Arquivos

Filmes

De Volta aos Anos 80 | Filmes de Terror

Esse fim de semana estava na loja da Iron Studios, em São Paulo, no aquecimento para o filme Pantera Negra. Em determinado momento, um cosplayer comentou sobre haver poucos filmes de terror hoje em dia. Acho que a questão não é bem haver poucos, mas pelo número deles de boa qualidade ser pequeno em relação ao passado. Se olharmos a quantidade de filmes dos anos 80, nesta categoria, que entrou para a história do cinema, então, a diferença é gritante.

Em homenagem a esses filmes, o De Volta aos Anos 80, dessa semana, vai resgatar todos os arrepios e noites sem dormir da década. Tenho que dizer que, de todas as listas que fiz até hoje (adoro listas!), essa foi a mais difícil até hoje. De Crystal Lake à Antártica, vamos ao banho de sangue da noite!

  1. Sexta Feira 13 (Friday the 13th – 1980)

Direção: Sean S. Cunningham
Elenco: Betsy Palmer, Adrienne King, Kevin Bacon

Tinha que começar com Jason Vorhees! Aquele ser assustador que tirou tantas noites minhas de sono e qualquer vontade de acampar a beira de um lago, já foi uma criança que foi morta em Crystal Lake. Esse filme pode não ser o mais assustador deles, mas é o marco inicial de umas das séries mais assustadoras da história do cinema. E daquela musiquinha apavorante que faz você paralisar de medo.

Houve uma morte no lago, os vizinhos avisam sobre presságios, mas ainda assim resolvem fazer um acampamento para jovens no lugar. Nós assistimos Jason suficiente para saber que isso não vai dar certo, não é? Ainda mais que a Sra Vorhees, mãe de Jason, vive por lá…

  1. O Iluminado (The Shinning – 1980)

Direção: Stanley Kubrick
Elenco: Jack Nicholson, Shelley Duvall

Muito trabalho e pouca diversão fazem de Jack um cara bobão e de Marcelle uma criança com medo de hotéis. Esse clássico do mestre Stephen King é um dos que o filme consegue fazer jus ao livro. Se Joey Tribbiani, em Friends, colocou o livro na geladeira, eu faria o mesmo com o filme.

Ele é tão sensacional, que muitas de suas cenas e frases tornaram-se referências na cultura pop. Quem não lembra das gêmeas no corredor do hotel? Ou de Jack colocando o rosto na porta que ele havia quebrado, imitando o apresentador Ed McMahon (Improvisação de Jack Nicholson, diga-se de passagem)? Ou já assustaram alguém com uma vozinha fina falando REDRUM? São tantas referências e cenas memoráveis que transformaram este filme em um clássico imperdível.

Jack é um escritor que é convidado para trabalhar como zelador de um hotel fechado e ermo. Ele vai para lá com o filho e a mulher, mas o isolamento faz com que ele tenha vários problemas mentais, assim como seu filho começa a ter visões de coisas que aconteceram naquele lugar, no passado. É assustador! Vão ver!

  1. A Morte do Demônio (Evil Dead – 1981)

Direção: Sam Raimi
Elenco: Bruce Campbell, Ted Raimi

A Trilogia Uma Noite Alucinante começou com esse filme. Uma mistura de terror com humor negro, elevou Bruce Campbell à categoria de Rei do terror Trash. Esse é o que tem menos humor e o mais assustador dos três (Por isso que venho evitando assistir a refilmagem dele de 2013, viu, gente?). Feito com baixo orçamento e, ainda assim, se tornou um clássico dos anos 80.

Ash e uns amigos vão para uma cabana isolada. Lá, encontram um livro que, lido em voz alta, desperta uma corrente de demônios. Sim. Eu tenho medo desse filme.

  1. Poltergeist (1982)

Direção: Tobe Hooper
Elenco: Craig T Nelson, JoBeth Willians, Heather O’Rourke

Se você era criança nos anos 80 vai concordar comigo que não há filme que te provocasse mais medo. Por Deus, alguém da minha idade é puxada para dentro de uma TV!! Nada é mais aterrorizante do que isso.

Esse clássico dos anos 80 é cercado de um monte de histórias dos bastidores que só o deixaram mais assustador. Tão famoso quanto o filme foi o que foi chamado de A Maldição de Poltergeist. Muitas mortes e acidentes durante e depois do filme e de suas sequências, fizeram com que esse filme fosse considerado amaldiçoado, mais do que se tivesse sido gravado em cima de um cemitério indígena.

