Crítica | Três Anúncios Para Um Crime

0
146
views

Três Anúncios Para Um Crime é um dos favoritos do Oscar 2018 e faz jus as suas indicações. O filme que conta com ótimas atuações e roteiro, estreia no próximo dia 15 nos cinemas brasileiros. Estivemos na pré-estreia e contamos aqui um pouco desse filme que já recebeu premiações no Globo de Ouro, Festival de Veneza, Sindicato de Atores, SAG Awars, entre outros.

Produzido e dirigido por Martin McDonagh, Três Anúncios é um filme que fala sobre vingança, violência, estupro, assassinato e aceitação da morte, combinando com momentos de sutileza e por que não sarcasmo. O filme se passa na cidade de Ebbing, no estado do Missouri (EUA), uma comunidade fictícia onde o drama está bem presente. Frances McDormand (Fargo e Queime Depois de Ler) indicada por melhor atriz ao Oscar neste filme é Mildred Hayes, uma mulher de meia idade, separada, que trabalha em uma loja de lembranças pouco convidativa e mora com seu filho Robbie (Lucas Hedges). Seu ex-marido Charlie (John Hawkes) lhe deixou por uma mulher de 19 anos que trabalha no zoológico da cidade.

A filha adolescente de Mildred, Angela foi estuprada e assassinada há sete meses e o culpado não foi encontrado, então Mildred aluga três outdoors não utilizados que ficam fora da cidade (mais precisamente na estrada perto de sua casa), exigindo saber por que o chefe da polícia da cidade não conseguiu exatamente nada até hoje. Para Mildred, a força policial de Ebbing está “muito ocupada torturando pessoas negras” para resolver o crime. Os três outdoors são vitrines para sua raiva e tristeza, eles atraem a atenção dos noticiários, deixando irritadas as autoridades da cidade do jeito que planejava. Nos três outdoors as seguintes mensagens:

“ESTUPRADA ENQUANTO MORRIA”

“E AINDA SEM PRISÕES?” 

“COMO PODE, XERIFE WILLOUGHBY?” 

O chefe de polícia Willoughby (Woody Harrelson) não tem muita importância no início, ele tem seus próprios problemas e segredos, seu “parceiro” é o policial incompetente e racista, Dixon (Sam Rockwell). Os três outdoors provocam pessoas além da própria polícia, criando e aumentando crises que só estão indiretamente ligadas à própria tragédia de Mildred. O filme mostra como a população de forma conjunta é bem irracional, ao ponto de Mildred ser hostilizada quando leva seu filho para a escola por exemplo. A comédia (com pitadas de humor negro) e a dor bem presentes no filme são acompanhadas de violência e raiva.

Mais tarde, aprendemos que, apesar do pouco empenho do departamento de polícia, Willoughby vai fazer de tudo para tentar resolver o crime, nossa opinião sobre o personagem começa a mudar, ficando como uma figura importante dentro do filme assim podemos dizer.

A performance de McDormand com certeza vale a indicação do Oscar, o papel dela é de uma mulher forte, de vontade de ver a justiça ser feita, mas vulnerável. Mildred não está apenas em busca de vingança, ela está tentando dar sentido a um evento tão horrível que desafia qualquer racionalização fácil. Pode ver isso quando Mildred ridiculariza seu ex-marido ou amaldiçoando a repórter de notícias que está sempre disponível para informar sobre qualquer novo escândalo ou desgraça da cidade.

Podemos perceber que ao longo do filme, os personagens de alguma forma podem aprender que o perdão e a reconciliação podem ser valiosos, tudo isso em meio a momentos tensos e engraçados, ou seja, o filme diverte e nos choca ao mesmo tempo. Se for pensar melhor, o filme não é necessariamente sobre suspense ou soluções, as coisas são confusas neste mundo, mesmo que o filme te apresenta isso de forma bem simples. Vale elogios para roteiro, direção, direção de arte, o filme oferece cenas fantásticas, mas não te prepara para a cena final, um momento que você ficará pensando por um bom tempo depois da sessão (pelo menos eu fiquei).

Apesar do filme não ser baseado em uma história verdadeira, retrata sim a realidade. Ele mostra que existe injustiça contra jovens mulheres assassinadas e vítimas de racismo, infelizmente acontecendo diariamente pelo mundo, aqui estes assuntos são bem retratados. É um filme que te obriga continuamente você a se interrogar suas próprias reações a ele, alguns momentos você vai se pegar rindo e em poucos segundos já será silenciado pela próxima cena.

Não poderia deixar de falar que o filme conta com uma pequena participação de Peter Dinklage como James, ele é o anão da cidade que é apaixonado pela Mildred (inclusive rende uma ótima cena). Três Anúncios Para Um Crime é uma ótima pedida para ver os filmes concorrentes de melhor filme do Oscar.

Três Anúncios Para Um Crime é um dos favoritos do Oscar 2018 e faz jus as suas indicações. O filme que conta com ótimas atuações e roteiro, estreia no próximo dia 15 nos cinemas brasileiros. Estivemos na pré-estreia e contamos aqui um pouco desse filme que já recebeu premiações no Globo de Ouro, Festival de Veneza, Sindicato de Atores, SAG Awars, entre outros. Produzido e dirigido por Martin McDonagh, Três Anúncios é um filme que fala sobre vingança, violência, estupro, assassinato e aceitação da morte, combinando com momentos de sutileza e por que não sarcasmo. O filme se passa na…
Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente a própria Mildred e o Delegado Willoughby, responsável pela investigação.

Três Anúncios Para Um Crime

Roteiro
Fotografia
Edição
Trilha Sonora
Figurino
Direção
Direção de Arte

ESPADAS

Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente a própria Mildred e o Delegado Willoughby, responsável pela investigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here