Correspondentes Dinastia | Cabo Verde

0
293
views

Você já imaginou como é o mundo geek fora do Brasil? Aposto que a primeira visão que te veio a cabeça foram os grandes estúdios cinematográficos de Hollywood, os parques da Disney ou os milhares de action figures asiáticos, certo?

Mas, você já parou para pensar como é esse maravilhoso universo na África? Pensando nisso, damos início aqui a uma nova sessão do Dinastia Geek: o Correspondentes Dinastia. Nela, traremos como é a vida, os gostos e o acesso a cultura pop nos países em que essa tribo não é muito destacada.

Para começar, vamos falar um pouco sobre um país que também fala português, mas que é muito restrito no acesso a conteúdo e ao lazer geek: Cabo Verde.

Para trazermos esse conteúdo, contamos com a nobre ajuda do pessoal do Popcorn, comunidade cabo-verdiana do Facebook voltada a discussões sobre todo tipo de assunto da cultura pop. O grupo se reúne periodicamente em um local propício para trocar ideias, compartilhar novidades e é claro, jogar!

Em um desses eventos, Eloi Semedo, um dos membros do grupo, gentilmente cedeu espaço para o Dinastia realizar algumas perguntas sobre como é ser nerd em Cabo Verde.

Como começou o Popcorn?
O Popcorn começou a partir de uma reunião de amigos em um bar, trocando idéias, e discutindo assuntos em comum. A partir desses assuntos que identificamos ter em comum, resolvemos criar uma comunidade no Facebook. Com o passar do tempo, fomos expandindo os temas abordados. Começamos com filmes, depois games, comics, e hoje já temos o Universo Popcorn, que é uma junção de grupos de diversas áreas diferentes.

Há quanto tempo existe o Popcorn?
Foi criado em 2011/2012, atualmente já tem 6 anos. Passamos por momentos de altos e baixos, já tivemos membros golpistas (risos), mas isso é normal de qualquer comunidade. Criamos aqui uma família, um grupo de amigos.

Quais as pretensões do grupo a médio e a longo prazo?
Estamos pensando em sair do Facebook, criar nossos próprios conteúdos como podcasts e algo mais. Já começamos a adotar o conceito de meeting, que é o encontro com os nossos membros para discutir ideias. A ideia é sair do Facebook, mas mantê-lo como trampolim, o nosso público alvo está lá, já que ali tudo começou. A ideia é além dele, partir para um website ou blog, não sei bem. Mas a ideia é criar um lugar para podermos agregar nosso conteúdo de uma forma diferente, já que os grupos do Facebook nos limitam.

Como é o mundo nerd/Geek em Cabo Verde?
Aqui é cada um por si. Não existe uma comunidade ou uma fonte de informação única. Tanto a nível de games ou séries, é um conceito que aqui ainda não deu um boom. É praticamente inexistente lojas de comics, bares temáticos ou convenções. Mas, acredito que comunidades como a nossa, tem a responsabilidade de fazer acontecer. Se queremos um espaço aonde queremos encontrar cultura pop, temos de mostrar esse interesse. Uma vez que não temos dinheiro para investir, alguém que tem pode ver que tem uma comunidade interessada em algo do gênero, seria um bom começo. Antigamente, no início dos anos 90 antes da internet, começou a chegar em Cabo Verde o universo mais voltado a games. Desde Super Nintendo, SEGA, Playstation… Então começou a ter pequenos grupos, de pessoas com mais condições, e ali é que começou. Por exemplo, aqui temos uma comunidade quase inexistente de Trading Card Games. É praticamente inexistente, mas há. Então, é algo que não compensa ter investimento de alguém para esse segmento. Chegamos a ter um contato de uma pessoa de Portugal, ligado ao meio de Magic The Gathering, se interessando em saber como colocar o seu negócio aqui. Mas a comunidade é tão pequena, que aquilo não avançou. Assim, podemos dizer que temos mais pessoas que são curiosas e gostam da cultura, mas não chega a ser aquele sentido de comunidade. A partir da geração da internet, já foi possível conhecer o que é a cultura geek lá fora, trazendo mais alternativas para nós.

O Dinastia agradece muito por essa possibilidade de intercâmbio de informações. A partir disso, qual a perspectiva de futuro para esta relação Brasil – Cabo Verde?
Primeiro, gostaria de agradecer a oportunidade, já que fomos pegos um pouco de surpresa. Não contávamos com algo desse tipo, e dá para ver que o Dinastia já tem uma certa organização. Em termos de parceria e afins, nós é que temos mais a aprender. Para nós, será um aprendizado com vocês. Com certeza, podemos tirar muito do positivo do que o Dinastia tem, já que o nosso objetivo é seguir o mesmo caminho. Então, é avaliar os conteúdos publicados, mesmo que o mercado seja diferente. No Brasil, as pessoas já consomem o conteúdo Geek há muitos anos. Mas mesmo assim, sei que há pontos positivos que podemos encaixar por aqui. Talvez no futuro, podemos fazer uma troca de conteúdos, desde podcasts, já que não tem a barreira linguística, e a partir disso, irmos produzindo cada vez mais.

Conhecer um pouco da cultura geek em Cabo Verde a partir dos membros do Popcorn, foi motivo de muito orgulho para equipe do Dinastia.

Este nosso primeiro bate-papo é um começo para um projeto de interação entre as nossas culturas de língua portuguesa, unidas por uma mesma paixão. Mais uma vez, agradecemos o time do Popcorn pelo espaço, e seguimos com grandes projetos para o futuro dessa parceria com nossos correspondentes africanos!

Gentilmente, a equipe do Popcorn gravou alguns vídeos, mostrando uma de suas reuniões para troca de experiências geeks. Unidos pela paixão gamer! Obrigado Cabo Verde!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here