Arquivos

Animes e MangasSéries e TV

Captain Tsubasa (2018) – A Volta de Super Campeões

Estamos em 2018, em meio a Copa do Mundo de futebol, e se tem uma franquia que gosta de se aproveitar desse período é Captain Tsubasa, vulgo Super Campeões pra quem acompanha a série desde os anos 90 na extinta Rede Manchete. Aproveitando esse clima de festa pelo futebol eu resolvi assistir o reboot do anime de futebol e redescobrir o que fazia está animação tão especial nas minhas memórias infantis.

História e Personagens

O anime conta a história de Tsubasa Osora, que aqui no Brasil teve seu nome mudado para Oliver Tsubasa. O garoto que é amigo da bola e apaixonado por futebol se muda para a cidade de Nankatsu e se torna parte do time de futebol da cidade homônima. O time da cidade é o pior da região, mas a chegada de Tsubasa transforma o time num vencendor e projeta o próprio Tsubasa para o futebol mundial, inclusive para jogar no Brasil.

Paralelo a história de Tsubasa, temos Roberto Hongo, principal jogador da seleção brasileira que vai para o Japão para fazer um tratamento de visão e acaba descobrindo que não poderá mais jogar futebol. Por ser amigo do pai de Tsubasa, Roberto acaba se aproximando do garoto e se torna treinador do Nankatsu e mentor de Tsubasa para torná-lo um jogador profissional.

Claro que outros personagens importantes fazem parte do roteiro em geral, como o orgulhoso goleiro Benji Wakabayashi, o insaciável Kojiro Hyuga, e o habilidoso Taro Misaki.(Carlos no Brasil…) mas a história gira em foco na carreira de Tsubasa e no contexto de amizade e companheirismo que o esporte pode proporcionar.

Infinitas Versões

O maior problema de Super Campeões é a sua quantidade de versões e reboots que a série sofre de tempos em tempos. A primeira se chama Captain Tsubasa, e é de 1983, contando a história de tsubasa desde a chegada ao Nankatsu até a Copa da Ásia e o Mundial Sub-19. Aí vem o primeiro remake Captain Tsubasa J, que foi a versão que passou na Rede Manchete como Super Campeões, essa versão vai até a classificação da Copa da Ásia e encerra ali. Depois tem a Road to 2002, que conta a chegada ao Nankatsu de maneira diferente, e vai até a final da Copa do Mundo entre Japão e Brasil. E agora temos um terceiro reboot/remake da série.

Captain Tsubasa (2018)

Aproveitando o clima da Copa da Russia, temos mais uma visão de Tsubasa chegando ao Nankatsu, mas dessa vez a história parece estar sendo contada com mais detalhes e principalmente mais apego aos personagens e seus backgrounds. Eu assisti 12 episódios dessa nova versão, e a primeira coisa notável é a mudança na personalidade de Roberto Hongo. Roberto tem problemas com alcoolismo devido a sua frustração por não poder jogar mais futebol, e ele supera esse problema ao encontrar Tsubasa e decidir se tornar seu mentor. Seu jeitão brasileiro é mais explícito, ele vive abraçando os garotos e expressando sua alegria o tempo inteiro, bem diferente dos centrados asiáticos. A construção da rivalidade e amizade com Wakabayashi também é de maneira mais gradativa e realista. As animações sofreram a evolução natural do tempo, e a série parece mais ousada ao transformar metáforas em conceitos visuais.

Super Campeões ou Captain Tsubasa, chame como quiser, mas a série continua divertida de assistir, e continua trazendo seus principais valores de amizade, esforço e perseverança. A nova série estreia em breve no Brasil pelo Cartoon Network.

Deixe uma Resposta

Bruno Sena
Campeão dos 100M rasos em séries da Netflix. Fã de quadrinhos, principalmente do Superman. Carioca, curte uma cerveja gelada no fim de semana, enquanto prepara seu plano de dominação mundial.