Muitos acontecimentos estranhos cercam uma família. Primeiro os espíritos pareciam amigáveis, mas com o tempo se tornam agressivos até que levam a filha caçula da família. Sim, sugada pela TV.

  1. O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982)

Direção: John Carpenter
Elenco: Kurt Russell, Keith Davis

Esse é um daqueles filmes que pergunto o que as pessoas estavam pensando ao fazerem a versão brasileira do nome? Existiu um filme “A Coisa”, mas ele foi feito após este, em 1985. Bem, vai continuar uma pergunta sem respostas, assim como se Tostines vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais.

Alguém atira em um cachorro, na remota Antártica. Quando um grupo de cientistas, que habitavam uma base no local, leva o animal para dentro, na tentativa de salvá-lo, ele os ataca. Então descobrem que ele pode assumir a forma das vítimas que mata.

  1. A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street – 1984) 

Direção: Wes Craven
Elenco: Robert Englund, Johnny Depp

1, 2, Freddy is coming for you… Desculpem, mas não tem como não amar Freddy Kugger. Não, não sou estranha. Ou talvez seja. Mas estamos falando de filmes de terror e Freddy é o mais divertido de todos os nossos assassinos sanguinolentos da lista. E tem as mortes mais criativas. Não é à toa que se tornou um clássico!

Se você não é desse mundo e não conhece Freddy, saiba que o modus operandis dele é atacar aquela coisa que mais amamos na vida: O nosso sono. Ele foi queimado vivo e depois disso resolveu assombrar os adolescentes da Elm Street, entrando em seus sonhos e os transformando em pesadelos. Mas nós te amamos, Freddy. Obrigada por matar o Johnny Depp. Quer dizer, deixa pra lá… E Robert Englund é o melhor Freddy! #voltarobert

  1. A Volta dos mortos vivos (The Return of the Living Dead – 1985)

Direção: Dan O’Bannon
Elenco: James Karen, Thom Matthews

Parem as máquinas e mandem mais guardas! Antes mesmo de Rick e companhia ficarem lutando contra zumbis, eles eram muito mais legais neste filme. Eles até falavam e diziam o que eles queriam: Miolos. O melhor filme de terror trash dos anos 80, na minha opinião, é uma continuação muito melhor da Noite dos mortos Vivos de George Romero.

Frank mostra a seu novo empregado um experimento secreto militar e acaba liberando o gás que reanima corpos e lá voltam os zumbis para se alimentarem de miolos novamente. Adoro esse filme!

  1. A Mosca (The Fly – 1986)

Direção: David Cronenberg
Elenco: Jeff Goldblum, Geena Davis

Antes de se meter com dinossauros e lutar contra alienígenas, Jeff Goldblum era um cientista que teve a “brilhante” idéia de testar sua máquina de tele-transporte em si mesmo. O que ele não imaginava era que uma mosca entraria na máquina ao mesmo tempo e seu DNA se fundiria com o dele. Obviamente que ele não ia continuar o mesmo.

  1. Brinquedo Assassino (Child’s Play – 1988)

Direção: Tom Holland
Elenco: Brad Dourif, Alex Vincent, Chris Sarandon

Esse é para todos aqueles que tinham medo do Fofão, da boneca da Xuxa, que achavam que escutavam coisas ao ouvir Ilariê ao contrário. Chuck é um brinquedo para ser temido, certo? Mas o problema é que toda criança dos anos 80 queria ter um. Desde que ele não acordasse durante a noite.

Um assassino em série é morto pela polícia em um tiroteio. Antes disso, ele faz um ritual vodu que transfere sua alma para o boneco, que é comprado por uma mulher.

  1. Cemitério Maldito (Pet Semitery – 1989)

Direção: Mary Lambert
Elenco: Dale Midkiff, Denise Crosby

Mais uma obra prima do mestre Stephen King levada para o cinema. Baseado no livro de mesmo nome, conta a história de um médico que se muda com a família para trabalhar em uma universidade. Tudo seria perfeito se não fosse a estrada na frente da casa e o cemitério de animais na proximidade. Quando o gato da família morre, ele é enterrado lá e ressuscita. Mas trazer alguém a vida nem sempre é uma coisa boa… Filme tenso e excelente!

Depois de todos eles acho que ninguém vai dormir, né? Faltou algum na lista? Me contem nos comentários! E semana que vem tem mais anos 80!

Deixe uma Resposta

Marcelle Suazquita
Dcnauta que adora a Marvel. Aluna imaginária da Corvinal que sonha em ser uma Elfa e casar com Clark Kent. Responsável - e irresponsável - por dar pitacos em séries, filmes e literatura. Bernard Cornwell é meu lorde e senhor.