Por que nunca deixar de assistir Friends?

1
709
views

A não ser que você tenha estado dentro de uma bolha por 23 anos, é praticamente impossível que não tenha ouvido falar da série FRIENDS. Pra muitos (inclusive para mim) é a melhor sitcom de todos os tempos, sendo um exemplo a ser seguido pelas dezenas que vieram depois. E qual o segredo dessa autenticidade? Qual o segredo para depois de 10 temporadas completas (236 episódios) e finalizada em 2004, as pessoas ainda se interessarem por ela hoje em dia? Vou listar 10 curiosidades que certamente te farão ter vontade de assistir, ou melhor, assistir novamente!

1 – Aquele com os Títulos dos Episódios:

Se você gosta de Friends a ponto de pesquisar um pouco sobre, já deve saber que todos (menos o “Episódio Piloto” e “O Último”) os episódios começam com “Aquele que…”, “Aquele com…” e isso não é uma coincidência, e sim o modo que os produtores David Crane e Marta Kauffman encontraram para facilitar a nomeação das gravações com o fato mais importante do episódio, já que o público não tomaria ciência dos títulos, pois estes não seriam exibidos nos créditos. Esse toque de originalidade e praticidade fez que os fãs se orgulhassem cada vez mais!

2 – Aquele com a Escalação do Elenco:

Não foi fácil os produtores chegarem à decisão de optar por estes 6 atores: Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, David Schwimmer, Matt LeBlanc e Matthew Perry.

Courteney foi convidada para viver Rachel, mas insistiu em fazer o papel de Monica e conseguiu. E Jennifer fez o teste para fazer Monica e… ainda bem que o resultado foi o oposto e nós as amamos por isso!

Ellen DeGeneres foi convidada para ser Phoebe e recusou, assim como Thea Leoni foi chamada para ser Rachel e Janeane Garofalo para ser Monica. Nenhuma delas aceitou, e acho que hoje devem se arrepender, não é mesmo?

Chandler nasceu para Matthew como Matthew nasceu para Chandler, porém o papel quase foi feito por Jon Cryer e Jon Favreau. Como será que teria sido? Não consigo nem imaginar!

O único ator que foi o primeiro confirmado para o elenco é David, pois o papel de Ross foi escrito especialmente para ele.

A química dos 6 é algo admirável até hoje e é impossível apontar um protagonista na série, pois cada um tinha sua peculiaridade que o fazia ser único, e eles eram perfeitos juntos. Se em algum episódio algum personagem tinha destaque, no próximo ele aparecia menos, e assim por diante. Os roteiristas eram geniais nesta questão da divisão de atenção dos personagens.

3 – Aquele com os Amigos de verdade:

Foram 10 anos juntos, e o elenco de Friends é amigo até hoje, sendo que a série estreou em 1994. Tudo isso se deve ao incrível relacionamento que nutriram ao longo dos anos. Um fato que ficou bastante famoso na época que a série ainda estava no ar foi a união dos astros para a negociação dos salários. No showbiz é muito comum a briga interna de atores para ver quem recebe o maior salário, e neste caso foi ao contrário, pois todos iniciaram seus contratos na primeira temporada ganhando 22.500 dólares por episódio, já na segunda temporada, Jennifer e David começaram a ganhar mais, porém ao longo do ano entraram em negociações coletivas com a Warner Bros para que todos ganhassem o mesmo valor, apesar da WB preferir ofertas individuais, e foi então que os 2 tiveram seus salários reduzidos a partir da terceira temporada, igualando-se então com o pagamento de seus amigos.

Com certeza a amizade entre os atores dentro e fora das telas foi um fator que influenciou muitas pessoas a acompanharem a série e se apaixonarem, fazendo com que se tornassem muito famosos ao redor do mundo todo. No fim das contas, a partir da nona temporada, cada ator ganhava 1 milhão de dólares por episódio, então acho que manter uma boa relação desde o início e até mesmo a redução de salário de 2 deles, tiveram bons resultados rs!

Falando em amizade, o diretor James Burrows teve a ideia de que todo elenco fizesse uma viagem para Las Vegas antes da série ir ao ar, pois sabiam que a vida deles nunca mais seria a mesma! O elenco se hospedou no Caesar’s Palace, mesmo lugar onde forma feitas as cenas onde Rachel e Ross se casam e onde Joey arranjou um bico vestido de Gladiador na quinta temporada. E que ideia maravilhosa essa do diretor, pois realmente a vida deles nunca mais foi a mesma!

4 – Aquele com a Influência:

Não há como negar que Friends influenciou e ainda hoje influencia muitas pessoas. Como não lembrar o boom que o corte de cabelo de Jennifer Aniston na primeira temporada causou? O corte, chamado de “The Rachel” foi copiado no mundo todo por muitos anos, eu mesma já tive aquele corte! E pensar que ela odiava, pois foi um corte que deu errado na sua concepção, mas que todas as mulheres da década de 90 se apaixonaram! E não foi só aquele, ao longo dos 10 anos as 3 atrizes da série ditaram a moda e os penteados, que eram incríveis! (A não ser o corte que Phoebe fez por engano na Monica ao não lembrar quem era Demi Moore rs!)

