Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Antirracismo: 23 filmes com protagonistas negros para assistir e refletir

Desde 4 de abril de 1968, não vemos uma manifestação popular tão grande na luta pelos direitos dos negros no mundo inteiro. Quem conhece a história de Martin Luther King Jr imaginou que nunca mais veríamos casos tão impactantes de racismo e autoritarismo acontecendo nos Estados Unidos, e no Brasil.

Infelizmente, George Floyd e João Pedro são apenas o estopim para algo que acontece diariamente no mundo inteiro, e servem não apenas para lamentarmos o ciclo de ódio que envolve tudo isso, mas para erguermos nossos punhos cerrados ao ar e mostrar que não podemos deixar isso se tornar impune, rotineiro, ou comum aos olhos de quem agride.

Como um site que fala sobre cultura pop em geral, principalmente sobre cinema, acredito que o nosso papel é propagar de maneira alta e clara a mensagem de apoio a todos que lutam, usando as ferramentas que temos em nossas mãos, as palavras. Fizemos essa lista de 23 filmes com protagonistas negros no intuito de mostrar que o cinema é uma das principais maneiras de levar conhecimento e inspiração a todos.

Baseados em Fatos Reais sobre negros:

Estrelas Além do Tempo (2016)

Estados Unidos, 1961, o auge da Guerra Fria. Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial. Ao mesmo tempo a sociedade norte-americana lida com uma profunda cisão racial. Brancos e negros não podem frequentar mesmos locais.

Tal situação é refletida também na NASA, onde um grupo de matemáticas negras é obrigado a trabalhar a parte. É lá que estão Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas que, além de provar sua competência dia após dia, precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA.

Selma: Uma Luta pela Igualdade (2014)

A história da luta de Martin Luther King Jr. para garantir o direito de voto dos negros – uma campanha perigosa e aterrorizante que culminou na marcha épica de Selma a Montgomery, Alabama, e que estimulou a opinião pública norte-americana e convenceu o presidente Johnson a implementar a Lei dos Direitos de Voto em 1965.

Em 1964 Martin Luther King Jr (David Oyelowo) recebe seu Nobel da Paz. Diversos afro-americanos, como Annie Lee Cooper de Selma, ainda não têm acesso a inscrição nos cadernos eleitorais. Para garantir o direito de voto para todos os negros, Martin Luther King então reúne-se com o Presidente Lyndon B. Johnson, para que ele possa criar uma lei que proteja os negros que querem votar. Martin, em seguida, vai para Selma, no interior do Alabama, com Ralph Abernathy, Andrew Young e Diane Nash. Lá eles encontram vários ativistas da Conferência da Liderança Cristã do Sul (SCLC). Como Martin Luther King se torna importante, John Edgar Hoover tenta convencer o presidente Johnson para monitorar e prejudicar ainda mais seu casamento com Coretta King.

Como as tensões vão aumentando, King e seus sócios decidem realizar as Marchas de Selma a Montgomery, enfrentando a violência das forças policiais locais, liderados pelo xerife Jim Clark e o Governador George Wallace.

Meu Nome é Radio (2003)

Em uma cidade racialmente dividida, o treinador Jones (Ed Harris) encontra um estudante deficiente mental chamado Rádio (Cuba Gooding Jr) e é inspirado a fazer amizade com ele. Logo, Rádio é o fiel assistente de Jones e a diretora Daniels (Alfre Woodard) observa que a autoconfiança de Rádio aumentou.

Rádio é um jovem garoto fascinado pelo futebol americano que estava sempre por aí andando com um carrinho de supermercado com várias coisas, além de um rádio. Seu apelido ‘rádio’ foi escolhido pela sua afeição por rádios e por ele estar sempre com um rádio dentro de seu carrinho.

Porém as coisas começam a piorar quando Jones começa a ter reclamações dos fãs, que sentem que a sua devoção por Rádio está atrapalhando a sua busca por uma vitória no campeonato.

