Crítica | Chaplin, o Musical

0
128
views

“Não importa sua idade, você com certeza já ouviu falar
do marcante Charles Chaplin.”

Charles Chaplin, o vagabundo, Carlitos (para nós brasileiros). Você não se lembra daquele personagem clássico de bengala, com o seu incrível jeito único de andar e com seu charmoso bigodinho? Rei da comédia pastelão e grande mímico. Produtor, escritor, ator, comediante e influenciador. Afinal, se depois de tudo isso você não sabe quem é, recomendo muitíssimo que veja Chaplin, o Musical.

Sua primeira apresentação ocorreu em 2015, com uma curta temporada. Desta vez, está em cartaz desde 17 de maio e ficará até 22 de julho. Também por pouco tempo, mas dando uma segunda chance para aqueles que não aproveitaram no primeiro ano. As apresentações estão acontecendo no Theatro Net, localizado no shopping Vila Olímpia em São Paulo. E diga-se de passagem, que teatro lindo! Nunca tinha ido em uma peça lá, e de primeira, tive uma experiência muito positiva! Além do bom atendimento, é um teatro menor, mas com bom posicionamento de poltronas. Independente do assento que você escolher, terá uma ótima visão do espetáculo.

A história é bem retratada, explicada e dirigida. Contar a história do ícone dos 13 aos 82 anos sem ficar algo maçante, não é um trabalho fácil. Com grande parte do elenco reciclado, sendo a maioria o mesmo da peça exibida três anos atrás, é que conseguimos apreciar a peça. Muitos aperfeiçoaram seu papel, querendo e sendo melhor do que na última vez. Muitos nomes conhecidos no ramo, como Paulo Goulart Filho, Myra Ruiz, Juan Alba… E claro, Jarbas Homem de Mello, merece um destaque especial.

Na peça, representou nada mais que O Vagabundo, e em todas as suas idades. Menos criança, que foi representado por outro ator mirim. Mas o fato é que, representar a mesma pessoa em idades diferentes, é necessário muita excelência da atuação. A mudança de voz e postura que o ator encarna para encarar as várias fases da vida de Chaplin, desde seus pensamentos e amadurecimento ao decorrer. Muitas pessoas ainda se questionavam se realmente era o mesmo ator. Se isso deixava dúvidas ao público, é claro que foi representado da melhor maneira. E a certeza que tenho, depois dessa belíssima atuação, é a impossibilidade de imaginar outro ator para o papel. Esse teve muito amor.

E claro, não deixar de destacar a parte musical e vocal, que foram executados da maneira mais espetacular.

Para aqueles que gostam de musicais que contam lindas histórias, esse é mais que indicado! A história foi bem contada, e detalhada o máximo possível. Você sentir vontade de aprofundar nessa história (em pesquisas, livros e vídeos) será a coisa mais normal. Pois é o que a peça te proporciona, a curiosidade de entender (e assistir!) os trabalhos desse grande artista.

Local: Theatro Net, São Paulo.
Quinta, Sexta e Sábado às 21h00, Sábado às 17h00, Domingo às 18h0.
Valores: R$ 40,00 a R$ 200,00.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here