As frases ditas na época fizeram sucesso e até hoje os fãs usam, e muito! Quem nunca falou “How you doin’?” pra alguém, “We were on a break!” em uma discussão (de brincadeira, por favor!), “OH-MY-GOD!” em uma situação chocante, “Joey doesn’t share food” em um momento que obviamente você não quer dividir sua comida, “I KNOW!” aos berros como a Monica, “My eyes! My eyes!” quando vê algo que não deveria, “Unagi” quando você usa todo seu poder na concentração em momento (impossível tomar um susto nessa hora, né Ross?) e tantas outras? A série também fez com que muitas pessoas (Eu! Eu! Eu!) aperfeiçoassem seu inglês aprendendo aquelas expressões americanas que as aulas de da escola não ensinavam, e a linguagem simples do dia a dia usada nos roteiros auxiliavam a melhorar e memorizar a língua. Eu tive inglês na escola muitos anos depois de começar a assistir a série, e eu já sabia muito sobre a língua, principalmente vocabulário e expressões, graças a Friends!

Sem contar que todo fã já sonhou em tomar um café no Central Perk (existem dezenas pelo mundo, menos aqui… buá!) e ter aquela moldura roxa e amarela no olho mágico de uma porta! É muita influência… Muita!

5 – Aquele com os Convidados Especiais:

Se pensarmos no elenco maravilhoso que a série tinha, nem precisaria de tantos convidados especiais não é mesmo? Mas tivemos sim, além dos recorrentes, como Janice (Maggie Wheeler), Gunther (James Michael Tyler), Mike (Paul Rudd), Frank Jr. (Giovanni Ribisi), David (Hank Azaria) entre muitos outros, e participações especiais de Bruce Willis (que inclusive participou sem ganhar cachê, pois perdeu uma aposta com Matthew Perry que se o filme que eles estavam gravando na época – Meu Vizinho Mafioso – ficasse em 1º lugar no final de semana da estreia, ele teria que aparecer no seriado de graça, e como o filme ficou, ele doou todo seu cachê para instituições de caridade), Brad Pitt, Anna Faris, Sean Penn, Dakota Fanning, Winona Ryder, Alec Baldwin, Christina Applegate, Resse Whiterspoon, Freddie Prinze Jr., Jean-Claude Van Damme, Charlie Sheen, George Clooney, Bem Stiller, Julia Roberts, Brooke Shields, Helen Hunt, Ellen Pompeo, Susan Sarandon… Ufa! E a lista ainda tá longe de acabar! Que moral, hein Friends?

6 – Aquele com a Trilha Sonora:

Se não bastasse o elenco e o roteiro perfeitos, ainda tivemos músicas lindas que marcaram alguns acontecimentos inesquecíveis da série!

E claro, para começar, a música da abertura que virou tema mundial sobre amizade até hoje!

  • “I’ll Be There For You” – The Rembrandts: quem consegue ouvir esse hino sem bater palmas? Impossível!  I’ll be there for you, cause you’re therefor me too!
  • “Shiny Happy People” – R.E.M.: essa música não marcou muito pois apareceu em um breve momento, mas a questão é que ela era para ter sido a música de abertura… ainda bem que trocaram né?!
  • “Smelly Cat” – Pheobe Buffay: a mais famosa das inúmeras que Phoebe cantou durante a série e que certamente virou um hino para os fãs!
  • “With Or Without You” – U2: para mim um dos momentos mais marcantes e triste da série, onde Ross oferece essa música à Rachel pela rádio após o primeiro término (ou só um tempo?) do casal mais amado da vida.
  • “Feeling A Moment” – Feeder: só ouvimos um trechinho, mas que momento mais maravilhoso aconteceu, e foi durante o primeiro beijo de Ross e Rachel! Inesquecível!
  • “All by Myself” – Eric Carmen: como esquecer Chandler na depressão depois que Joey se muda de apartamento?
  • “You Look Wonderful Tonight” – Eric Clapton: depois que pegamos aquele amor profundo pelo casal Mondler, ter essa música durante o pedido de casamento nos fez derramar muitas lágrimas!
  • “Trouble With Boys” – Loreta: ouvir essa música é lembrar imediatamente da coreografia de Ross e Monica!
  • “The Lion Sleeps Tonight” – The Tokens: canção favorita do macaco Marcel, e que nós, e o Ross, tivemos que escutar sem parar!
  • “Baby Got Back” – Sir Mix-A-Lot: qual foi a única forma de fazer Emma rir? Sim… essa mesma!

