Arquivos

Games

Review | A Way Out

Quando a EA games anunciou A Way Out durante a sua conferência isolada da E3, tudo parecia bem promissor. Uma campanha aventura linear, que deve ser obrigatoriamente jogada em Co-op local ou online, e um toque independente no que parecia ser um jogo completamente diferente da mesma empresa que era tão criticada por preferir jogos online com micro transações e loot boxes, e ter uma postura que parecia não se importar com os jogadores. O game permite que você jogue com um amigo online, mesmo que um de vocês não tenha uma cópia.

Eu tive a oportunidade de jogar o game com o Felipe Gugelmin da Voxel/NZN (Abraço, Felipe!) nesse fim de semana e posso garantir, a história de A Way Out é sensacional, e cada momento do jogo serve pra construir uma ligação entre você e os personagens principais. O jogo foi produzido por Josef Fares, o mesmo criador de Brothers: A tale of two sons. Então já dá pra esperar uma excelente história.

O game conta a história a história de 2 caras que se juntam para fugir da prisão e descobrem que seus caminhos estão mais entrelaçados do que imaginavam. O interessante do jogo é que as narrativas dos personagens acontecem simultaneamente, então mesmo jogando online, você sempre estará com a tela dividida entre os personagens. Não só as habilidades individuais do jogador são postas em prática, como o trabalho em equipe é exigido diversas vezes, sendo essencial para sobreviverem e conseguirem avançar na história.

Se no aspecto gráfico o jogo deixa a desejar em alguns momentos, principalmente por parecer trabalhar com resolução dinâmica. Tem horas que os gráficos estão bonitos, e mesmo as texturas mais simplórias não incomodam por causa do aspecto artístico, em outras parece que o jogo tem os piores gráficos desde a geração passada. Em compensação, o áudio do jogo é muito bom, e principalmente as atuações são excelentes. Cada personagem é elevado ao seu máximo com as atuações de voz, desde os momentos cômicos, aos momentos mais dramáticos. Outro aspecto interessante, é a passagem e divisão de quadros durante algumas cutscenes, o jogo se comporta como um filme de ação dos anos 70, as vezes lembrando até histórias em quadrinhos.

Se na primeira metade do jogo nós temos mais história e cutscenes, e foco nos puzzles, a segunda metade tem momentos de pura adrenalina, com perseguições em veículos e momentos de puro shooter. E aí vem a parte que o jogo perde a mão e transforma toda a narrativa dramática e investigativa, em um tiroteio tirado dos filmes do Rambo e do Bradock, com toques de Scarface. Felizmente o fim do jogo é emocionante, e todo o laço que foi criado com os personagens durante o jogo vem a tona. É nesses momentos dramáticos e emocionantes que A Way Out brilha e transforma a jornada em satisfação por acompanhar a jornada daqueles caras.

A Way Out é um jogo diferente do que vemos atualmente, principalmente por sua narrativa linear, e a necessidade de jogar cooperativamente. Se você quer boas histórias, pode comprar sem medo. O jogo merece cada centavo pela coragem e pelo excelente enredo.

Quando a EA games anunciou A Way Out durante a sua conferência isolada da E3, tudo parecia bem promissor. Uma campanha aventura linear, que deve ser obrigatoriamente jogada em Co-op local ou online, e um toque independente no que parecia ser um jogo completamente diferente da mesma empresa que era tão criticada por preferir jogos online com micro transações e loot boxes, e ter uma postura que parecia não se importar com os jogadores. O game permite que você jogue com um amigo online, mesmo que um de vocês não tenha uma cópia. Eu tive a oportunidade de jogar o…
O game conta a história a história de 2 caras que se juntam para fugir da prisão e descobrem que seus caminhos estão mais entrelaçados do que imaginavam. O interessante do jogo é que as narrativas dos personagens acontecem simultaneamente, então mesmo jogando online, você sempre estará com a tela dividida entre os personagens. Não só as habilidades individuais do jogador são postas em prática, como o trabalho em equipe é exigido diversas vezes, sendo essencial para sobreviverem e conseguirem avançar na história.

A Way Out

Gráficos
Jogabilidade/Mecânicas
Enredo
Sons
Diversão

ESPADAS

O game conta a história a história de 2 caras que se juntam para fugir da prisão e descobrem que seus caminhos estão mais entrelaçados do que imaginavam. O interessante do jogo é que as narrativas dos personagens acontecem simultaneamente, então mesmo jogando online, você sempre estará com a tela dividida entre os personagens. Não só as habilidades individuais do jogador são postas em prática, como o trabalho em equipe é exigido diversas vezes, sendo essencial para sobreviverem e conseguirem avançar na história.

1 Comentário

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Campeão dos 100M rasos em séries da Netflix. Fã de quadrinhos, principalmente do Superman. Carioca, curte uma cerveja gelada no fim de semana, enquanto prepara seu plano de dominação mundial.