Arquivos

Animes e MangasCultura OrientalSéries e TV

Review | Castlevania – 2ª Temporada (Netflix)

Castlevania - 2ª Temporada

Depois da irretocável primeira temporada de Castlevania, a Netflix trouxe a sua continuação apostando ainda mais fichas no sucesso da série, que agora tem o dobro de episódios e segue mais a fundo o game Castlevania III – Dracula’s Curse. 

A primeira novidade é a inclusão dos conhecidos Hector e Isaac, do game Curse of Darkness, que se passa cronologicamente após Dracula’s Curse. É interessante como a série abordou ambos os personagens, já que no jogo apenas conta que ambos eram mestres forjadores, e que Hector se separou de Drácula em um certo momento de Castlevania III, enquanto Isaac se mantém fiel ao Lorde das trevas. Warren Ellis faz um excelente trabalho de roteiro ao introduzir os personagens de maneira orgânica na trama. 

Castlevania - 2ª Temporada
Hector | Castlevania – 2ª Temporada

Já a trindade formada na temporada anterior, agora incumbida de invadir o castelo e deter Drácula, resolvem ir até o antigo lar dos Belmont atrás de ferramentas que possam ajudar na missão suicida. Resguardando todos os spoilers, é muito interessante a interação entre os três, principalmente entre Trevor e Alucard, tendo Sypha como mediadora das brigas e sempre tentando manter a conciliação dos guerreiros. 

Tecnicamente não há o que se discutir, a série apresenta animações de alta qualidade, atuações de voz impecáveis, e mesmo a dublagem é de qualidade, principalmente a voz do Drácula e dos três protagonistas. A trilha sonora mantém alto padrão da primeira temporada, e adiciona algo que eu senti falta, Bloody Tears. A cena em que o icônico tema da série aparece é de cair o queixo, e você não sabe se vibra pela cena, pela trilha, ou pela nostalgia que o conjunto consegue arrancar de dentro do seu peito.

Castlevania - 2ª Temporada
Trevor, Alucard, e Sypha | Castlevania – 2ª Temporada

A gente sabe que adaptações dos videogames tem o dom de nos decepcionar, mas Castlevania é uma obra que acerta em todos os quesitos, tanto para quem é fã da saga nos games, quanto para quem nunca manejou um Vampire Killer antes. Posso dizer que a última cena me emocionou de uma maneira que vampiros não conseguiam me emocionar desde Entrevista com Vampiro.

Avaliação

Roteiro10
Animação10
Atuação de Voz/Dublagem10
Direção10
10

Resumo

A gente sabe que adaptações dos videogames tem o dom de nos decepcionar, mas Castlevania é uma obra que acerta em todos os quesitos, tanto para quem é fã da saga nos games, quanto para quem nunca manejou um Vampire Killer antes.

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Carioca, fã do Superman e de quadrinhos em geral, além de jogar mais games do que deveria. Xbox live Gamertag: BrSena14