Mãos Talentosas (2009)

O filme narra a história real do Dr Benjamin Carson (Cuba Gooding Jr), um dos mais respeitados neurocirurgiões do mundo. Cresceu em um lar desfeito e em meio à pobreza e ao preconceito, suas notas eram baixas e seu temperamento inflamado.

Sua trajetória descreve o papel vital que sua mãe, uma senhora analfabeta, mas muito inteligente que insistiu para que ele seguisse as oportunidades que ela e outros negros nunca tiveram. Ajudou-o a expandir sua imaginação, sua inteligência e sua crença em si mesmo.

Em 1987, o Dr. Carson alcançou renome mundial por seu desempenho na bem-sucedida separação de dois gêmeos siameses, unidos pela parte posterior da cabeça – uma operação complexa e delicada que exigiu cinco meses de preparativos e vinte e duas horas de cirurgia.

Vitórias de uma vida/ A História de Gabby Douglas (2014)

Em 2012, Gabby Douglas se tornou a primeira ginasta afro-americana a conseguir duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, tanto na categoria individual como em equipe.

Afastando-se de sua cidade natal e de sua família em 2010 para prosseguir a formação com um treinador olímpico de renome mundial, Gabby Douglas foi selecionada para competir com a equipe de ginástica olímpica feminina dos EUA nos Jogos Olímpicos de 2012. Lá, Douglas se torna a primeira afro-americana a ganhar o ouro na competição individual do evento.

O Menino que Descobriu o Vento (2019)

Nascido em Kasungu, no Malauí, William Kamkwamba (Maxwell Simba) é um jovem estudante que vem de uma família de fazendeiros que vive na aldeia vizinha de Wimbe.

William também dedica-se a consertar rádios para seus amigos e vizinhos e gasta seu tempo livre examinando o ferro-velho local em busca de componentes eletrônicos aproveitáveis. Buscando salvar sua aldeia da seca, William planeja construir um moinho de vento para alimentar uma bomba de água elétrica que ele havia catado antes.

Malcom X (1992)

Retrata a vida do ativista Malcolm Little (Denzel Washington), mais conhecido como Malcolm X. O longa conta desde sua infância até ao afirmar-se na linha da frente na igualdade, mas acima de tudo a liberdade dos negros.

O filme dramatiza eventos importantes da vida de Malcolm: sua carreira criminal, seu encarceramento, sua conversão ao Islã, seu ministério como membro da Nação do Islã e seu posterior desentendimento com a organização, seu casamento com Betty X, sua peregrinação à cidade sagrada de Mecca e reavaliação de seus pontos de vista sobre brancos, e seu assassinato em 21 de Fevereiro de 1965.

A Procura da Felicidade (2007)

Chris (Will Smith) enfrenta sérios problemas financeiros e Linda, sua esposa, decide partir. Ele agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher (Jaden Smith), seu filho de 5 anos. Chris tenta usar sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego, mas só consegue um estágio não remunerado.

Seus problemas financeiros não podem esperar uma promoção e eles acabam despejados. Chris e Christopher passam a dormir em abrigos ou onde quer que consigam um refúgio, mantendo a esperança de que dias melhores virão.

Coach Carter (2005)

Em 1999, Ken Carter (Samuel L Jackson) retorna para sua antiga escola em Richmond, Califórnia, aceitando se tornar o treinador do time de basquete para colocá-lo em forma. Com muita disciplina e regras duras, ele consegue fazer a equipe vencer.

Mas quando as notas dos jogadores começam a baixar, Carter fecha o ginásio e interrompe o campeonato. O treinador é criticado pelos jogadores e seus pais, mas está determinado a fazer com que os jovens sejam vencedores tanto na escola quanto na quadra.

12 Anos de Escravidão (2014)

Em 1841, Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um negro livre, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos, ele passa por dois senhores, Ford e Edwin Epps, que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.

