Review | The Walking Dead S08E10 – The Lost And The Plunderers

0
171
views

Se uma coisa ficou clara após a primeira parte da atual temporada de The Walking Dead, é que outros rumos deveriam ser tomados em relação a qualidade da série. E, pelo visto até agora, os produtores parecem ter ouvido, ao menos um pouco, o clamor do walkers.

Se tivemos um bom episódio na volta do mid-season, na noite deste domingo (4) tivemos um episódio excelente, tanto que abandonei cerimônia do Oscar para acompanhar mais um capítulo da saga de Rick Grimes. Com um roteiro longe da preguiça dos anteriores e com uma fotografia cheia de referências ao Western, não teve como não ficar feliz ao final do episódio.

The Lost and the Plunderer começa mostrando as consequências da morte de Carl para Rick e Michonne. Eles estão destruídos, em luto, mas precisam seguir em frente. Rick parece se questionar sobre o que o filho disse no leito de morte. Será que ele estava certo?

Bem, o que parece a princípio é que a ficha do líder da destruída Alexandria ainda não caiu, e ele continua cometendo os mesmo erros, afinal, sua sede de vingança parece que aumentou ainda mais, e a primeira coisa que pensa, depois toda a confusão causada pelos Salvadores e a morte de seu filho, é procurar a turma do lixão (não Rick, não!!!).

E ao encontrar seu ex-aliados, agora zumbis, ele repete o mesmo erro que pode ter custado a morte de Carl, e abandona Jadis, não a ajudando e ainda atira sobre sua cabeça, rimando com a mesma atitude que teve com Siddiq no primeiro episódio. Rick não aprende. Ok, eu entendo, seria impossível que ele mudasse de opinião do nada, apenas por um pedido de seu filho, ele não poderia ter mudado como mágica e isso que deu uma carga dramática interessante a sua atitude. Ele parece estar em negação, considerando que tudo ainda é muito recente.

Talvez ele tenha se apressado ao entrar em contato com Negan e o confronta-lo. Ele não entendia o porquê de Carl ter escrito uma carta para seu maior vilão.

Aliás, que diálogo primoroso entre os dois, com direito a um tapa na cara de Rick. Negan sentiu a morte de Carl, pra ele foi uma perda lastimável, afinal como ele mesmo disse, ele não desejava a perda do filho nem pro pior inimigo. Negan coloca o dedo na ferida do xerife e o questiona. Será que o líder dos Salvadores não está certo? A culpa da morte de Carl é do Rick? O xerife é um péssimo pai, assim como é um péssimo líder?

Os dois atores são espetaculares e entregaram uma das melhores cenas dos últimos tempos.

Já que falamos de Negan, ao que parece sua figura não é mais tão intimidadora para os seus discípulos. Ele acredita que não está errado, que está realmente salvando as pessoas, e aparentemente sua visão de matar o menor número de pessoas não é a mesma de alguns de seus comparsas.

Aí entramos no que pode ser o próximo vilão da temporada, Simon. Até pouco tempo ele apenas soava como um cosplay trash do Negan, mas seu crescimento ao longo dos episódios, unido a forma como ele se opôs a Negan evidenciou que ele não tem as mesmas “boas intenções” do líder do Santuário. Simon é sádico, tem a maldade implícita nas suas atitudes e no menor descuido do povo do Lixão, matou geral, sem a menor clemência.

Sem falar que ele mentiu sem o menor pudor pro chefe, mostrando não temer tanto assim o dono de Lucille. Exterminou todo o grupo de Jadis sem tomar conhecimento das ordens de Negan.

Por falar em Jadis, acredito que mais pra frente ela pode ser uma pedra no sapato, tanto do Rick, quando de Negan. Lógico, depois de se recuperar, já que ela ficou quebrada após seu encontro com Simon, o que rendeu uma das melhores cenas do episódio. Ela mostrou conhecer como guiar hordas de Zumbi, levando seus antigos companheiros, a uma cena “gore” que lembrou os melhores momentos da série. Nunca mais como carne moída do mesmo jeito depois da trituração de zumbis.

As consequências de ser dizimada pelos homens de Negan e abandonada por Rick, pode transformá-la em uma potencial vilã, e, talvez, tenhamos visto a origem de uma personagem conhecida nos quadrinhos como Alpha (será?). A hora que Simon questiona o Heliporto e as placas solares me deixaram com uma pulga atrás da orelha.

Pra completar tivemos o núcleo de Ocean Side, com Aron e Enid que, a princípio, pode parecer que não significam nada, mas que na frente pode render alguma trama no desfecho da temporada. Enid vem crescendo na trama, o que pode render uma boa posição ao lado (ou pra substituir por causa de contratos acabados) Meg em Hilltop.

Resumindo, foi um excelente episódio, com um bom desenvolvimento de personagens. Tivemos nos dois últimos episódios algo que não tínhamos mais, o zumbis sendo relevantes para o enredo. Eles não são o foco da história, todos sabemos que é a sobrevivência, mas quando eles são bem aproveitados e se transformam em um real perigo a série cresce demais. A segunda parte da temporada está promissora e que venha o próximo episódio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here