Resenha | Ninguém Nasce Herói

0
467
views

Acabei de ler o livro e fiquei com milhões de emoções conflitantes e nada definido.
E ai vocês me perguntam: Nossa, mas o que esse livro tem de tão especial?

Bom, caro leitor, o livro é uma distopia de um futuro não tão distante, fala sobre preconceitos de todos os tipos e a trama principal se passa em terras paulistanas.
Só por isso eu já consideraria a história diferentona, mas o melhor – ou pior – fica por conta do personagem principal. Um rapaz que acabou de formar na faculdade, ele é conhecido pelas ruas como Chuvisco, mora sozinho ali pelo bairro da Liberdade, é tradutor de livros e tem uma disfunção psicológica classificada como Catarse Criativa.

Quando comecei a ler o livro, não sabia um que era uma catarse criativa e fiz o que? Fui procurar no meu amigo Google. Eis a definição de Catarse apresentada lá:

Catarse
Substantivo feminino
1.Na religião, medicina e filosofia da Antiguidade grega, libertação, expulsão ou purgação do que é estranho à essência ou à natureza de um ser e que, por isso, o corrompe.
2.estét teat purificação do espírito do espectador através da purgação de suas paixões, esp. dos sentimentos de terror ou de piedade vivenciados na contemplação do espetáculo trágico.

No livro, a catarse do Chuvisco é a libertação de sua criatividade e imaginação como rota de fuga. Ele desenvolveu essa característica quando ainda era criança e na tentativa de ajudar o filho, os pais de Chuvisco o levaram para se “tratar” com um psicanalista, o Dr. Charles, que Chuvisco logo apelidou de Professor X – referências, meus amores.
Em suas “crises”, Chuvisco se perde entre o que é realidade e o que é imaginação. Logo surge uma armadura sobre seu corpo que amplifica sua força, ele vê monstros negros sobrevoando os céus da cidade, uma tartaruga gigante que faz o chão tremer, borboletas de origami que voam e se desfazem em pó brilhante ou até mesmo uma chaleira que nunca foi comprada apitando em seu fogão.
Há 3 anos ele recebeu “alta” de seu tratamento com o Professor X e agora sabe lhe dar com sua catarse criativa, sabe conviver com ela.

Chuvisco tem um grupo de amigos bem heterogêneo – me desculpem o trocadilho – que estão sempre juntos, sempre se apoiando.

O livro já começa com três deles em uma missão para testar os limites do novo Pacto de Convivência assinado pelo Escolhido, nesse pacto fica definido que todo tipo de perseguição às minorias deve acabar, devolvendo assim a liberdade ao povo. Qual o melhor jeito de testar os limites do novo pacto? Distribuir livros proibidos pela ditadura em uma praça publica de São Paulo.
Os riscos são grandes, já que não é só da policia que vem a retaliação. Existem grupos extremistas radicais que são contra tudo e todos que fogem de seu padrão, como exemplo religião, cor de pele e opção sexual.
As coisas já não iam lá tão bem, mas depois que o Escolhido foi eleito Presidente do país tudo ficou muito pior. Usar a camiseta com a estampa errada já é motivo para ser espancado, à luz do dia se for preciso. Imagine o medo das pessoas que listei no grupo de risco a cima…

Enfim, no universo se Chuvisco e seus amigos todo mundo vive sempre no limite, com medo do que pode acontecer. E para eles a única solução é lutar contra a oposição, cada um faz da maneira que pode e consegue. Alguns fundam ONGS, outros entram para grupos ativistas como o Santa Muerte e ainda tem os que distribuem livros proibidos pela cidade.

Agora que já entenderam o conceito dessa realidade, vamos aos amigos de Chuvisco que são parte importantíssima na história:
Amanda e Cael são irmãos, ela cursando faculdade de cinema e ele um ator relativamente famoso.
Gabi, estudante de medicina e estagiando em uma ONG que apoia jovens e crianças.
Pedro, que tá sempre querendo curtir a vida, indo a festas, conhecendo gente e mantendo contatos.
Dudu, até então foi apresentado aos demais pela Gabi – que tem uma queda por ele – ele sente atração por Amanda e logo ficamos sabendo que Dudu e Chuvisco têm um passado que escondem do resto grupo.
Como eu já disse, eles tem uma amizade de puro amor e carinho. Todos cuidam de todos e mesmo quando têm brigas eles se resolvem.

Ao fim do livro me vi achando milhões de mensagens escondidas – nem tanto – naquelas linhas lidas, tais como o valor de amizades verdadeiras, a importância de se manter firme em suas opiniões e convicções sem deixar de respeitar as crenças dos outros. Mas acho que o mais importante foi à mensagem sobre não se sentir só.

Fiquei achando que algumas partes poderiam ter sido mais bem exploradas, mas como a história é narrada pela visão do Chuvisco, tinha que ser assim como foi. Soube o que ele sabia, vi o que ele via e ouso dizer que senti o que ele sentia.

Caso tenha ficado se perguntando por que o nome do Chuvisco é Chuvisco sendo que seus amigos têm nomes comuns, eu não sei dizer! É um mistério não solucionado. Perguntarei ao autor quando encontrá-lo novamente – risos.

Curtiu a vibe da história? Mora em São Paulo ou redondezas?
Então hoje é dia de dar uma volta no shopping…

O lançamento de Ninguém Nasce Herói do Eric Novello vai acontecer hoje, 06/08/2017 às 15h na Saraiva do Shopping Pátio Paulista.

Se descobrirem o verdadeiro nome do Chuvisco me contem por favor ♥

Acabei de ler o livro e fiquei com milhões de emoções conflitantes e nada definido. E ai vocês me perguntam: Nossa, mas o que esse livro tem de tão especial? Bom, caro leitor, o livro é uma distopia de um futuro não tão distante, fala sobre preconceitos de todos os tipos e a trama principal se passa em terras paulistanas. Só por isso eu já consideraria a história diferentona, mas o melhor – ou pior – fica por conta do personagem principal. Um rapaz que acabou de formar na faculdade, ele é conhecido pelas ruas como Chuvisco, mora sozinho ali…
Eric Novello | Seguinte | 2017 | 1ª edição | 378 páginas Edição foi impressa em papel Pólen Soft, tem capa com orelhas.

Ninguém Nasce Herói

Diagramação
Personagens
Acabamento
Enredo

Espada

Eric Novello | Seguinte | 2017 | 1ª edição | 378 páginas Edição foi impressa em papel Pólen Soft, tem capa com orelhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here