Review | Burnout Paradise Remastered

0
212
views

“Take me down to the paradise city where the grass is green and the girls are pretty”

É nesse clima de Guns n’ Roses que Paradise City te recebe de braços abertos, enquanto você pratica rachas de carros e tenta sobreviver demolindo os carros dos concorrentes. Burnout Paradise Remastered chega em 4K mantendo a essência do clássico moderno de 2008.

Burnout Paradise não era um dos jogos mais bonitos de sua época, porém sua fluidez e jogabilidade bem acertada para um jogo de corrida arcade eram pontos altos, principalmente para a franquia Burnout que vivia seu auge por essas épocas. Hoje sem lançar um game novo da franquia, acredito que Burnout Paradise Remastered foi quase um teste de público para saber se vale a pena investir num novo game da franquia.

O jogo é exatamente o mesmo, porém com resoluções e sombras em alta qualidade. O que é legal para os mais saudosistas, mas a gente sente que mecânicas de 10 anos atrás não tem o mesmo apelo hoje em dia. E mesmo que você esteja lá para destruir os carros e ver seus inimigos capotarem de maneira cinematográfica, Burnout carece de um bom motivo para te prender no jogo. Isso aconteceu comigo em 2008, e aconteceu novamente em 2018. Mesmo em um dia que eu não tinha grandes planos além passear por Paradise City, haviam momentos que eu parava para olhar redes sociais, ou conversar com os outros editores do site sobre coisas aleatórias.

Claro que em uma versão Remasterizada, não teríamos grandes mudanças, mas mesmo o quesito mais importante que são os gráficos, a gente ainda vê ele com cara de jogo datado, principalmente se levarmos em consideração que Metal Gear Solid 4, Crysis e até mesmo Need for Speed Undercover foram lançados no mesmo ano, e se fossem Remasterizados teriam uma aparência muito melhor.

O ponto mais positivo de Burnout Paradise Remastered é o mesmo de sua versão original, a fantástica trilha sonora, que vai de KillSwitch Engage à Guns n’ Roses, e te dá vontade de correr feito um louco por causa da intensidade das músicas apresentadas. No fim das contas, Burnout Paradise Remastered não prende um novo jogador, e apenas trás de volta os corredores experientes da versão anterior. Vamos torcer pra que a EA resolva fazer um jogo novo com mecânicas mais atuais ou menos datadas.

"Take me down to the paradise city where the grass is green and the girls are pretty" É nesse clima de Guns n' Roses que Paradise City te recebe de braços abertos, enquanto você pratica rachas de carros e tenta sobreviver demolindo os carros dos concorrentes. Burnout Paradise Remastered chega em 4K mantendo a essência do clássico moderno de 2008. Burnout Paradise não era um dos jogos mais bonitos de sua época, porém sua fluidez e jogabilidade bem acertada para um jogo de corrida arcade eram pontos altos, principalmente para a franquia Burnout que vivia seu auge por essas épocas.…
"TAKE ME DOWN TO THE PARADISE CITY WHERE THE GRASS IS GREEN AND THE GIRLS ARE PRETTY" É nesse clima de Guns n' Roses que Paradise City te recebe de braços abertos, enquanto você pratica rachas de carros e tenta sobreviver demolindo os carros dos concorrentes. Burnout Paradise Remastered chega em 4K mantendo a essência do clássico moderno de 2008.

Burnout Paradise Remastered

Gráficos
Jogabilidade/Mecânicas
Sons
Diversão
Desempenho/Estabilidade/Online

ESPADAS

"TAKE ME DOWN TO THE PARADISE CITY WHERE THE GRASS IS GREEN AND THE GIRLS ARE PRETTY" É nesse clima de Guns n' Roses que Paradise City te recebe de braços abertos, enquanto você pratica rachas de carros e tenta sobreviver demolindo os carros dos concorrentes. Burnout Paradise Remastered chega em 4K mantendo a essência do clássico moderno de 2008.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here