Arquivos

Não categorizadoSéries e TV

Análise | Fear The Walking Dead – 2ª Metade da 3ª Temporada

Assim como em outras temporadas, Fear The Walking Dead teve a temporada dividida em 2 partes, com seu season finale transmitido na semana passada, nos EUA.

Já adianto por aqui, este texto terá grandes spoilers do fim da 3ª Temporada!!

Fiquei muito, mas muito surpreso com a intensidade deste season finale, composto por um episódio duplo de 1h30. Tem muita ação, mortes de personagens destaque da temporada, suspense, drama e tudo que há de bom para um fim de temporada! Diga-se de passagem, o filho superou o pai nesta temporada. Abre os olhos The Walking Dead!

A série, criada também por Robert Kirkman, começou em seu primeiro ano como uma mera série da FOX para completar a grade em momentos que não tivermos assistindo a saga de Rick e cia. Mas agora, com o final de seu terceiro ano o cenário é totalmente diferente. Os personagens principais, representados por Madison (Kim Dickens), Nick (Frank Dillane) e principalmente Alicia (Alycia Debnam-Carey), amadureceram e agora mostram sua força maior a cada episódio. Mas, vamos a trama que trouxe a esse season finale.

Relembrando, a primeira parte deste terceiro ano terminou com o épico episódio em que Madison arma a morte de Jeremiah, executada por Nick, e assim conquista bravamente a confiança de Taqa (momento que mulherão da p*).

Dando sequência, a segunda metade começa explorando os reflexos de Jake e Troy após a morte de seu pai. Troy, o mais revoltado e insano, após brigas e discussões, abandona o grupo para sobreviver sozinho (mal sabem o que está por vir.) Em paralelo ocorrem as maçantes discussões dos filhos de Jeremiah com Madison e Nick, eis que temos o retorno de Daniel, um dos personagens mais fortes de Fear TWD na minha opinião. Este, está liderando junto com Lola, uma comunidade que tem a represa como seu maior tesouro, afinal a seca está tomando conta de todos ambientes, e água é negociada a um preço altíssimo pelos mercadores ilegais.

Voltando a comunidade indígena de Taqa e cia, fica cada vez mais evidente que um dos maiores vilões dessa temporada não é nenhuma horda zumbi, nenhum governador insano de tapa olho ou um badass com seu taco de beisebol assassino. Aqui a seca se torna a maior vilã, e que proporciona o destaque de uma personagem improvável: Alicia. Sim, aquela menina tola das duas primeiras temporadas que todo mundo queria matar a cada escolha errada que cometia, se mostra forte e imponente como a mãe, liderando o grupo em busca de união rumo a sobrevivência. Bravo!

Enquanto a filha sustenta a comunidade em prol da sobrevivência, a mãe se junta a Victor e Taqa, numa expedição a cobiçada represa. O maior empecilho? A relação conturbada entre Daniel e Victor. Abro aqui um parêntese. Victor Strand para mim é um dos personagens principais da série, e que tem muito, mas muito a ser revelado. Desde o início, como proprietário do barco que revolucionou a forma de se pensar na sobrevivência no apocalipse zumbi, até agora com suas misteriosas negociações e alianças obscuras, Strand esconde muito de todos nós.

Desconfiança a parte, Madison é a principal responsável por convencer Daniel a ceder uma pequena quantidade de água para sobrevivência de sua comunidade. Mais um ponto para ela.

Enquanto isso, Alicia ia conseguindo manter a ordem na comunidade, mesmo com as desavenças entre indígenas e trabalhadores da fazenda. Mas daí, Troy, aquele que foi vagar sozinho, resolve aparecer um pouco, só para complicar o que já estava tenso.
Motivado por sua insanidade, ele atrai uma horda de walkers para a comunidade, o que acaba tirando a vida de seu irmão, além de causar o caos nos comandados de Alicia. Nick tenta controlar toda a zona, mas sem chance, afinal a horda já tinha alcançado os portões do vilarejo, obrigando a comunidade toda a se refugiar em um bunker. Caos a vista?

Sim, e bota caos nisso! Um dos episódios mais incríveis da midseason, “The Land is Your Land” evidencia mais ainda a liderança orquestrada por Alicia. Responsável por organizar os sobreviventes e tentar colocar ordem no refúgio, não tem sucesso por conta do calor e da falta de ar, que resulta na morte de TODOS os que ali estavam. Mas, para ser dona da temporada tem de sobreviver, certo? E é isso que Alicia faz, numa atuação de gala no episódio que dá a ela o troféu de melhor da temporada.

