Arquivos

Filmes

Crítica | De Repente uma Família

Nessa terça, dia 13, pude assistir em primeira mão o novo lançamento da Paramount, graças a galera do Espaço Z (Obrigado!). Baseado em fatos reais, De Repente uma Família é um filme estrelado por Mark Wahlberg e Rose Byrne, e dirigido por Sean Anders. O longa conta a história de um casal de arquitetos que vive de comprar, reformar e revender casas, um dia eles decidem adotar uma criança, porém acabam adotando 3.

O enredo foca em como esse casal que tinha uma vida comum e rotineira precisa se adaptar ao adotar 3 crianças de idades diferentes, e que vem de uma família problemática antes do lar de adoção. A mais velha é Lizzy, uma adolescente séria e cheia de atitude, que teve que cuidar dos seus irmãos mais novos desde que a mãe foi presa. O do meio é Juan, um menino sensível e altamente desastrado que acaba sempre se machucando em algum lugar. A mais nova é Lita, uma garotinha de gênio forte e que adora comer batatinhas. Curiosamente o filme conta experiências do próprio diretor Sean Anders sobre adotar 3 crianças e ter que lidar com as mudanças.

O filme mostra por meio de um grupo de ajuda de adoção o ponto de vista de outras famílias que também adotaram crianças e vivem em diversas circunstancias. Esse panorama geral serve para colocar os pés no chão na adaptação, que usa bastante do humor para criar situações de proximidade entre o expectador, e consegue passear bem entre os momentos mais dramáticos da família e seus problemas de convivência do dia a dia. O texto do filme é bem escrito, e as piadas nunca são jogadas fora de lugar. Várias vezes eu consegui identificar membros da minha família ou conhecidos que agem como os personagens do filme, e mesmo em momentos mais hilários, o filme nunca tenta apelar pelo excesso e sim satirizar situações que acontecem todos os dias. 

As atuações são boas, principalmente a das crianças. Lizzy sempre rouba a cena em seus momentos de raiva, mas seus momentos dramáticos convencem e conseguem arrancar lagrimas do público. A química do casal formado por Mark e Rose é ótima, e acabamos comprando a ideia de que aquela família precisa dar certo. O filme aborda bem a burocracia e todo o processo de adoção, e acaba desmitificando para muita gente como funciona uma família com crianças adotadas. 

De Repente uma Família é aquele filme quentinho para assistir com a família, que garante boas risadas, e até algumas lagrimas para as pessoas mais sensíveis. O filme estréia dia 29 de Novembro nos cinemas, e é uma opção de fim de ano, enquanto esperamos os grandes Blockbusters como,  Aquaman, e Bumblebee.

Avaliação

Roteiro8
Direção8
Atuação8.5
Direção de arte/Fotografia7
Trilha Sonora7
7.7

Resumo

De repente uma família é aquele filme quentinho para assistir com a família, que garante boas risadas, e até algumas lagrimas para as pessoas mais sensíveis. O filme estréia dia 29 de Novembro nos cinemas.

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Campeão dos 100M rasos em séries da Netflix. Fã de quadrinhos, principalmente do Superman. Carioca, curte uma cerveja gelada no fim de semana, enquanto prepara seu plano de dominação mundial.