Review | The Flash – S4E15 ao S4E23 (Season Finale) – Nós somos o Flash

0
315
views

Recap/overview

Muita coisa aconteceu nessa temporada de The Flash, e a maioria delas ninguém se importa. Será que a série dá motivos suficientes para continuarmos assistindo?

No episódio anterior, Barry e Ralph haviam renovado seus votos de vingança após Devoe absorver Izzy. E assim a temporada foi seguindo, com Barry sendo derrotado por Devoe todas as vezes em que tentava salvar alguém. Devoe conseguiu absorver todos os meta humanos do ônibus, incluindo nosso querido e amado Ralph. Barry foi derrotado não só fisicamente e psicologicamente, seu time sofreu bastante durante a temporada.

Team Flash

Caitlyn teve seus poderes anulados por Devoe, e não consegue mais invocar a Nevasca (apesar de descobrir que sua mutação existe desde criança e não ocorre por causa do acelerador de partículas). Cisco teve problemas em seu relacionamento com a Cigana, e ainda precisou lidar com a aposentadoria de seu sogro. Joe e Cecile enfrentam os problemas causados pela gravidez mais incomum de todos os tempos, e Wally ainda com as Lendas. Harry mais uma vez ajudou a carregar boa parte da série, não sei o que seria de The Flash sem a atuação de Tom Cavanagh. Além da excelente adição que o Ralph trouxe para o time, trazendo um tom ácido que é necessário para balancear o elenco.

Harry

É interessante ver a transformação do Harrison Wells da Terra 2, sua ganância por poder e conhecimento o levaram a perder toda a sua inteligência, mostrando um Harry mais sentimental e empático. Sem a versatilidade de Tom Cavanagh, as cenas seriam apenas uma comédia pastelão sem sentido, mas ele consegue levar emoção mesmo pra cenas simples. Espero que o ator se mantenha como regular na 5º temporada.

Devoe

Talvez o maior problema da temporada é não ter um antagonista que mesmo superior em todos os aspectos ao Flash, mesmo vencendo todas as batalhas que travou, não dava sensação real de ameaça e urgência ao expectador. Thawne, Zoom, e até mesmo Savitar, traziam uma sensação de urgência que fazia a trama se tornar dramática em diversos aspectos. Os 3 últimos episódios só foram dando pistas e mais pistas sobre a conclusão da temporada, que só não foi pior por causa da nossa visitante misteriosa.

Iris West

Se o drama em cima da morte dela na terceira temporada havia deixado muitos fãs chateados, nessa quarta temporada eles fizeram algo pior, transformaram a jornalista em líder do Team Flash. Sim, você tem um cara com 7 PhDs e super inteligente, tem uma cientista com formação em biomedicina e química molecular, tem um gênio da mecânica e da engenharia tecnológica, tem um velocista com intelecto acima do normal e com conhecimento em ciência forense e física quântica, mas coloca a jornalista pra ser a líder da equipe. Colocar a Iris trazendo soluções pra problemas científicos foi difícil de engolir. Eu entendo todo o aspecto motivacional de “Nós somos o Flash!”, mas não dá pra carregar isso a temporada inteira. Felizmente no episódio 21 lembraram que ela é jornalista e ela fez seu trabalho escrevendo um artigo sobre o Devoe, colocando toda a cidade ao lado dos heróis e fazendo com que o Barry possa recuperar seu emprego na delegacia.

Nora Allen (?)

Durante toda a temporada a partir do CrossOver nós tivemos aparições relâmpago de uma personagem misteriosa, sempre se aproximando do Team Flash e se envolvendo em pequenos acidentes causados por ter puxado o lado desastrado de seu pai, Barry Allen. Pois é, no último episódio a garota misteriosa ajudou Barry a destruir um dos destroços de satélite que atingiriam Central City, e além disso, matariam o Flash no impacto. E aqui temos algumas questões a tratar:

  1. Nos quadrinhos, a força de aceleração protege o Flash dos atritos gerados, ela anula a física que conhecemos, porquê uma série que bebe tanto da fonte dos quadrinhos tomou uma decisão tão estúpida pra colocar a menina pra ajudar? Haviam tantas outras possibilidades.
  2. Pra que mudar o nome da personagem? Don Allen e Dawn Allen são filhos de Barry e Iris nos quadrinhos, suas histórias são bem divertidas e seu irmão Don é o pai de Bart Allen, o Impulso. Achei desrespeitoso com os fãs mudar uma coisa que nem faria diferença pro conceito da série.

Contexto Geral

A quarta temporada de The Flash começou com um clima leve, presente nas histórias em quadrinhos do Velocista, principalmente na fase em que Wally era o Flash. A introdução do Homem Elástico rendeu boas interações e cenas interessantes para os fãs do Flash. Infelizmente conseguiram fazer da Iris uma Felicity, uma personagem que ninguém gosta. Esperava mais do final da temporada, e achei o Devoe um vilão que não colocou medo em ninguém. Uma pena uma série que sempre trouxe fidelidade aos personagens e não tinha medo de arriscar, colocando conceitos de multiverso, viagens no tempo, e até algumas cenas Splash page na tela, ter medo de abordar conceitos básicos da força da aceleração e mudar o nome de uma personagem tão querida. Espero que a quinta temporada nos dê bons motivos pra continuar assistindo, porquê Arrow foi bem mais legal nessa última temporada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here