Arquivos

Livros

Resenha | O Sonho do Tigre

Olá Dinastia Geek, hoje vamos debulhar um pouquinho no último lançamento da Colleen Houck

Para quem não conhece a saga, este livro é o 6º e último da saga Maldição do Tigre onde temos os seguintes livros que compõe (em ordem cronológica dos fatos): A Promessa do Tigre, A Maldição do Tigre, O Resgate do Tigre, A Viagem do Tigre, O Destino do Tigre e o Sonho do Tigre.

Após os perigos impostos, missões cumpridas, tarefas concluídas, sacrifícios feitos durante os livros anteriores, todos nós fãs ficamos com uma cara de tacho nos perguntando “E o Kishan?”, “Será que ele viveu feliz?”, “Como será que ele aprendeu a amar a Mika?”, “Ele não sente falta do mundo moderno?”

Durante alguns anos (loooongos por sinal), a nossa diva Colleen resolveu nos dar pistas, pedaços da história que iria compor o último livro (Diga-se de passagem que desespero não saber tudo). Logo esse período sabático terminou, tivemos então o tão esperando lançamento do O Sonho do Tigre. Ufa! 

Nesse livro temos a mudança de perspectiva, anteriormente era narrado pela Kelsey e agora passa a ser narrado pelo Kishan e pela Mika (Deusa Durga), porém com esta mudança podemos sentir a raiva e a dúvida pela escolha feita pelo Kishan e a indiferença da Mika em relação aos acontecimentos.

“Uma mente aberta e um coração solícito são o início de muitas aventuras grandiosas.”

Kishan e Mika tem a nobre missão de ouvir todos os devotos da Deusa Durga desempenhando os seus papeis da melhor maneira possível, e assim vem sendo feito até que um amigo antigo volta de uma terra distante para ajudar os dois a completar as lacunas do passado, presente para que assim o futuro e toda a ordem nesta linha do tempo se mantenham como deveriam ser. 

Apesar de algumas das missões dadas por esse amigo forasteiro aparentar serem completamente malucas a ponto dos nossos personagens principais querem voltar e não encararem  podemos ver e sentir o fortalecimento das relação entre o Kishan e a Mika (oh personagens cabeças duras!!)

O livro em geral nos passa a sensação de dever cumprido, que todos os personagens entenderam os próprios destinos e o abraçaram da melhor forma, seja os personagens que estão na narrativa ou não 😉 #fikdik. 

“A espada da brutalidade é afiada na pedra de amolar das privações. Vire o cabo para um lado e verá sofrimento, tanto do algoz quanto das vitimas. Do outro lado encontrará desprezo por si mesmo e pelos outros.”

Claro que a Dona Colleen não poderia terminar o livro da melhor forma possível e nos deixar em lágrimas na sargeta sem entender o sentido da vida e ficar literalmente de ressaca literária. 

Óbvio que como boa fã que sou adorei o livro, chorei no final, me emocionei com as histórias dos passados de nossos personagens, me surpreendi muito com nosso amigo forasteiro. 

A Colleen não nos poupa detalhes (não é atoa que é o maior livro da saga!), alguns muito densos e outros não tão densos, mas houve a dosagem certa para te aprisionar.

Confesso que demorei para pegar o gosto da leitura nesse livro, mas quando a leitura engajou foi maravilhoso poder concluir nessa saga que me fez chorar tanto! 

Se você leu o livro nos diga o que achou nos comentários. Se você não leu, segue o nosso conselho, compre o seu aqui e leia!  

 

Avaliação

Diagramação9
Enredo9
Personagens9.5
Acabamento9
9.1

Resumo

Com a derrota do feiticeiro Lokesh, só parecia restar ao príncipe Kishan Rajaram passar a eternidade cumprindo a promessa de proteger a linda e irascível deusa Durga. Preso no passado, ele sofre depois que seu irmão, Ren, e Kelsey, a garota que ambos amam, voltam ao presente e começam a viver o seu “felizes para sempre”. Então, quando o xamã Phet aparece pedindo sua ajuda para salvar Kelsey, Kishan agarra a oportunidade com unhas e dentes, disposto a voltar atrás na sua decisão de ficar no passado e assim mudar seu destino. O tigre negro está prestes a descobrir que aquilo que parece o fim pode ser apenas um recomeço...

Deixe uma Resposta

Carolina Mariz
Engenheira da Computação, Geek de Carteirinha Assinada, Devoradora de livros, cinéfila, Jogadora de Magic nas horas vagas e blogueira por opção e hobbie. Se me perguntarem qual é o meu próximo passo na vida eu falaria "a mesma coisa que fazemos todas as noites, tentar conquistar o mundo!"