Check-in: Como fazer um roteiro de viagem

1
313
views

Essa é, para mim, a parte mais legal do planejamento de uma viagem. O roteiro é o momento onde você começa a se familiarizar com o destino tão esperando, e já pode ir sonhando com cada aventura que você irá viver!

Fazer o roteiro envolve principalmente pesquisar sobre o destino… Pesquise e pesquise muito!

Use as Redes sociais, google, blogs (oi!), revistas, guia de viagens, pessoas que já viajaram para seu destino pretendido (oi de novo!) … Tudo isso vai te ajudar a montar esse roteiro!

Não pense que fazendo um roteiro bem detalhado irá fazer com que sua viagem fique amarrada ou sem graça, pelo contrário, ele irá te ajudar a ter uma base em quanto você irá gastar e assim evitará surpresas (como no fim da viagem você misteriosamente ficar sem dinheiro rs), te ajudará a gerenciar quantos dias precisa de férias e claro, ainda evitar cair em ciladas (como por exemplo chegar sem saber em um museu que aquele dia específico está fechado), ou alguma atração que encerra mais cedo, ou que tenha um desconto às segundas-feiras, coisas desse tipo que são melhores de saber previamente… Vai por mim!

Vamos começar?!

– Principais pontos turísticos e atrações:

Como resultado de suas pesquisas, faça uma lista de pontos turísticos famosos (e não famosos, que você conseguiu saber da existência pesquisando mais a fundo) e deixe todos em pendência. Não se esqueça dos passeios diferenciados, restaurantes imperdíveis, lojas e o que mais for de seu interesse!

Agora, pesquisando especificamente sobre cada ponto, é hora de descartar os que não te interessam tanto e/ou os que não terá tempo de conhecer. Não se esqueça de focar os que você faz questão de conhecer e não se desespere em deixar algo de lado… tente não transformar sua viagem em uma maratona exaustiva querendo conhecer o mundo em 1 semana, a não ser que este seja o propósito rs!

– Organizando e quantificando seus dias:

Com base nas atrações que escolheu previamente, é hora de organizar como serão seus dias na cidade. Estabeleça uma média do tempo que precisará separar para cada ponto de acordo com o que você pesquisou (se gosta de museu, separe muitas horas para eles, por exemplo) e agora é só tentar encaixar, como um quebra-cabeça, os dias e os locais!

Separe por períodos – manhã, tarde e noite. Essa parte é super trabalhosa, mas deixa a viagem ainda mais prazerosa!

Coloque em um papel (se for adepto à modernidade, em uma planilha eletrônica) um quadro com o calendário com os dias da viagem (importante colocar os dias da semana, pois te auxilia, por exemplo, em escolher ir a um museu durante a semana, onde o movimento é geralmente menor do que sem perceber colocar em um sábado essa atividade) e comece a distribuir as cidades (caso sejam várias) e as atrações de acordo com o tempo que estabeleceu que cada uma merece. Apague quantas vezes forem precisas as ordem das coisas mas use sempre este quadro para organizar suas informações e coordenar seu roteiro!

Não se esqueça de descontar os dias de deslocamento entre cidades e os dias de chegada, pois são praticamente dias perdidos. Além da arrumação de mala e transporte até o aeroporto/estação, eles são muito demorados e cansativos e se o seu voo for longo, você chegara exausto, então esses dias deixe para fazer algo por perto do seu hotel/hostel ou use-os para recarregar as energias. Se sua viagem for de curto tempo e de manhã, por exemplo, pode ser que consiga aproveitar o restinho do dia, mas não conte totalmente com isso.

Deixe ao menos 1 dia livre no seu roteiro, onde poderá usá-lo para compensar algum imprevisto que tenha acontecido (e eles sempre acontecem!) ou até mesmo para conhecer algum lugarzinho que descobriu a existência quando estava na cidade ou voltar para aquele que seus olhos merecem ver novamente. 

– Google Maps:

Depois que ele foi criado, a vida ficou literalmente mais fácil! Confesso que uso apenas o básico que ele tem a oferecer, pois ainda sou adepta aos mapas de papel e guias/livros (em meu primeiro mochilão tive mais de 20 folhas impressas com cópias de mapas e desenhados à lápis os pontos turísticos que deveria ir, ou seja, sou meio old school nessa questão rs), mas o pouco que uso ele me ajuda e muito! É bem simples usar: no mapa da cidade de destino, basta você marcar os lugares que irá visitar e seguir as rotas, tempo até lá e transporte que ele te indicará! Por exemplo, jogue o nome de seu hotel, e então o destino que mais deseja ir, e veja as informações. Com isso você também consegue visualizar quais atrações tem no caminho e assim otimizar seu tempo. Simples, né?

Fazer o roteiro de uma viagem é bem trabalhoso e é quase como um jogo, onde devemos encaixar perfeitamente as peças (lugares X dias X dinheiro) para mudar de fase rs! Vá e volte nos dias, mude de ideia, faça o que for preciso para que fique tudo com o seu jeitinho!

Pra terem noção do quanto roteiro pode modificar uma viagem planejada (na nossa cabeça apenas), eu sempre sonhei em conhecer Praga, e até hoje não conheço, nas 2 vezes que fui para a Europa, não consegui de fato encaixar a cidade em meus roteiros. Ou era por falta de transporte, ou por falta de dinheiro, ou não tinha voo na cidade que eu estava, no dia que eu estava… enfim, até hoje nada de Praga, porém fiz viagens incríveis com roteiros bem definidos e detalhados, então mãos à obra que o mundo te espera!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here