O longa é uma adaptação da autobiografia homônima de 1853 de Solomon Northup, um negro livre nascido no Estado de Nova Iorque que foi sequestrado em Washington, e vendido como escravo. O filme foi indicado em 9 categorias e venceu 3 prêmios, o de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante (Lupita Nyong’o) e Melhor Roteiro Adaptado.

Infiltrado na Klan (2018)

Em 1978, Ron Stallworth, um policial negro do Colorado, consegue se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunica com os outros membros do grupo por meio de telefonemas e cartas, e quando precisava estar fisicamente presente, ele envia um outro policial branco em seu lugar.

Depois de meses de investigação, Ron fica próximo do líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes de ódio orquestrados pelos racistas.

O longa foi indicado à 6 Oscars, vencendo o prêmio de melhor roteiro adaptado.

Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016)

O filme apresenta três etapas na vida de Chiron (Trevante Rhodes), o personagem principal, explorando as dificuldades que ele enfrenta no processo de reconhecimento de sua própria identidade e sexualidade, e o abuso físico e emocional que recebe ao longo destas transformações.

Moonlight recebeu grande aclamação da crítica especializada. Nos Prémios Globo de Ouro de 2017 ganhou na categoria de Melhor Filme – Drama e foi indicado em cinco outras categorias. O filme recebeu oito indicações aos prêmios do Oscar, ganhando nas categorias de Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Ator Coadjuvante.

O filme também se tornou o primeiro filme com um elenco todo de negros, e o primeiro filme de temática LGBT a ganhar o Oscar de Melhor Filme.

O Último Rei da Escócia (2006)

O médico recém-formado Nicholas Carrigan (James Macvoy) resolve se aventurar pelo mundo em busca de novas experiências. O destino escolhido é Uganda, país localizado na região central da África. Lá, o médico reside em uma pequena cidade, servindo o hospital principal. O presidente do país, Idi Amin (Forest Whitaker), sofre uma pequena lesão nas mãos enquanto visita a cidade. Por acaso, o médico requisitado para socorre-lo é Carrigan, que acaba por prestar socorro ao presidente.

A partir disso, Amin propõe a ele que se torne seu médico pessoal. Relutante, Nicholas aceita a proposta. Durante seu mandato, o médico se torna também seu amigo e conselheiro, participando de reuniões e representando o presidente em algumas ocasiões. Devido a algumas situações, ao decorrer do tempo Nicholas descobre que Amin não é quem parecia ser.

Temendo pela própria vida, o jovem médico decide sair do país, que se tornara perigoso para ele. Ao mesmo tempo que Garrigan vive o dilema de ter que matar o presidente para poder sair do país, ele se vê numa difícil situação ao se envolver com uma das mulheres do ditador.

Em mais de 90 edições do Oscar, apenas 4 atores ganharam a categoria principal de atuação, Forest Whitaker é um deles.

Ficção:

Histórias Cruzadas (2011)

Nos anos 60, no Mississippi, Skeeter é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte.

Aibileen Clark, a emprega da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.

Se a Rua Beale Falasse (2018)

Baseado no célebre romance de James Baldwin, o filme acompanha Tish (Kiki Layne), uma grávida do Harlem, que luta para livrar seu marido de uma acusação criminal injusta e de subtextos racistas a tempo de tê-lo em casa para o nascimento de seu bebê.

Foi escolhido pelos institutos National Board of Review e American Film Institute como um dos dez melhores filmes lançados em 2018; recebeu, além do mais, indicações para o Prémios Globo de Ouro de 2019 nas categorias de Melhor Filme Dramático, Melhor Atriz Coadjuvante (Regina King) e Melhor Roteiro.

