Arquivos

BGSCultura OrientalGames

Hideo Kojima na BGS10

Neste fim de semana aconteceu a Brasil Game Show, a maior feira de games da América Latina. Esse ano a BGS trouxe diversos convidados de peso, mas o nome que chamou a atenção de todos foi o de Hideo Kojima. Criador e produtor de jogos, trabalhou anos na Konami, e depois de brigas com o estúdio, formou o seu próprio estúdio de games chamado Kojima Productions.

O japonês de 54 anos é visto como uma lenda viva, devido a sua proximidade e paixão pelo cinema americano, seus jogos são sempre notados pela narrativa, pela criatividade e inovação.

Na BGS o Kojima recebeu o prêmio Lifetime Achieviment Award, prêmio devido a sua contribuição no mercado de games durante a sua vida. Além disso, teve suas mãos colocadas no Wall of Fame da feira, para ficar eternizado em todas as edições da BGS. Kojima participou também de entrevistas sobre a sua carreira e sobre a sua vida pessoal também.

BGS

Nós trouxemos na integra essa entrevista maravilhosa com o criador da série Metal Gear:

Entrevistador: Kojima, qual era o seu sonho de criança? O que queria ser quando crescer?Kojima: No início, eu queria ser astronauta, ou então diretor de filmes. Outra vontade que eu também tinha era de ser detetive, como nos filmes americanos. Não me arrependo em nada em estar na indústria de games, estou muito contente com meu trabalho como criador de jogos, não posso considerar outra coisa para minha vida. Eu acho que existem no mundo 2 coisas que podem unir o mundo inteiro, a primeira é o futebol, e a outra os videogames. Eu considero meu trabalho especial por unir o mundo inteiro, além da diferença dos países, como nesse exato momento, então eu gostaria de continuar criando jogos.

Entrevistador: Kojima, quando você resolveu trabalhar com jogos?
Kojima: Quando eu estava na faculdade, eu jogava bastante Famicom (NES), eu me fui vendo as grandes possibilidades na criação de jogos, fui me aproximando e resolvi que seria criador.

Entrevistador: Kojima, agora uma pergunta bem curiosa. Qual o seu jogo favorito e por quê?
Kojima: É uma pergunta muito difícil de responder, mas se tiver de citar um seria Super Mario Bros! Se não fosse por esse jogo, eu não estaria aqui hoje.

Entrevistador: Kojima, e qual o maior desafio na criação de jogos?
Kojima: Existem diversos desafios, mas o processo de criação de um jogo em si, já é o desafio. Eu tento sempre me renovar, trazer coisas novas, criar algo que ainda não existe, e isso torna o meu trabalho ainda mais difícil, porém bastante divertido também.

Entrevistador: Kojima, qual conselho você dá para um garoto que queira começar a carreira na produção de games?
Kojima: A única e mais importante coisa que você deve fazer é não parar, não desistir, e acreditar até o fim.

Entrevistador: Kojima, o que você mais gostou do Brasil e da BGS?
Kojima: Eu gostei mais das pessoas daqui. Eu estou muito impressionado com os fãs, com um público tão caloroso e emocionado, mas também muito educado, com um excelente comportamento. Estou realmente impressionado.

Entrevistador: Sabemos que o P.T, que se tornaria o Silent Hills, talvez nunca seja criado. Mas você tem vontade de fazer outro jogo de terror?
Kojima: Sim! Eu pretendo fazer alguma história de terror. Uma história de terror é muito mais assustadora quando o produtor é medroso, e eu sou uma pessoa muito medrosa, então acho que posso fazer uma boa história. Eu não sei se é a melhor expressão para usar aqui, mas eu pretendo fazer uma história tão assustadora que faça as pessoas se borrar de medo.

Entrevistador: Nós sabemos que o forte do Kojima é trabalhar a narrativa. Kojima, o que você acha da relação entre os filmes e jogos? Acha que os jogos já superaram os filmes?Kojima: antigamente o cinema e os jogos eram 2 coisas bem diferentes. Cada uma tinha características próprias, mas com o avanço da tecnologia os 2 elementos estão se aproximando. Então daqui pra frente a tendência é aumentar essa união entre o mundo do cinema e o mundo dos jogos para criar um novo tipo de entretenimento cada vez mais imersivo.

Entrevistador: Kojima, você pensa em produzir/dirigir um filme ou um livro?
Kojima: Eu sempre tive um sonho ser diretor de cinema, então no futuro eu pretendo sim trabalhar dirigindo um filme, porém no momento eu estou bem ocupado correndo pra terminar o meu novo jogo, mas no futuro eu vou pensar bem sobre dirigir um filme.

Entrevistador: Kojima, como que você criou o logo da Kojima Productions?
Kojima: Eu peguei a imagem de um astronauta e misturei com um guerreiro da idade média e um samurai. Eu criei esse logo com intuito de levar as pessoas a um novo universo com a tecnologia que eu crio. O desenho do nosso logotipo representa o Homo Ludus, que significa um ser humano que sabe se divertir. Então o desenho apresenta um crânio com capacete de astronauta, unindo uma coisa antiga ao futuro. Como o avanço da tecnologia. Quero levar as pessoas a um outro universo, como uma evolução do Homo Sapiens ao Homo Ludus. Para evoluir ao Homo Sapiens, nós utilizamos as ferramentas. Para evoluir ao Homo Ludus, a gente vai utilizar a tecnologia digital.

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Carioca, fã do Superman e de quadrinhos em geral, além de jogar mais games do que deveria. Xbox live Gamertag: BrSena14