Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Lovecraft Country | Primeiras Impressões

Depois de seu primeiro trailer, Lovecraft Country (Território Lovecraft, no Brasil) me chamou muito a atenção pelas suas primeiras imagens, até a seleção do elenco e os responsáveis envolvidos na produção. Pelo que o primeiro episódio nos apresentou, de fato eu não estava errado.

Lovecraft Country é uma série produzida por J.J. Abrams em parceria com Jordan Peele, e teve seu primeiro episódio transmitido pela HBO no último domingo, 16 de agosto. A série inspirada no livro de mesmo nome de Matt Ruff, tem 10 episódios programados para sua primeira temporada.

Mais um conto de Lovecraft?

Há quem imagine pelo título que a história irá adaptar mais um conto de H.P. Lovecraft, certo? Se é o seu caso, peço que esqueça desde já esse cenário e mergulhe na história que Lovecraft Country tem a te mostrar. Na série conhecemos Atticus, que após um período no exército na Coréia está de volta a sua cidade natal, devido o sumiço de seu pai. Nessa jornada para encontrar o pai, Atticus ruma pelas estradas dos EUA com seu tio George e Letitia, uma mulher conhecida de infância de Atticus, mas que esconde segredos daqueles ao seu redor.

A narrativa poderia ser pura e simplesmente uma jornada familiar de reencontro, mas há muitos elementos que se somam nisso, sejam eles da sociedade da época ou questões sobrenaturais. É importante citar que a série é ambientada nos anos 50, período que os EUA passa por um movimento de segregação racial fortíssima e que fica ainda mais evidente na série, desde a separação de assentos reservados nos ônibus, até a bizarra necessidade de ter um guia com locais seguros para os negros se hospedarem ou comerem pelas estradas americanas (se você viu Green Book, sabe bem do que estamos falando).

EUA, anos 50

Uma bela história com um elenco de primeira que envolve a luta racial dos anos 50 nos EUA. Até aí ok, e sabemos que Jordan Peele é gênio nesse tipo de trabalho. Mas o que raios Lovecraft tem a ver com isso tudo? Para quem não sabe, o escritor apesar de sua herança de grandes histórias para a cultura pop na atualidade, era extremamente racista em suas obras, tendo inclusive um polêmico conto que narra supostamente a origem da raça negra no mundo. Motivados pelos contos famosos de Lovecraft, existe um território obscuro em que o pai de Atticus supostamente desapareceu: o Território Lovecraft.

Nessa região, não se sabe muito o que tem lá ou quem são as pessoas que ali vivem, motivando o grande mistério da série. No final do primeiro episódio, já somos surpreendidos com uma cena de ação mesclado a terror digna de aplausos, seja pela qualidade do CGI da misteriosa criatura que nos é apresentada, assim como a intensidade da ação ocorrida ali. Se mantiverem essa pegada, é promessa de excelentes cenas daqui para frente.

Tem futuro para Lovecraft Country?

Assim como em Watchmen, a HBO utiliza de uma narrativa instigante para explorar um tema que em pleno século XXI deveria não existir mais, mas infelizmente o racismo ainda está incrustado na corja de nossa sociedade. Que possamos contar com todos os monstros, criaturas e tudo que há de mal no universo Lovecraft para combater esse infortúnio, e não poder motivá-lo cada vez mais.

Enquanto lhes escrevo esse texto, tive a oportunidade apenas de assistir o primeiro episódio da série, e gostei muitíssimo do que vi. Drama, ação e terror na medida certa para ditar o tom da história que promete colocar o dedo na ferida, e nos proporcionar uma correção histórica do que Lovecraft fez de pior em vida.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment