta série tem de diferente das demais? Vale a pena inserir na lista infinita de séries para maratonar? Calma... tenho bons motivos para justificar porque passei Fargo na frente de muitas outras séries da minha lista. Aí vão alguns deles: 1 -…

Fargo

Roteiro
Fotografia
Trilha Sonora
Figurino
Direção
Direção de Arte
Continuidade

ESPADAS

1 COMENTÁRIO

  1. Estou na segunda temporada, já vejo referências bastante sutis e outras nem tanto. Os Cohen trabalharam os fatos reais que aconteceram em Fargo, ampliaram seu universo criaram uma f**cking masterpiece. 5 estrelas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here