Review | My Father is Strange

0
162
views

Mês de agosto temos uma data muito importante para ser comemorada: o dia dos pais! E mesmo que a data já tenha passado, ainda estamos com esse clima festivo, e por isso, iremos falar de um drama familiar que envolve a história de um grande pai. My Father is Strange é um dorama longo e atípico pelo fato da história girar em torno de uma família e não apenas em um único personagem.

O drama dirigido pelo diretor Lee Jae Sang e roteirizado por Lee Jung Sun, foi estreado em 2017 na Coreia do Sul no canal da KBS. Foi ao ar todo final de semana durando cerca de seis meses (4 de Março a 27 de Agosto). A série contém 52 episódios, sendo dois deles extras devido ao grande sucesso no país.

Byun Han-Soo, pai de família, dono de um restaurante chamado “Lanchonete do Papai” localizado no subúrbio de Seul. É um grande cozinheiro e é muito respeitado por isso. Casado com Na Young-Sil, sua amada esposa que juntos tem quatro filhos. Assim como todas as famílias, nenhuma é perfeita e cada um tem suas dificuldades, e é isso que o drama mais aborda.

A história de cada integrante é bem enfatizada mostrando que todos são protagonistas. Comparado a outros dramas, que na maioria das vezes focam em apenas dois personagens e esquecem dos desfechos dos coadjuvantes, isso não acontece aqui. Tudo acaba sendo bem relatado e explicado com o decorrer do dorama (sempre fica uma coisinha outra a ser esclarecida nas séries… Mas fizeram de tudo para esclarecem ao máximo cada ponto!).  Ele se torna muito divertido, pois acaba sendo várias histórias paralelas se unindo com uma em comum.

A Família

Kim Yeong-Cheol interpreta o Byun Han-Soo (60), o pai da família e dono da “Lanchonete do Papai”. É gentil e trabalhador, uma excelente pessoa. Está disposto a fazer de tudo por sua família e colegas. Porém, com o desenrolar do drama, Byun Han-Soo descobre que possui um outro filho, o Ahn Jung-Hee, um ator no qual depois de anos resolve procurar por seu pai para incorporar melhor o seu papel no seu novo drama.

Na Young-Sil (58) é a mãe da família. Assim como o pai, faz de tudo para ver sua família feliz e unida, já que mora próximo da sua mãe e da família de seu irmão. Ela se encontra em uma rixa com a nova proprietária do edifício no qual reside, fazendo o que for necessário para continuar na residência. A atriz que interpreta a personagem é a Kim Hae-Sook.

Byun Joon-Young (35), é interpretado pelo ator Min Jin-Woong. É o filho mais velho, e está no seu quinto ano consecutivo estudando para passar no concurso público. Conta todas suas angústias para seu tio, e ele assim como o pai é um ótimo cozinheiro e também faz de tudo para proteger sua família, principalmente suas irmãs e namorada.

Lee Yoo-Ri é a filha mais velha entre as irmãs, a Byun Hye-Young (34). É uma advogada renomada e ex-namorada de Cha Jeong Hwan (38), um produtor de desenvolvimento que trabalha na empresa da KBS e também o responsável de relembrar ao público a má reputação de Ahn Joong Hee no ramo de atuação. Byun Hye-Young e Cha Jeong Hwan se encontram novamente depois de oito anos separados, e a partir disto, se veem em uma situação de relacionamento enrolado.

Byun Mi-Young (31) é a segunda filha da família. Ela se encontra em uma situação delicada na sua vida pessoal, já que está desempregada por uns três anos e a procura de trabalho. Enquanto não consegue um emprego, ela está sempre disposta a ajudar no restaurante de seu pai, de forma a se sentir melhor e útil na família. Já praticou lutas e esportes, e por isso é bem forte. A atriz que interpreta a personagem é a Jung So-Min.

A Byun Ra-Young (27), é vivido pela a atriz Ryu Hwa-Young. É a mais jovem das irmãs e a caçula da família. Vive brigando com Byun Hye-Young, já que gosta das bolsas da irmã e as pega sem permissão. A personagem trabalha em um Centro de Treinamento como professora de Yoga, e é lá que ela conhece o Park Cheol Soo, o novo treinador do Centro.

Lee Joon, ex-integrante do grupo MBLAQ, interpreta o Ahn Jung-Hee (36). Ator, na qual vê sua carreira ameaçada a partir do momento em que a mídia titula a sua atuação como robotizada. Ao se deparar com um trabalho na qual exige muitos sentimentos a serem interpretados,  Ahn Jung-Hee resolve ir em busca de seu pai biológico, de forma a criar uma maior interação com o seu personagem. É neste momento em que Ahn Jung-Hee vai atrás de Kim Yeong-Cheol alegando ser seu filho.

Embora a grande quantidade de episódios, o dorama te encanta desde os primeiros momentos fazendo com que você se apegue a história e aos personagens. Assim, cada episódio passa bem rapidinho e fica com gostinho de quero mais 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here