7 – Aquele com a Identificação com Personagens:

Todos nós temos um pouco deles, e/ou conhecemos pessoas que tem. Passamos por experiências que eles passaram, como namoro, divórcio (3 vezes para ser mais especifica, no caso do Ross), promoções de trabalho, demissões, decepções, filhos, mudanças… e isso fazia com que tivéssemos aquela conexão com estes 6 amigos. Ser mimada, viciada em compras, maníaca por limpeza, difícil de arranjar namorado, louca, sonho de ser algo impossível, ter uma profissão que odeia, nerd… pois é, pode confessar, você também tem um pouco disso!

A independência e autoafirmação na fase adulta é o tema central, tudo isso rodeado de muita amizade e confiança! Essa é a fórmula do sucesso!

8 – Aquele com os Flashbacks:

Uma das maiores tradições de Friends são os flashbacks! A série voltava ao passado e nos mostrava como era a vida dos personagens na adolescência, e assim ficamos sabendo como Ross se apaixonou por Rachel (que não tinha operado o nariz ainda), como Monica lidava com seu peso, como Chandler e Ross aprontaram durante a faculdade, como Chandler se relacionava com seus pais, e etc! Muitos deles aconteceram em episódios de comemoração do Dia de Ação de Graças (Thanksgiving Day) que um dos feriados mais populares dos EUA, e nós adoramos assistir cada um deles!

9 – Aquele com a Quebra de Tabus:

A série era de comédia, mas outros assuntos foram tratados de forma bem inteligente, como por exemplo a homossexualidade, que não era um assunto comum de se ver na televisão na década de 90 mas que logo na primeira temporada, em 1994, conhecemos Carol, ex-esposa de Ross, que o largou para viver com uma mulher, porém os roteiristas fizeram tudo de forma tão suave que o público se apaixonou pela interação do trio. O tema também foi muito abordado quando Chandler tenta se aproximar do pai, que é uma drag queen em Las Vegas.

O bullying também apareceu na série, principalmente quando mostravam a vida de Monica em sua adolescência. Também foram explorados o tema barriga de aluguel, adoção, vício do cigarro, maconha, entre outros.

10 – Aquele com o Final da Série:

Em 06/05/2004 foi exibido o último episódio da série, que foi o quarto final de séries mais visto na história da televisão na época, com 52,5 milhões de telespectadores, ficando apenas atrás do final de “M*A*S*H”, “Cheers” e “Seinfeld”, porém as taxas de publicidade para os comerciais exibidos durante a transmissão bateram recorde de Seinfeld de US$ 2 milhões para um comercial de 30 segundos, contra US$ 1,7 milhão.

Os criadores tiveram muita dificuldade para escrever o final perfeito, afinal, como finalizar com maestria 10 anos de sucesso? A série era sempre (a não ser em momentos críticos) gravada em um estúdio com plateia, e talvez ai seja um dos grandes trunfos, pois se a plateia não achava uma situação engraçada, eles paravam tudo e reescreviam, até que ficasse perfeito, porém neste episódio final poucas pessoas puderam assistir, e os que assistiram tiveram que assinar uma cláusula de silêncio para que nada vazasse (saudades época que nada vazava pois mal existia celular e internet). E então o elenco e os produtores gostaram (inclusive nota-se claramente os atores muito emocionados durante a cena final) e liberaram para ir ao ar, e foi aquele sucesso mais que esperado e merecido! Que final maravilhooooso! Passei horas em casa chorando de emoção porque havia sido lindo e de tristeza porque nunca mais assistiria nada inédito dos meus 6 melhores amigos.

Assistir seriado na década de 90 e começo dos anos 2000 era tão diferente de hoje em dia, onde a internet fez com que tudo fosse tão instantâneo e para mim, de certa forma, essa dinâmica atual toda tira a graça e o elemento da surpresa que tínhamos. Me lembro que eu precisava comprar revista na banca para ter foto do elenco de Friends (cortar a revista era um clássico da década rs), e spoiler era um negócio inexistente, ninguém sabia o que tinha acontecido nos episódios que passavam nos EUA até que eles passassem aqui. Me lembro também que na época do episódio final eu morava em outra cidade para estudar, porém lá não tinha televisão, então peguei o ônibus a noite e voltei para a casa dos meus pais só para assistir, e de madrugada voltei para minha casa. Eu era e ainda sou uma maníaca pela série rs! Era difícil a ansiedade de esperar tanto tempo para ver? Claaaaaro que era! Mas a sensação de sentar na frente de uma TV e ver assistir aquilo inédito (LITERALMENTE) era ótimo! E pegar o telefone (não o celular) para ligar para aquele amigo que também assistia para falar sobre a série? Era tão mais gostoso do que fazer um post no facebook (e disseminar spoiler pros coleguinhas) ou correr pro grupo do whatsapp. Toda evolução tem os prós e contras, mas definitivamente era mais saboroso ver TV 20 anos atrás!

Bom, muita coisa mudou desde que Friends estreou, mas o que a faz permanecer viva e amada nesses 23 anos é a aula sobre a vida que tivemos assistindo seus episódios, e principalmente sobre o aprendizado que os melhores amigos ficam para sempre nas nossas vidas, assim como os momentos que vivemos com eles.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here