Dream Girls (2006)

Effie White, Deena Jones e Lorrell Robinson moram em Chicago e formam um grupo musical, as Dreamettes. As três começam a fazer sucesso graças ao manipulador empresário Curtis Taylor Jr, que consegue fazer com que elas acompanhem um cantor de “soul”. Os conflitos começam quando Curtis sonha em transformar as Dreamettes em Dreams. Sua ideia é trocar Effie por Deena e fazer dela a vocalista principal do grupo, o que deixa evidente seu interesse romântico pela jovem.

O musical foi adaptado para o cinema pela DreamWorks e pela Paramount Pictures, e teve sua estréia nos Estados Unidos em 15 de dezembro de 2006. Na versão cinematográfica do musical estrelam Jennifer Hudson, Beyoncé Knowles, Anika Noni Rose, Jamie Foxx, Eddie Murphy, Keith Robinson e Danny Glover.

Corra! (2017)

Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Get Out recebeu elogios por sua direção e temas, e foi escolhido pelo National Board of Review, o American Film Institute e o Time como um dos 10 melhores filmes do ano. O filme foi indicado para quatro Oscars, incluindo Melhor Filme; Peele ganhou por Melhor Roteiro Original. Também ganhou cinco indicações no Critics’ Choice Awards, duas no Golden Globe Awards, e duas no British Academy Film Awards. Foi destaque em várias listas dos melhores filmes da década de 2010.

Nós (2019)

Adelaide (Lupita Nyong’o) e Gabe (Winston Duke) decidem levar a família para passar um fim de semana na praia e descansar em uma casa de veraneio. Eles viajam com os filhos e começam a aproveitar o ensolarado local, mas a chegada de um grupo misterioso muda tudo e a família se torna refém de seus próprios duplos.

Filmes da Cultura Pop:

Pantera Negra (2018)

Criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1966 para os quadrinhos da Marvel, Pantera Negra teve seu filme lançado em 2018 após anos de debates e discussões sobre o projeto.

Após a morte do rei T’Chaka (John Kani), o príncipe T’Challa (Chadwick Boseman) retorna a Wakanda para a cerimônia de coroação. Nela são reunidas as cinco tribos que compõem o reino, sendo que uma delas, os Jabari, não apoia o atual governo. T’Challa logo recebe o apoio de Okoye (Danai Gurira), a chefe da guarda de Wakanda, da irmã Shuri (Letitia Wright), que coordena a área tecnológica do reino, e também de Nakia (Lupita Nyong’o), a grande paixão do atual Pantera Negra, que não quer se tornar rainha. Juntos, eles estão à procura de Ulysses Klaue (Andy Serkis), que roubou de Wakanda um punhado de vibranium, alguns anos atrás.

O filme, com o elenco predominantemente formado por atores negros, recebeu inúmeros prêmios e indicações, com sete indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, com vitórias para Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora e Melhor Design de Produção. Pantera Negra é o primeiro filme de super-herói a receber uma indicação de Melhor Filme, bem como o primeiro filme do MCU a ganhar um Oscar.

Trilogia Blade (1998 – 2004)

O personagem foi criado em 1973 para a Marvel pelo escritor Marv Wolfman e artista Gene Colan. Nos quadrinhos, a mãe de Blade foi mordida por um vampiro enquanto ela estava trabalhando com Blade. Assim, pode-se inferir, Blade nasceu como um dhampir, um humano com genes vampiros.

Blade (Wesley Snipes) cresce para se tornar um caçador de vampiros, jurando vingança sobre as criaturas que mataram sua mãe. Ele se junta a um homem chamado Whistler, um caçador de vampiros aposentado e especialista em armas.

Enquanto isso, no submundo urbano, uma guerra é iniciada entre vampiros de “sangue puro” e aqueles que foram humanos, mas foram “transformados”. Blade torna-se ciente disso e investiga mais, descobrindo uma trama para levantar o deus sangue La Magra, algo que ele deve parar a todo custo.