A família se reencontra após a destruição do rancho, mas Fear pelo jeito não é uma série de união, então a partir daqui, temos 3 grupos diferentes:

  • Madison, Strand e Taqa, levando uma Ofelia próxima da morte ao encontro de Daniel;
  • Nick e Troy, os brothers tacam um f* pra tudo, e vão em busca do vício de Nick (volta o cão arrependido…);
  • E, Alicia. Sim, a rainha solitária.

UFA! Sacaram tudo até aqui, este vai e vem de situações, cenários e situações traz aos 3 episódios finais. Mas, para chegar ao gran finale, vou apresentar o que rolou com cada uma das frentes citadas:

Team Madison

Lutando contra o tempo pela sobrevivência de Ofelia, o trio parada dura avança rumo a represa, afinal buscam uma parceria firmada com Daniel a partir de seu reencontro familiar. Enfim, estaria aí a esperança da sobrevivência do grupo? Sqn…
Chegada a hora do esperado reencontro, Ofelia já está morta nos braços do pai, o que motiva sua revolta cada vez maior com o grupo. Enquanto isso….

Team Nick

A dupla Nick e Troy vai em busca do momento viva la vida, e opta trocar tudo pelas drogas, e Nick reviver seu vício. Insanidade. Esta palavra resume os momentos passados pelos dois, movidos pela paranóia. Ao final, se unem novamente com Madison. Mas a mais lascada nessa zona tem de ser a dona da temporada mais uma vez…

Team Alicia

Se aventurando sozinha, Alicia conhece uma outra sobrevivente, que a princípio a rejeita, mas que acaba a aceitando em prol de um confronto maior. As duas são surpreendidas pela gangue de John, que rapta Alicia, já incumbida como namoradinha do chefão.

Em resumo, núcleos desenvolvidos e prontos para um grande encontro final, certo?

Eis que a gangue que sequestrou Alicia ruma para conquistar a represa, que lembrem-se é o maior alvo desta temporada. Mas, em paralelo a isso, a rixa segue forte com Troy, o que resulta (finalmente, amém senhor), na morte dele pelas mãos, aliás, pelo martelo de Maddison. Fim da chatice e da insanidade do último filho de Jeremiah.

Quer mais treta? Afinal, a guerra tá vindo lá fora, mas treta não falta. O estopim entre os desentendimentos de Victor e Daniel é um tiro de raspão, que acerta o rosto de Daniel. O cara é imortal hein? Resistiu a um incêndio, agora a um tiro na cara!!

Fim das confusões internas, chega a hora de confrontar o vilão externo. A gangue chega na surdina a represa, mas causa um grande confronto que resulta em muito sangue por todo lugar. Para dar fim a guerra, eis uma negociação: Alicia em troca do controle da represa. Mas, nada tem de ser tão fácil assim…

Voltando um pouco a história, lhes conto sobre Strand. Lembram-se que falei que os acordos dele são um tanto quanto misteriosos? Pois é, ele é um aliado da gangue, a qual ele tem uma dívida a pagar e com isso facilita a entrada deles na represa, afim de lascar com Daniel. Sucesso parcial do plano, até que a gangue descobre que o plano envolve a libertação de Alicia, Nick e Maddison.

A treta tá pouca né? A tensão e a traição ainda não chegou a sua totalidade… Vamos mexer com uma bomba que pode explodir tudo e liberar água para quem precisa? Esse é o plano de Nick, que em um ato suicida (será?), explode a represa enquanto Madison, Nick e Strand fogem num bote.

Baita correria, morte e tensão para uma cena final digna, não é? Me surpreendeu a construção, diálogos e a sequência final desta temporada.

Mas ficam as dúvidas: quem serão os sobreviventes da explosão? A única confirmação é Maddison, que acorda num vilarejo mexicano inundado. Mas e o restante? Será que John e sua gangue irão em busca de vingança na próxima temporada? Isso e muito mais, só no próximo ano…

Avaliação

Roteiro7
Fotografia9
Trilha Sonora6
Direção de Arte8
Continuidade9
7.8

Resumo

Como era o mundo antes do início da epidemia de The Walking Dead? Ambientada em Los Angeles, Fear The Walking Dead narra o início da contaminação, através dos olhos de uma família tentando sobreviver.

Deixe uma Resposta

Raphael Riveiro
Idealizador do Dinastia Geek, fanático por séries e games, engatinhando no mundo das HQs. Harry Potter, o universo Tolkien, Liga da Justiça e Tim Burton são o melhor do maravilhoso universo nerd/geek!