Arquivos

Filmes

Crítica | PéPequeno

Em PéPequeno, animação da Warner, há uma inversão da história do pé grande. Ao invés de acompanharmos o humano que encontrou o ieti, acompanhamos a historia de Migo, um membro da sociedade ieti que num certo dia encontra o pé pequeno, que é um ser humano.

Toda a mitologia por trás do desenho é muito legal. Eles tem leis, regras, que estão escritas em pedrinhas que ficam acopladas em um manto de pedras. O líder da sociedade, é quem fica responsável por usar esse manto. E todas as regras que existem estão escritas nessas pedras e não podem ser duvidadas ou até mesmo debatidas.

Eles vivem em uma cidade muito primitiva e que não há senso crítico algum por parte da sociedade. Como por exemplo, eles acham que devem tocar um gongo para acordar o caramujo que brilha, que na verdade é o Sol. Umas das regras inclusive, é que não existe o pé pequeno, e quando o Migo se depara com um, ele se depara com uma regra que não está certa. Então a partir disso, vai criando uma bola de neve nessa historia toda.

Quando me referi ao filme como queridinho, no diminutivo mesmo, no começo do texto, quero dizer que o filme está longe de ser a melhor animação do ano, mas ele traz lições super válidas e preciosas.

Uma delas é não acredite em tudo o que te falam, não aceitar as coisas que te dizem, ser mais questionador. Isso faz total jus a época em que estamos vivendo. Em um mundo onde a notícia corre muito fácil e super rápido, pecamos em achar que tudo que está na internet é verdade. Outra lição, é enfrentar os problemas quando eles surgem. Escondê-los ou amenizar a situação, pode fazer com que tudo fique pior. E por último (nossa, quanta lição!) em relação a ofender pessoas que pensam diferente de você, fazer bullying com quem pensa além.

São tantas lições que isso acaba sendo o ponto mais falho do filme. Não conseguem focar em uma única mensagem, e isso acaba ficando confuso. A  qualidade de animação carece de roteiro, de foco. Simplesmente porque o roteiro é muito abrangente. Apesar dessa falha, o filme consegue te tirar risos com as piadas bem sacadas e leves, trazendo a parte mais divertida do filme. Outro ponto muito legal, é que o filme é musical.

É uma animação que eu recomendaria apenas para quem tem filhos ou deseja assistir com uma criança. Mas pra quem é adulto, acaba sendo apenas mais um filminho de animação.

Em PéPequeno, animação da Warner, há uma inversão da história do pé grande. Ao invés de acompanharmos o humano que encontrou o ieti, acompanhamos a historia de Migo, um membro da sociedade ieti que num certo dia encontra o pé pequeno, que é um ser humano. Toda a mitologia por trás do desenho é muito legal. Eles tem leis, regras, que estão escritas em pedrinhas que ficam acopladas em um manto de pedras. O líder da sociedade, é quem fica responsável por usar esse manto. E todas as regras que existem estão escritas nessas pedras e não podem ser duvidadas…
Um yeti, criatura conhecida como o "Abominável Homem das Neves", está indo na contramão do que todos os seus semelhantes acreditam: ele tem a certeza que os seres humanos, para eles até então um mito, realmente existem, mesmo que todos da sua espécie neguem. Mas ele não desisti tão facilmente de provar sua tese.

Crítica | PéPequeno

Animação
Roteiro
Trilha Sonora
Dublagem

Um yeti, criatura conhecida como o "Abominável Homem das Neves", está indo na contramão do que todos os seus semelhantes acreditam: ele tem a certeza que os seres humanos, para eles até então um mito, realmente existem, mesmo que todos da sua espécie neguem. Mas ele não desisti tão facilmente de provar sua tese.

Deixe uma Resposta

Ynhaam Mazloum
Ynha e Shinoda. 23 anos, fisioterapeuta dermatofuncional. Tenho. mania. de. pontuação. E, de, vírgula, também! Apaixonada pela cultura asiática, música ao vivo e uma boa batatinha.