Eu Sou a Lenda (2007)

Robert Neville (Will Smith) é um brilhante cientista e o único sobrevivente de uma epidemia que transformou os humanos em mutantes sedentos por sangue. Andando pela cidade de Nova Iorque, ele procura por outros possíveis sobreviventes e tenta achar a a cura da praga usando seu próprio sangue, que é imune.

É a terceira adaptação de um livro de horror e ficção científica escrito por Richard Matheson e publicado em 1954. A obra foi influente no desenvolvimento do gênero zumbi e na popularização do conceito de um apocalipse em todo o mundo devido a uma doença. O sucesso trouxe duas adaptações anteriores para o cinema, The Last Man on Earth (O Último Homem na Terra), em 1964, e The Omega Man, em 1971.

Space Jam: O Jogo do Século (1996)

Talvez um dos VHS que eu mais aluguei na minha infância, junto de Power Rangers – O Filme!

Um maldoso alienígena, proprietário de um parque, precisa de uma nova atração no Moron Mountain. Quando sua gangue, os Nerdlucks, vem para a Terra para sequestrarem Pernalonga e os Looney Tunes, Pernalonga os desafia com um jogo de basquete para determinar seus destinos. Os alienígenas concordam, mas roubam os poderes dos jogadores de basquete da NBA, incluindo Larry Bird e Charles Barkley, enquanto Pernalonga recebe ajuda de Michael Jordan.

Trilogia Bad Boys (1995 – 2020)

Marcus Burnett (Martin Lawrence) e Mike Lowrey (Will Smith) são dois policiais do departamento de polícia de Miami que devem se juntar para recuperar um carregamento de drogas perdido. Eles contarão com a ajuda de uma testemunha, Julie, porém para isso um terá que se passar pela identidade do outro. Um carregamento de heroína confiscada, avaliada em 100 milhões de dólares, foi simplesmente roubado do depósito.

(Bônus) Filmes nacionais com protagonistas negros:

Cidade de Deus (2002)

O filme retrata o crescimento do crime organizado na Cidade de Deus, uma favela, com a população majoritariamente constituída por negros, que começou a ser construída nos anos 1960 e se tornou um dos lugares mais perigosos do Rio de Janeiro no começo dos anos 1980. Para contar a trajetória deste lugar o filme narra a vida de diversos personagens e eventos que se entrelaçam no decorrer da trama.

Tudo é contado pelo ponto de vista do Buscapé, o protagonista-narrador que cresceu em um ambiente muito violento. Porém, encontra subsídios para não ser fisgado pela vida do crime.

Tim Maia (2014)

Tim Maia é um filme de drama brasileiro, estrelado por Babu Santana, uma obra biográfica sobre o cantor Tim Maia. Foi adaptado e dirigido por Mauro Lima, baseado no livro Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia de Nelson Motta, que rendeu um musical de teatro.

O filme percorre 50 anos na vida de Tim Maia, da sua infância no Rio de Janeiro até a morte, aos 55 anos de idade. Uma referência entre os maiores artistas negros brasileiros.

O Homem que Copiava (2003)

Um humilde operador de copiadora se apaixona pela vizinha e, para conseguir se aproximar da jovem, se transforma num falsificador de dinheiro. André (Lázaro Ramos) é um jovem de 20 anos que trabalha na fotocopiadora da papelaria Gomide, localizada em Porto Alegre.

André mora com a mãe e tem uma vida comum, basicamente vivendo de casa para o trabalho e realizando sempre as mesmas atividades. Num dia André se apaixona por Sílvia (Leandra Leal), uma vizinha, a qual passa a observar com os binóculos em seu quarto. Decidido a conhecê-la melhor, André descobre que ela trabalha em uma loja de roupas e, para conseguir uma aproximação, tenta de todas as formas conseguir 38 reais para comprar um suposto presente para sua mãe

Se soubesse que o mundo se desintegraria amanhã, ainda assim plantaria a minha macieira. O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos. Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos.

Martin luther king jr
Show CommentsClose Comments

Leave a comment