Resenha | GEEKERELA

0
224
views

Como o próprio título já diz, essa história é uma mistura de coisas geeks com a história clássica da Cinderela. No universo de Geekerela, a princesa é uma garota de dezoito anos que vive com sua madrasta e as irmãs postiças do mal. Elle trabalha em um Food Truck de comida vegana que se chama Abóbora Mágica junto com Hera, uma garota que nunca está disposta a conversar.

“A pessimadrasta ataca novamente.”

Elle é uma nerd/geek apaixonada por um seriado chamado Starfield, a série teve alguns episódios exibidos na tv muito antes de Elle nascer, mas como seus pais amavam a série ela cresceu em meio ao universo das estrelas, com príncipes e princesas intergalácticos.

“Fecho as mãos em forma de pistola e aponto para o teto, erguendo o rosto e encarando as luzes ofuscantes do palco. Então disparo para as estrelas.”

Devido a esta paixão pelo seriado, com uma legião de fãs fieis, Elle começou a escrever em um blog, o Artilharia Rebelde.

O outro personagem que divide o posto de principal com Elle é Darien Freeman, um ator hollywoodiano de um seriado teen, ele tem milhões de fãs loucas que se jogam sobre ele e gritam histericamente quando ele está por perto.

O livro começa bem quando vão anunciar quem fará o Príncipe Camindor no longa que será um remake de Starfiel. Elle está super ansiosa e ao mesmo tempo temerosa. Quando finalmente o começa o programa de tv que fará o anuncio, ela o coração dela quase para quando vê que o queridinho teen Darien Freeman fará o papel de seu idolatrado Camindor.

A fã numero um de Starfield vai logo para a frente do computador e começa a escrever um texto sobre quão horrível será o garoto estrelinha interpretando o papel, afinal ele nem é fã, não sabe nada sobre o melhor seriado já produzido.

Enquanto isso Darien está se correndo por dentro por ser obrigado a fingir que não conhece a série assim tão bem, que esse é apenas mais um papel que irá interpretar. A verdade é que ele é o maior nerd, que curtia ir a convenções e eventos só para estar perto de gente esquisita como ele. Com a fama ele acabou deixando de lado seus hobbies e agora se via ali no limbo, com metade das pessoas odiando seu novo trabalho e a outra metade odiando mais ainda. Ao descobrir que teria que participar da maior convenção que sobre Starfield que conhecia ele entra em pânico e tenta entrar em contato com o organizador do evento através de mensagens por celular.

É ai que Elle e Darien começam a conversar, sem um saber quem é o outro. O celular de Elle pertencia ao seu falecido pai, fundador da ExcelsiCon e é o único número que Darien encontra na internet.

“Nem percebi, mas estou sorrindo. Terráqueos é como as pessoas das estrelas chamam as que preferem viver num planeta. Que ficam no mesmo lugar para sempre, presas ao seu mundinho. É como chamar uma pessoa de trouxa no mundo do Harry Potter.”

Por se tratar de uma história baseada no conto da Cinderela o final é bem previsível, assim como os fatos que encaminham a historia para seu desfecho, como por exemplo a roupa da princesa sendo destruída antes do grande evento, o príncipe dançar com a princesa sem saber quem ela realmente é, a irmã postiça do mal fazendo todo o possível para tomar o lugar da princesa na hora de experimentar o sapatinho perdido no baile e todas as outras coisas que acontecem com a Cinderela. Apesar disso, vale a pena mergulhar nessa história porque os personagens principais são exatamente como você que está aqui no blog, nerds que passam horas maratonando suas séries e filmes preferidos, que vão a convenções onde ser diferente é o passaporte de entrada e que passam horas discutindo sobre jogos e fazem cosplay.

Em determinada parte da história Elle descreve como é entrar na ExcelsiCon e ver Lordes Sith, guerreiros da terra média, bruxos de Hogwarts e super heróis todos ali, interagindo e se divertindo.

“- Ah, e sabe o pai dela? – continuo. – Ele criou esta convenção. E este baile de cosplay. Então se você acha que ele é esquisito, talvez esteja no lugar errado.”

A leitura flui fácil, quando fui ver já estava nas ultimas páginas do livro. Toda a história é contada pelo ponto de vista de Elle e Darien, um capitulo de cada. O livro teve um bom desenvolvimento e a história ficou completa, ao terminar não pude identificar pontas soltas ou algo que mudaria.

Esse YA é uma história fofinha e diferente dos romances que têm sido publicados por ai, foi escrito por uma garota geek que cresceu em meio ao universo das fanfics, ao fim do livro ela até deixa um recadinho para a galera que curte todas essas coisas que nos tornam diferentes.

APONTAR PARA AS ESTRELAS. MIRAR. DISPARAR.

Como o próprio título já diz, essa história é uma mistura de coisas geeks com a história clássica da Cinderela. No universo de Geekerela, a princesa é uma garota de dezoito anos que vive com sua madrasta e as irmãs postiças do mal. Elle trabalha em um Food Truck de comida vegana que se chama Abóbora Mágica junto com Hera, uma garota que nunca está disposta a conversar. "A pessimadrasta ataca novamente." Elle é uma nerd/geek apaixonada por um seriado chamado Starfield, a série teve alguns episódios exibidos na tv muito antes de Elle nascer, mas como seus pais amavam…
GEEKERELA | Autora: Ashley Poston | Editora: Intrinseca | 2017 | 380 páginas

Espadas

Edição
Enredo
Personagens

GEEKERELA | Autora: Ashley Poston | Editora: Intrinseca | 2017 | 380 páginas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here