Review | Age of Empires – Definitive Edition

0
153
views

Lançado em 1997 pelo Microsoft Studios, Age of Empires trazia consigo uma revolução nos jogos de estratégia em tempo real. Você começava o jogo com 2 aldeões na idade da pedra, e precisava juntar recursos e evoluir sua civilização até a era clássica medieval. Isso incluem caçadas, disputas por território, e muitas horas gastas no desenvolvimento da sua sociedade.

Age of Empires me marcou por ser um dos primeiros games que joguei em um computador, meu tio Rafa tinha uma cópia instalada no PC dele, e acabei tendo a primeira experiência com o jogo por ali. Depois caí de cabeça no mundo dos RTS com Age of Empires 2, Warcraft 2 e 3, Civilization, e entre outros. E apesar de gostar de todos esses, o primeiro AoE tem uma magia especial, e agora está em 4K e cheio de melhorias gráficas.

Essencialmente, o jogo é o mesmo, as mesmas missões, os mesmos povos, e a inclusão dos dados da expansão Rise of Rome. As melhorias são no geral gráficas, e são de cair o queixo. Além da resolução aumentada, melhoraram os efeitos de construção e demolição foram melhorados. A inteligência artificial também foi melhorada, e incluíram um novo algoritmo de rotas. Não teremos mais personagens presos em arvores e pedras por falta de inteligência para avançar. As movimentações dos personagens e das embarcações também foram melhorados, e a quantidade de personagens na tela também.

A trilha sonora foi completamente refeita, de maneira orquestrada e todos os temas clássicos estão aqui, de maneira mais linda e limpa possível. Infelizmente achei o jogo pesado demais mesmo para uma remasterização em 4K, acredito que a engine utilizada ajudou a complicar pra processadores mais antigos. Um outro defeito é a falta de personalização nas opções do jogo. O game roda na resolução nativa do seu desktop ou notebook, e não há nenhum modo de alterar a resolução da tela. Seja para um ajuste diferencial,ou para uma melhora no desempenho do jogo.

Age of Empires é exatamente o mesmo jogo de 21 anos atrás, com melhorias gráficas e sonoras, mas com a mesma magia que só a série AoE consegue trazer para o mundo dos jogos de estratégia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here