Dinastia Entrevista | Ana Flavia Ferreira (Cosplay)

2
528
views

O cosplay com certeza é um dos pontos mais importantes na CCXP, este ano não foi diferente. A galera representa os mais diversos personagens de séries, filmes, desenhos e quadrinhos, sempre com paixão, fazendo da CCXP o melhor lugar para ir.

Estivemos na CCXP 2017 e realizamos entrevistas com pessoas que se dedicam e levam sério o cosplay e por este motivo trazem alegria através dos personagens representados. Nesta primeira entrevista, temos uma super convidada, a Ana Flávia Ferreira. Ana é esteticista, mas nas horas vagas é a Supergirl.

Supergirl

Posso falar que a Ana ficou muito conhecida na CCXP de 2016 pela Supergirl, pelo seu cosplay ficar muito parecido com a Melissa Benoist, a atriz que interpreta a garota de aço na série da CW. Este ano na CCXP além de Supergirl, ela estava de Lagertha, da série Vikings. Apresentações devidamente realizadas, vamos conhecer um pouco mais sobre a Ana e sua relação com o universo do cosplay.

Ana, para começar, como o cosplay entrou na sua vida?
Ana: Sempre gostei desse mundo da Cultura Geek e comecei a ir em eventos, assim tive contato com alguns cosplayers que se tornaram meus amigos e me incentivaram a começar. Faço a apenas um ano, comecei na CCXP 2016.

Qual foi o motivo que fez você se interessar a começar a fazer cosplay, como surgiu a ideia?
Ana: Meus amigos sempre falavam que eu era parecida com a personagem, nem tanto na parte física, mas na minha personalidade, aí decidi fazer e não paro mais (hahaha).

Quando você começou a fazer cosplay, o que sua família e amigos acharam disso? Eles apoiam?
Ana: Minha família adora! Eles me apoiam em tudo, sempre vão comigo nos eventos e amam ver como isso me faz bem.

Qual a maior dificuldade que você encontra para a confecção dos cosplays?
Ana: Como moro no interior é muito difícil encontrar pessoas para me ajudar na confecção e até mesmo encontrar os materiais. Quase sempre preciso ir até São Paulo (hahaha).

Qual seu cosplay favorito? Já fez o cosplay do seu personagem favorito?
Ana: Das personagens que faço, meu preferido é a Supergirl! Porque adoro ela e a roupa é a mais confortável. Mas ainda não fiz do meu personagem preferido porque é o Capitão América, então preciso inventar uma versão feminina hahaha.

Segue ou admira o trabalho de outros cosplayers?
Ana: Sim! Acabei criando muitas amizades e por isso acompanho o trabalho de muitos!

Qual foi o seu primeiro cosplay? Como foi a sensação de ir ao evento usando ele?
Ana: Meu primeiro cosplay foi uma versão feminina do soldado invernal, no começo fiquei meio tímida, mas foi muito legal interagir com as pessoas e conhecer outros cosplayers.

Qual é o Cosplay que você fez e mais se identificou?
Ana: O cosplay que mais me identifico é o da Supergirl mesmo (hahaha). Porque ele me trouxe muitas coisas boas e como disse antes, minha personalidade é bem parecida com a dela.

SupergirlO que você acha mais divertido em fazer cosplay?
Ana: A parte mais divertida do cosplay é a hora que você se vê pronto como personagem, com acessórios e tudo mais, e também as fotos com os amigos.

O que o cosplay trouxe de bom para a sua vida pessoal?
Ana: O cosplay me trouxe muitas coisas boas, além de amigos que espero levar para vida toda, me ajudou a encontrar um lugar que me identifico. Me trouxe oportunidades que eu jamais teria, me aproximou mais da minha irmã e me fez ver o quanto minha família é incrível porque estão sempre comigo.

Você se preocupa com os preços na hora de montar, ou para ficar o mais parecido vale gastar o que for necessário?
Ana: Eu sou bastante exigente (hahaha), então sempre quero que fique o mais parecido possível, mesmo que seja caro, porém não faço nenhuma loucura. Só gasto quando posso, por isso as vezes demoro para terminar o cosplay, espero ter o dinheiro para ficar direitinho como eu quero.

Há algo no meio cosplay que te irrita ou te chateia?
Ana: Sim, vejo que sempre tem alguma intriga entre cosplayers, principalmente quando são do mesmo personagem (hahaha).  Um querendo ser melhor que o outro, quando na verdade isso deveria ajudar a fazer mais amizades.

Ana, nos conte uma (ou mais) situação inusitada, divertida ou marcante que você já passou Lagerthacomo cosplayer?
Ana: Sempre é muito engraçado quando estou de Supergirl e alguém me chama de Mulher Maravilha, tem gente que não gosta, mas levo numa boa (hahaha). Também é muito legal ver a reação das pessoas quando me encontram, principalmente crianças.

Já passou por alguma discriminação ou preconceito por ser cosplayer?
Ana: Já sim, inclusive com pessoas próximas a mim que acham uma bobagem e não sabem o quanto isso faz bem para mim e como ajudo outras pessoas através do cosplay. Quando o evento é aberto, sempre tem também alguém que passa e julga sem conhecer.

Para você cosplay seria um hobby, uma arte, um passatempo, algo que leva muito a sério ou de tudo e um pouco?
Ana: Acredito que um pouco de tudo, porque no meu caso já fiz alguns trabalhos como cosplayer, mas tenho outra profissão. Então acabo usando mais para me divertir, mas muitos amigos meus trabalham apenas como cosplayer e acredito que é uma profissão que merece ser respeitada como todas as outras.

Ana, diga um personagem que você tem vontade de fazer.
Ana: Quero muito fazer Capitã Marvel, espero que no ano que vem de tudo certo para isso.

Qual personagem mais marcou a sua vida? Por qual motivo?
Ana: Com certeza a Supergirl, porque foi através dela que tive oportunidade que nunca imaginei, como por exemplo voar de verdade num túnel de vento para gravar um vídeo para Warner Channel.

LagerthaTem algum projeto futuro que possa nos contar no momento?
Ana: Posso contar sobre a Capitã Marvel, tem um outro cosplay que já comecei, mas é surpresa (hahaha), só conto que é uma princesa.

Para encerrar, o que você pode dizer ou algum conselho para quem está planejando começar com cosplay?
Ana: Acho que o mais importante é se sentir bem e se divertir, sem ligar para opinião de outras pessoas, porque muita gente julga sem conhecer. É difícil no começo não desistir, mas garanto que vale a pena (hahaha).

Ana, em nome do Dinastia Geek, nosso muito obrigado por nos conceder esta entrevista sensacional! Sabemos o quanto é difícil parar um tempinho nessa correria de quatro dias de CCXP, mas sua receptividade, educação, atenciosidade e simpatia com certeza fazem toda diferença. O seu trabalho faz com que mais pessoas sejam cativadas por este universo do cosplay, assim como inspira mais pessoas em criar seu próprio cosplay. Sucesso!

2 COMENTÁRIOS

  1. Poxa que entrevista bacana… Muito bom ver alguém feliz fazendo o que gosta…. Tenho certeza que muito geek tímido vai se inspirar na história dessa moça….

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here